Acompanhe nas redes sociais:

17 de Novembro de 2018

Outras Edições

Edição nº 915 / 2017

03/04/2017 - 15:19:51

Meio Ambiente

Da Redação

Guaiamum e Uçá 

Para garantir a reprodução do caranguejo-uçá e do Guaiamum, foi publicada uma Normativa no Diário Oficial da União que proíbe a captura, transporte, beneficiamento, industrialização e comercialização no período reprodutivo dos animais, que começa dia 1º de abril. Além de Alagoas, a norma serve também para outros dez estados da União. No caso do guaiamum, o problema é agravado porque a espécie se encontra na lista dos animais ameaçados de extinção. A portaria n° 395, publicada em 2016, determina que o período de pesca do animal fica proibida a partir de 1º de abril e não tem prazo para acabar.

Fim da TV analógica

O Brasil é o maior gerador de lixo eletrônico da América Latina, responsável por 36% do descarte de equipamentos como celulares e televisores de acordo com relatório da Organização das Nações Unidas (ONU). Porém a partir de 2017, a situação deve se agravar com o desligamento do sinal analógico das emissoras de TV em algumas regiões, segundo a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) O número de descarte ilegal pode aumentar em um curto espaço de tempo e prejudicar a contaminação do solo principalmente nas capitais por concentrarem um maior número desses aparelhos.

Velho Chico 

O Rio São Francisco, fonte de renda e sustento de dezenas de cidades alagoanas, está perdendo a vazão, as águas estão ficando salgadas e os peixes típicos do rio estão desaparecendo. De acordo com o professor da Universidade Federal de Alagoas (Ufal), em Penedo, Cláudio Sampaio, o assoreamento, o lançamento de esgoto no rio e a ausência de mata ciliar, são algumas das grandes causas do seu declínio. Segundo o consultor do IMA, Meraldo Rocha, o órgão tem trabalhado a questão da educação ambiental nas comunidades e está investindo no reflorestamento da mata ciliar.

Fiscalização

Uma equipe formada pela Gerência de Monitoramento e Fiscalização (Gemfi) do Instituto do Meio Ambiente (IMA-AL) irá realizar, na próxima segunda-feira, 3, um treinamento para técnicos da Secretaria de Meio Ambiente de Marechal Deodoro. As aulas serão direcionadas para ampliar o conhecimento dos técnicos sobre fiscalização ambiental. Na ocasião, será feito apresentações a respeito dos procedimentos sobre lavratura de auto de infração, elaboração de relatórios e processo administrativo ambiental.

Cerâmica ecológica

Um pesquisador da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) desenvolveu um revestimento cerâmico sustentável. O produto usa menos água na fabricação e polui 50% menos o meio ambiente. A tecnologia desenvolvida após três anos de estudos já foi patenteada e agora vai passar por testes industriais. Um pó especial a base de argila e outros minérios são usados para fabricar o novo tipo de cerâmica. A massa tem somente 6% de água, em vez de 35%, como a que temos em nossas casas, por isso, usa menos gás natural na secagem.

Trump x Obama

Na presença de mineiros e de representantes da indústria de combustíveis fósseis, o presidente dos EUA, Donald Trump, anunciou uma “nova revolução energética” ao assinar na terça-feira, 28, um decreto que revisa ou suspende decisões tomadas pelo governo de Barack Obama para frear o aquecimento global. O principal alvo é o Plano de Energia Limpa, que restringe a emissão de gases por usinas a carvão. O decreto orienta o chefe da EPA, Scott Pruitt, a revisar o Plano de Energia Limpa — o principal legado de Obama na área ambiental— e, se for “apropriado”, terá autorização para suspendê-lo.

Água 

 Os estados receberão novos recursos para investimento na área hídrica. Foi o que afirmou o ministro do Meio Ambiente, Sarney Filho. Ele confirmou também a renovação por mais cinco anos do Programa de Consolidação do Pacto Nacional pela Gestão das Águas (Progestão). A medida aumentará o valor anual por estado para R$ 1 milhão. O anúncio foi feito na terça-feira, 28, em Brasília. Ao todo, serão destinados R$ 135 milhões no período de cinco anos. 

Cadastro Ambiental Rural 

Termina neste 31 de março o prazo das inscrições na Capacitação para o Sistema de Cadastro Ambiental Rural (CAR), o Cap-CAR. Serão 5 mil vagas gratuitas para o curso promovido pelo Ministério do Meio Ambiente (MMA) e a Universidade Federal de Viçosa (UFV). O objetivo é treinar os interessados em atuar como facilitadores nas inscrições de imóveis rurais preferencialmente de agricultores familiares. Os interessados deverão se inscrever pela página virtual do curso. O treinamento faz parte do projeto de Gestão Territorial Rural e será realizado totalmente a distância, sem tutoria, com carga horária de 80 horas/aula, o equivalente a dois meses de duração. O conteúdo programático inclui todas as funcionalidades e fluxos do sistema para esclarecer dúvidas na hora de fazer a inscrição de imóveis no CAR.

Comentários

Curta no Facebook

Siga no Twitter

Jornal Extra nas redes sociais:
2i9multiagencia