Acompanhe nas redes sociais:

21 de Novembro de 2018

Outras Edições

Edição nº 914 / 2017

27/03/2017 - 09:18:36

Churrasco na hora errada

Jorge Morais

Essa conversa de carne de boi, de porco e de galinha com problema é mais antiga do que a posição de subir em ônibus. Seja in natura (expressão utilizada para descrever os alimentos de origem vegetal ou animal que são consumidos em seu estado natural) ou congelada foi não foi encontramos problemas. E não é só na carne. Já vimos essas coisas erradas ou feias em refrigerantes, enlatados e no que você possa imaginar. Eu mesmo já fui vítima de camarão estragado sendo vendido no Mercado da Produção. Fui lá, devolvi e o cara me deu o dinheiro e nem fez cara feia, porque sabia do que se tratava. Sururu e peixe passados, como eles chamam, nem se fala. E cadê a fiscalização?

O mais interessante de tudo isso é que uma série de gravações foi mostrada pela Polícia Federal, por meio da imprensa, com proprietários de frigoríficos e fabricantes combinando as coisas, dizendo como faziam para enganar os distribuidores e a população consumidora e ainda tem gente de dentro do governo afirmando que são, apenas, algumas suspeitas, mesmo com pessoas presas e outras levadas para depor quanto a manobra utilizada por grandes empresas produtoras, como a famosa Friboi, que dizem que é da sociedade de um filho do ex-presidente Lula, que, com certeza, vai continuar desmentindo.

Apesar da atuação da Polícia Federal e de todos os problemas causados, o Ministro da Agricultura do Governo Michel Temer, senador Blairo Maggi (indicado pelo PP), e outras pessoas com interesses maiores, continuam dizendo que nada daquilo que a gente viu e ouviu falar não traz prejuízo a saúde de quem consumir aqueles produtos. Espero que as desculpas encontradas pelo governo convençam aos mais de 100 países para onde a carne de boi, de porco, de frango e seus derivados são exportados. Por muito menos do que isso, já passamos longos anos sem conseguir exportar nada nesse segmento.

Independente de mais essa crise no Governo Michel Temer o que mais me preocupa é a falta de assessoria do presidente da República, que deve ser uma das mais caras do Brasil, que concordou em marcar um churrasco com embaixadores no Brasil desses países importadores desses produtos adulterados, para dizer que a nossa carne é boa, que todo mundo pode comer sem problemas, inclusive o Temer saboreava com um gosto enorme, e que tudo estava sendo monitorado e resolvido. Como é que numa hora como essa, alguém pode ser tão inteligente para concordar com isso, com um churrasco.

De uma coisa tenho absoluta certeza. Essa churrascaria do banquete é famosa, em Brasília, por divulgar carnes importadas, inclusive da Europa, da Argentina e do Uruguai. Mesmo que não fosse nada disso, e os produtores fossem do boi, do porco e do frango brasileiros, os seus proprietários não seriam burros, como foi a assessoria do Michel Temer que aceitou o jantar, colocando nesse rodízio e nessas mesas do  presidente e de seus mais de 80 convidados, carnes dos lotes estragados. É sabido, também, que não foi toda a produção que estava estragada. Não é essa a questão, mas os atos cometidos pelos produtores.

Portanto, faltou competência ao governo até nessa hora para entender que esse não era o melhor momento. A Operação “Carne Fraca” está assustando o mundo. A China, um dos maiores importadores de carne do Brasil,  já pediu explicações. Essa ação está virando um pânico entre os brasileiros. Agora, pipocam explicações de todos os lados, pouco convincentes da parte do governo, das indústrias, de analistas, de economistas e todo tipo de gente. Nunca os fabricantes gastaram tanto na mídia brasileira com explicações. Agora, todo mundo é limpo, honesto e só fazem coisas boas.

Nessa hora, onde países pedem explicações e podem ameaçar a exportação desses produtos do Brasil para o exterior, o presidente encerra um discurso dizendo que a Polícia Federal exagerou na sua missão.Como, assim? Segundo Michel Temer, foram poucos frigoríficos e produtores envolvidos e que foi feito um estrago muito grande pela ação da PF. Para ele, quase desastrosa na sua divulgação para os meios de comunicação, com prisões e buscas. Só vejo uma coisa por parte do governo: uma trapalhada atrás da outra.  

Comentários

Curta no Facebook

Siga no Twitter

Jornal Extra nas redes sociais:
2i9multiagencia