Acompanhe nas redes sociais:

20 de Setembro de 2018

Outras Edições

Edição nº 907 / 2017

31/01/2017 - 11:00:55

Meio Ambiente

Da redação

Caranguejo-Uçá
Após publicação de Instrução Normativa no Diário Oficial da União, os estados do Pará, Maranhão, Piauí, Ceará, Rio Grande do Norte, Paraíba, Pernambuco, Alagoas, Sergipe e Bahia estão proibidos de realizar a captura, transporte, industrialização e comercialização do Caranguejo-Uçá no período reprodutivo do animal. Ainda segundo a publicação, os períodos de defeso serão de 28 de janeiro a 02 de fevereiro; 11 a 16 de fevereiro; 27 de fevereiro a 04 de março; 13 a 18 de março e de 28 de março a 02 de abril.

Pesca ilegal
Na quinta-feira da semana passada (19), fiscais do Instituto do Meio Ambiente (IMA-AL), Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) e do Batalhão de Polícia Ambiental (BPA) resgataram cerca de 120 caranguejos na Costa dos Corais. Segundo a instrução normativa, pessoas que atuam na manutenção, conservação, industrialização ou na comercialização da espécie poderão realizar as atividades durante a “andada”, como também é chamado o período reprodutivo, mas, precisam fornecer até o último dia útil que antecede cada período, a relação detalhada dos estoques de animais vivos, congelados, pré-cozidos, inteiros ou em partes. O documento deve ser entregue à unidade do Ibama em cada estado.

Caça de baleias
O governo da Austrália condenou o Japão por retomar a caça de baleias em águas antárticas, após a divulgação de imagens de uma baleia morta a bordo de um navio japonês. O ministro do Meio Ambiente da Austrália, Josh Frydenberg, mostrou sua “profunda decepção” um dia depois que a organização Sea Shepherd divulgou fotografias e vídeos de uma baleia da espécie minke, no convés do navio japonês Nisshin Maru. As imagens foram feitas enquanto o baleeiro navegava dentro do santuário australiano de baleias, perto da Antártida. O Japão reiniciou em novembro a temporada de pesca de baleias “com fins científicos” em águas antárticas, após o recesso de dois anos proveniente de uma sentença da Corte Internacional de Justiça (CIJ), que proibia a pesca baleeira.

Iceberg
Um iceberg gigante pode se desprender a qualquer momento da Antártida. Isto porque a plataforma de gelo Larsen C, que tem 5.000 km² (o equivalente a 500 mil campos de futebol), adquiriu uma rachadura gigantesca e agora apenas 20 km de gelo impedem o imenso bloco de  se soltar. A Larsen C é a maior camada de gelo sob o oceano no norte da Antártida. E segundo os pesquisadores, a rachadura que se instaurou vem aumentando rapidamente e só nesse último mês de dezembro, aumentou 18 km.

Temperatura
Dados divulgados pela agência de oceanos e atmosfera dos EUA (Noaa) mostram que a temperatura média do planeta em 2016 quebrou o recorde pela terceira vez consecutiva. O ano de 2016 foi 0,94°C mais quente que a média registrada no século 20. É a primeira vez na história dos registros de temperatura, que foram iniciados em 1880, que três recordes de temperatura mais alta são quebrados na sequência, apresentando sinais cada vez mais claros de que o ritmo do aquecimento global promovido pela alta concentração de gases de efeito estufa na atmosfera está cada vez mais intenso.

Febre amarela
A epidemia de febre amarela não ameaça apenas os humanos. Populações inteiras de primatas já foram dizimadas por surtos da doença ao longo da história. A atual epidemia nas zonas rurais de Minas Gerais e Espírito Santo já matou quase 100 macacos, a grande maioria bugios (Alouatta). O município de Caratinga (MG), onde fica localizada uma reserva particular, lar da população de muriquis-do-norte mais estudada do país, está no epicentro do atual surto de febre amarela. Especialistas temem que a doença atinja a população já ameaçada de extinção.
Rã venenosa
Na sexta-feira da semana passada (20), o Serviço Nacional de Áreas Naturais Protegidas pelo Estado do Peru (Sernanp) anunciou a descoberta de um novo tipo de rã venenosa em duas reservas naturais da Amazônia peruana. A rã, que ganhou o nome de “Ameerega shihuemoy”, mede apenas três centímetros de comprimento e sua principal característica é uma listra amarela que cobre todo o corpo preto. A barriga tem tons azuis e verdes, sinal que adverte da toxina que ela possui para sua autodefesa.  A descoberta foi feita na nascente do Rio Cupudnoe, na região peruana de Madre de Dios, na fronteira com a Bolívia e o estado do Acre.
Desastre florestal no Chile
Cerca de 140 mil hectares de florestas foram destruídos por incêndios no Chile na última semana. É o maior desastre natural da história do país, agravado por ações humanas e mudanças climáticas. Cerca de 5 mil pessoas foram evacuadas da região devido ao descontrole dos incêndios florestais. O território afetado é 20 vezes maior que o registrado em janeiro do ano passado e inclui principalmente áreas rurais do centro do país. Há 40 incêndios ativos, 47 focos controlados e 14 extintos. Até o momento, os incêndios de janeiro deixaram três brigadistas mortos e três feridos.

Comentários

Curta no Facebook

Siga no Twitter

Jornal Extra nas redes sociais:
2i9multiagencia