Acompanhe nas redes sociais:

23 de Setembro de 2018

Outras Edições

Edição nº 908 / 2017

07/02/2017 - 10:29:35

Lixão de Messias é fechado

Resíduos passam a ser descartados na CTR Metropolitana

Assessoria

Mais um lixão foi fechado em Alagoas após interdição da prefeitura.  Agora foi a vez do município de Messias encerrar as atividades de descarte irregular de lixo e passar a destinar seus resíduos à Central de Tratamento de Resíduos (CTR) Metropolitana. O Instituto do Meio Ambiente (IMA), em Alagoas, acompanhou a operação realizada na terça, 31. No total, já são 23 vazadouros interrompidos em Alagoas.
Segundo Keylle Lima, diretor Executivo da Alagoas Ambiental, que controla as Centrais de Tratamento no estado, com a Política Nacional de Resíduos Sólidos, os municípios brasileiros precisam se adequar à nova realidade e buscar alternativas para a destinação correta dos resíduos gerados. “As Centrais de Tratamento existentes no Estado, tanto a Metropolitana, no município de Pilar, quanto a do Agreste, em Craíbas, possuem capacidade e tecnologia para receber os resíduos dos municípios da região sem prejudicar o meio ambiente ou a saúde da população. A conscientização dos gestores sobre o assunto é de fundamental importância”, disse.


Segundo o IMA, para os fechamentos dos lixões está sendo considerada a presença de aterros licenciados na região, como as CTRs Metropolitana e do Agreste, construídos pela iniciativa privada ou por municípios consorciados  regionalmente. “Existem áreas no Estado, como a região Norte e Sul, que ainda não têm aterro sanitário licenciado, o que impossibilita as cidades próximas de encaminhar seus resíduos para um local adequado”, explicou Ermi Ferrari, gerente de Monitoramento e Fiscalização do IMA.


Já os municípios que têm como destinar corretamente seu lixo e não o fazem serão autuados e terão seus vazadouros interditados pela IMA até que sejam tomadas as medidas cabíveis. Em Alagoas, no total, já foram autuados 47 municípios por disposição irregular de resíduos sólidos. Além de Messias, foram interditados os lixões dos municípios de Arapiraca, São Sebastião, Igaci, Feira Grande, Taquarana, Coité do Nóia, Ouro Branco e Palmeira dos Índios. As prefeituras de Marechal Deodoro, Lagoa da Canoa, Atalaia, Santa Luzia do Norte, Carneiros, Batalha, Monteirópolis, Olivença, São José da Tapera, Senador Rui Palmeira, Olho D’água das Flores, Pilar, Limoeiro do Anadia e Santana do Ipanema fecharam antes da interdição e também passaram a enviar os resíduos produzidos para aterros licenciados.

Comentários

Curta no Facebook

Siga no Twitter

Jornal Extra nas redes sociais:
2i9multiagencia