Acompanhe nas redes sociais:

24 de Setembro de 2018

Outras Edições

Edição nº 909 / 2017

09/02/2017 - 22:31:12

Acusados na morte de vereador de Anadia vão a julgamento em Maceió

Luiz Ferreira foi assassinado a tiros em setembro de 2011 após anunciar que seria candidato a prefeito do município

Maria Salésia [email protected]
Sânia nega envolvimento no crime; Gaúcho continua preso

São cinco anos e cinco meses de espera por justiça. Mas na próxima semana a angústia da família do médico, professor universitário e vereador por Anadia Luiz Ferreira, assassinado em 2011, poderá ter um desfecho desejado. É que os acusados de matar o vereador vão a júri na quinta-feira, 16, às 8 horas, no Fórum do Barro Duro, em Maceió. Alessander Leal (o Gaúcho) e mais dois pistoleiros irão sentar no banco dos réus. Já a ex-prefeita e então esposa de Alessander, Sânia Tereza Palmeira Barros, deverá ser julgada posteriormente pelo Tribunal de Justiça.


A transferência do julgamento dos acusados para a capital alagoana se deu para que haja a imparcialidade por parte dos jurados. Na verdade, a principal finalidade do desaforamento é possibilitar que o réu seja julgado em um local sem interferências, positivas ou negativas.


Segundo a esposa da vítima, Rita Namé, a família como toda a cidade de Anadia espera por Justiça, já que assassinaram um cidadão de bem. “Aguardamos que justiça seja feita. A família não esquece um só momento. A sociedade precisa se mobilizar e clamar para que outros inocentes não tenham suas vidas ceifadas”, desabafou a viúva ao acrescentar que o marido era um médico exemplar que lutava e ajudava muitas pessoas em Alagoas.

  OS ACUSADOS SÂNIA TEREZA
A ex-prefeita de Anadia, Sânia Tereza, pronunciada como mandante do assassinato, foi presa em 12 de setembro de 2011, mas atualmente encontra-se em prisão domiciliar. Segundo um parente que não quis se identificar, ela está bastante doente, perturbada mentalmente, com síndrome do pânico, com ansiedade, depressão e outros problemas acarretados após sua prisão como uma das mandantes do crime. “Não há nada contra ela”, garantiu.


Já sua defesa sustenta que ela foi vítima de uma trama política apenas para prejudicá-la.
Como estava no exercício do cargo na época do crime, portanto detinha foro privilegiado, ela será julgada pelos desembargadores do TJ.

ALESSANDER LEAL
Alessander Leal (marido de Sânia Tereza) é acusado de ter planejado o crime junto com a esposa um mês antes do fato acontecer. Gaúcho, como é conhecido, está preso e é apontado como o chefe de uma quadrilha que atuava também em Arapiraca e em São Miguel dos Campos. Aparece no topo de um organograma, apresentado pela Polícia Civil, com a estrutura organizacional do bando.


Além da ex-prefeita e do esposo, ainda são acusados de participar da trama criminosa Wallenberg Wanderson Torres Silva, suspeito de ter sido o motorista que levou os executores até o local do crime e o policial militar Cláudio Magalhães da Silva, primo de Sânia, suspeito de participação no homicídio.

O CASO
Luiz Ferreira de Souza foi assassinado na tarde do dia 3 de setembro de 2011, quando retornava para Anadia, após falar em um programa de rádio na cidade vizinha de Maribondo. Ele havia acabado de ser entrevistado em um programa informativo sobre saúde - ele era médico cirurgião e professor. Durante a entrevista na rádio, ele revelou que estava disposto a lutar pela Prefeitura de Anadia nas eleições de 2012. Mas não teve tempo de realizar o desejo, logo após foi emboscado e morto por 13 disparos ainda dentro do veículo que estava conduzindo.  Ao saber da morte do ex-aliado, a então prefeita Sânia Tereza decretou luto por três dias e cancelou festividade alusiva ao 7 de Setembro.


Comentários

Curta no Facebook

Siga no Twitter

Jornal Extra nas redes sociais:
2i9multiagencia