Acompanhe nas redes sociais:

15 de Novembro de 2018

Outras Edições

Edição nº 913 / 2017

20/03/2017 - 18:29:36

Ao Exmo. Senhor Prefeito de Maceió

JOSÉ ARNALDO LISBOA

Eu tenho em mãos, duas gravações de ameaças que recebi, porque tenho comentado e criticado algumas modificações que foram feitas no trânsito de Maceió. Uma delas, teve como autora, uma voz feminina que, deixou um recado, para que eu deixasse de criticar o Prefeito Rui Palmeira. É que eu escrevi um artigo, dizendo ter aumentado o engarrafamento na Av. Fernandes Lima, com a faixa azul para ônibus, pois, quando estão poucos ônibus trafegando, a faixa azul fica ociosa, prejudicando os demais usuários. Eu falei, também, nos pardais eletrônicos, que obrigaram as velocidades para 50 e 60 quilômetros por hora, o que ocasionou, também, o aumento dos congestionamentos. Ora, Exelentíssimo Prefeito, eu comentei em artigos essas verdades, com o intuito de sugerir estudos mais realistas da nossa Avenida. Eu disse que já fiz mais de 50 artigos sobre trânsito, em todos os jornais, nos quais eu já escrevi, quais sejam: Gazeta de Alagoas, Jornal de Alagoas, O Repórter, Correio de Maceió, Tribuna de Alagoas, Jornal Extra, etc. 

Por causa disso, no mês passado, resolveram me multar e inventaram que eu não havia respeitado a faixa de pedestre, numa das faixas da Av. Antonio Gouveia, às 14h30, numa quinta-feira, hora em que eu estava no meu escritório no Farol. Ora, eu nunca passo por essa Avenida e sim, e só, pela Leste-Oeste e rodoviária, pois, resido na Rua Dep. José Lages, uns 3 quilômetros distante do lugar onde disseram que “o pedestre aguardava na faixa e que foi impossível a abordagem”. Ora, Excelentíssimo Prefeito, se o pedestre aguardava na faixa, como diz a multa, por que eu fui multado, já que não passei pela faixa? Outra coisa, por que “foi impossível a abordagem ? “Se é verdade, onde estava o policial que não apitou para me deter? E ali, tem radar para bater a foto, com provas da infração? Coisa muito estranha essa multa, Senhor Prefeito!!!!... Às 16h30 de uma quinta-feira, eu nunca passo por essa Avenida. 

Dessa maneira, Dr. Rui Palmeira, é muito dificil fazer trânsito, com uma multa deste tipo, por causa de uma infração inexistente. Eu peço respeito a um cidadão que, em mais de 50 anos, só teve uma multa que lhe deram, como essa que aconteceu, agora, novamente. 

Eu sei que o Senhor é de uma linhagem nobre, como é a sua mãe, a arquiteta Dra. Suzana Palmeira, por sinal, minha ex-aluna de Física no Colégio Moreira e Silva. Também, o seu pai, Dr. Guilherme Palmeira, ex-Governador de Alagoas, também, é de uma linhagem nobre e, não seria capaz de me ameaçar, por causa de artigos escritos, com as melhores intenções. Conheço o seu pai, não somente como ex-Governador e, também, como seu subordinado, eu como Diretor da Divisão de Tânsito do DER/AL, por sua indicação, para continuar na mesma função que estava.  Eu ainda não tinha conhecido o Senhor, Dr. Rui, até o dia em que Vossa Exelência me cumprimentou algremente, num dos restaurantes da cidade, exatamente, no Bar do Lula, por trás do Cepa. 

Por tudo isso, Prefeito, solicito de Vossa Excelência um julgamento justo da multa, para que não aconteçam, novamente, fatos como esses que, tentam enlamear um homem de bem.

Em tempo – Fiquei vaidoso em saber que o Cel. Ivan Marinho e o Cel. Ângelo Balbino leem meus artigos. Isso, me deixa alegre !

Comentários

Curta no Facebook

Siga no Twitter

Jornal Extra nas redes sociais:
2i9multiagencia