Acompanhe nas redes sociais:

14 de Novembro de 2018

Outras Edições

Edição nº 917 / 2017

17/04/2017 - 09:58:38

ABC do Interior

Roberto Baia

Não deu em nada

O episódio envolvendo a secretária municipal de Educação de Arapiraca, Mônica Pessoa, que denunciou durante entrevista concedida ao radialista Ailton Avlis, da Pajuçara FM, que os vereadores teriam exigido a divisão dos cargos do Processo Seletivo Simplificado - o PSS, parece que não vai dar em nada mesmo. 

“Equívoco                  e pressão”

É que de início os próprios vereadores “reagiram”, se mostraram até certo ponto enfurecidos. Falaram em “equívoco e pressão” por parte da secretária, que chegou a ameaçar ir à Câmara, caso convocada, para apontar os vereadores que fizeram a proposta indecorosa e contar toda verdade. 

Lei do silêncio

Ao que parece, a reação da secretária deixou os representantes do Poder Legislativo atordoados e com a pulga atrás da orelha. Chegou a se comentar nos bastidores da política arapiraquense que haveria uma gravação que, se fosse a público, seria um dos maiores escândalos políticos já existentes na capital brasileira do fumo em corda. Mas, ao que parece, os vereadores não toparam o desafio, se trancaram na Câmara e optaram pela lei do silêncio.

Estão quietinhos

O certo é que a secretária Mônica Pessoa saiu mesmo por cima e os vereadores tiveram que engolir a seco e agora estão quietinhos para não sair mal na fita. O PSS continua aí, desafiando a normalidade do processo educacional do município, já que está mais que provado que foram selecionados “profissionais” sem qualquer experiência para substituir experientes profissionais que já estavam no batente por um bom tempo.

Continuam calados

Os vereadores, ainda, ameaçaram denunciar esquema para favorecer o deputado estadual Severino Pessoa, esposo da primeira-dama e cunhado da secretária de Educação. Mas continuam calados e, pelo andar da carruagem, vão permanecer assim e essa história, no mínimo confusa, vai mesmo cair no rol do esquecimento, para o bem de todos e felicidade geral do prefeito Rogério Teófilo.

Sem esperança

Há três anos a Mineradora Vale Verde se instalou entre os municípios de Arapiraca e Craíbas, ocupando uma área que ultrapassa um pouco mais de nove mil tarefas. O que era para ser a redenção econômica não só desses dois municípios como os demais da Região Agreste, até agora não passa de uma promessa e até se transformou em uma novela com um enredo nada alentador. É que a cada dia que passa a esperança de empregos e desenvolvimento financeiro do comércio fica mais distante. 

Investimento alto

Segundo o prefeito Ediel Leite, de Craíbas, assim que ele assumiu o governo municipal conversou com diretores da mineradora que lhe revelaram que para iniciar os trabalhos de extração de minérios precisa que um investidor aplique um capital hoje na ordem de 150 milhões de dólares, o que representa um pouco mais de 400 milhões de reais. 

Terras invadidas

Mas os problemas da Mineradora Vale Verde não passam apenas por falta de investidor. Há cinco meses trabalhadores rurais invadiram e ocuparam duas áreas em Craíbas, reivindicando a posse das terras. Eles denunciam que a Vale Verde provocou desemprego, destruindo oito povoados. 

Uma grande mentira

“Tiraram o sustento das nossas famílias. Até escolas e Igrejas foram destruídas e centenas de pessoas ficaram nas ruas. Queremos garantir nossos direitos, já que a mineradora, além de expulsar os trabalhadores das terras, provou que é uma grande mentira e não vai assegurar emprego para ninguém”, desabafou um trabalhador rural, que passou a morar em um barraco de lona no povoado Lage.

Maria Aparecida 1

A ex-vereadora por Arapiraca, Maria Aparecida da Silva Pereira, faleceu, aos 77 anos, no último sábado (8). O corpo da política foi sepultado no Cemitério Pio XII, na tarde do último domingo. Ela foi eleita vereadora pela cidade durante cinco eleições consecutivas. Durante sua vida na política teve atuação marcante em diversos segmentos.

Maria Aparecida 2

Familiares e autoridades municipais questionaram a atitude do governo municipal que não decretou luto oficial pela passagem da ex-vereadora. Maria Aparecida teve uma vida política bastante ativa na cidade mais importante do interior alagoano. Além de ter sido presidente do Poder Legislativo, Aparecida deu uma grande de contribuição à sociedade, sendo responsável pela construção do IML, sede do Corpo de Bombeiros, além de apoiar clubes sociais que 

PELO INTERIOR

... Centenas de pessoas, entre familiares e amigos, compareceram ao velório e sepultamento da ex-vereadora Maria Aparecida. Diversos políticos de Arapiraca e cidades vizinhas estavam presentes.

... Maria Aparecida era filha do agricultor André Félix da Silva e da dona de casa Maria Nunes da Silva. 

... Sempre foi atuante no mundo político e lutou por várias melhorias para a cidade, fundou a Escola de Samba 30 de Outubro para animar os carnavais de Arapiraca e que chegou a ser tetracampeão. 

... Fundou o Teatro. Ela também era mãe do médico Marcelo Pereira, morto em um acidente de carro nas imediações do município de São Sebastião. Maria Aparecida também perdeu outros dois filhos em acidente automobilístico.

... Foi eleita vereadora pela primeira vez no ano de 1975, com a segunda melhor votação da cidade. No biênio 1995/1996, foi presidente da Câmara Municipal. Foi responsável pela compra do primeiro carro utilitário para servir à população carente em tratamento médico que precisava se deslocar para Maceió.

... Com informações da jornalista Amanda Duarte: No feriadão da Semana Santa, atividades voltadas ao relaxamento, à alimentação vegetariana e à diversão organizadas pelo projeto Kombi Cura vão proporcionar a um grupo de participantes momentos de bem-estar físico, mental e espiritual. 

... O retiro vai acontecer entre os dias 14 e 16 de abril, na Pousada Trilha do Mar, na Praia do Francês, em Marechal Deodoro.

... Sandro Lobo, um dos integrantes do projeto, explica que as atividades foram escolhidas para compor a programação do feriadão devido às suas potencialidades de cura, em todos os sentidos.

... A Câmara de Dirigentes Lojistas de Arapiraca concluiu na última segunda-feira, 10, o primeiro curso de Libras oferecido para associados.

... O curso, iniciado em março e realizado duas vezes por semana, foi instruído pelo professor Deyvison Silva de Souza, que desde 2011 trabalha com Libras. 

... Segundo o instrutor, a capacitação orienta funcionários do comércio e até mesmo proprietários para melhor se comunicarem com portadores de deficiência auditiva.

... Aos nossos leitores, desejamos um excelente final de semana, com muita paz e saúde. Até a próxima edição!!!

Comentários

Curta no Facebook

Siga no Twitter

Jornal Extra nas redes sociais:
2i9multiagencia