Acompanhe nas redes sociais:

19 de Setembro de 2018

Outras Edições

Edição nº 907 / 2017

31/01/2017 - 11:33:25

Prefeito e vice de Jacaré dos Homens podem perder cargos

Floriano e Aurélio são acusados de caixa 2 e outras irregularidades nas eleições de outubro do ano passado

Vera Alves [email protected]
Floriano e Aurélio ao serem diplomados prefeito e vice

Sob suspeita de caixa 2 nas eleições de outubro, o prefeito de Jacaré dos Homens, José Floriano Bento de Melo (PSB), e o vice-prefeito Marcos Aurélio de Melo (PSD), são alvo de uma Ação de Investigação Judicial Eleitoral que pode levar à perda de seus respectivos cargos e à pena de inelegibilidade por um período de oito anos. A AIJE tramita na 11ª Zona Eleitoral e tem como base denúncia feita pela Coligação Vamos Juntos Fazer a Mudança, que disputou – e perdeu – a eleição contra a coligação Com a Força do Povo.


Floriano, como é conhecido o prefeito, foi eleito com 51,08% dos votos (2043) enquanto seu opositor, José Antônio Figueiredo Souto, o Zé Antônio, do PR, obteve 48,93% dos votos (1.957). Na ação de investigação eleitoral, o prefeito também é acusado de contratações irregulares durante o período eleitoral que o teriam favorecido durante a disputa.


Os denunciantes conseguiram identificar 36 pessoas contratadas pela prefeitura no período de campanha eleitoral e demitidas logo após o pleito. Da mesma forma, foram listadas doações de campanha com data posterior à da eleição, o que é vedado pela legislação eleitoral.


Em outra irregularidade, o procurador geral do Município consta como advogado responsável pela prestação de contas dos investigados.


Cabe agora à Justiça decidir pelos pedidos de quebra dos sigilos bancários e telefônicos do prefeito e do vice, bem como sobre o pedido de perda de mandato e inelegibilidade por um período de oito anos.

AS ACUSAÇÕES

•12 carros sem o respectivo motorista;
•Carros utilizados em campanha eleitoral sem o correspondente contrato;
•Doações de serviços após o dia 02/10 (dia da votação);
•Carro de som omitido na prestação de contas e o seu motorista era funcionário da prefeitura municipal e trabalha em campanha durante o horário de expediente;
•A esposa do produtor que prestou serviços audiovisuais consta como doadora do referido serviço, no entanto, ela não exerce essa atividade econômica, em afronta ao art. 19 da Resolução n. 23.463/2015;
•O procurador geral do Município de Jacaré dos Homens é o advogado que consta na prestação de contas dos investigados, indicando possível caixa 2



Comentários

Curta no Facebook

Siga no Twitter

Jornal Extra nas redes sociais:
2i9multiagencia