Acompanhe nas redes sociais:

20 de Novembro de 2018

Outras Edições

Edição nº 906 / 2017

24/01/2017 - 07:58:48

Repórter Econômico

JAIR PIMENTEL

Cuidado com a propaganda
Se comprovar que ela é enganosa, denuncie ao Procon, que tomará as providências cabíveis, multando o infrator. Não precisa contratar advogado. É só ir à sede do orgão, que atualmente fica na Rua Goiás, Farol, entrada da Lojas Americanas. Detalhe: isso vale não somente para o comércio e indústria, mas também para o setor público. Se o governo propagda alguma medida benefíca ao servidor público, por exemplo, e não cumpre, faça a denúncia, comprovando em seu  próprio contracheque, se possível ainda através da decisão impressa.


No caso do comércio, quando você lê num jornal, revista, Internet, TV ou ouve no rádio, a propaganda em promoção de determinado produto, e quando vai constatar ao vivo, comprova que ela é enganosa, ou seja o preço é outro. Reclama ao vendedor, que não responde. Então, faça a denúncia. Serve também para quando se compra na loja e quando chega, a mercadoria não foi a que escolheu. O Código de Defesa do Consumidor existe para resolver seus problema de consumo. Tudo é gratuito.


Os juros
O governo vem anunciando que vai reduzir os juros do cartão de crédito parcelado, que é o grande problema do consumidor, sempre prejudicado com os prejuízos causados quando não pode pagar o valor total da fatura e vai pagando o mínimo Esse valor nunca cai, sobe sempre e chega ao ponto de não conseguir pagar mais, com tantos juros, multas e taxas diversas. Fique sempre atento a essa propaganda. A dica é comprar e pagar tudo, nunca amortizar, mesmo com os juros caindo. Lembro que essa queda de 0,75% dos juros serve exclusivamente para as operações entre bancos.


A melhor opção
Insisto que continue comprando só à vista, com dinheiro em espécie ou cartão de débito. E mais, depois de pesquisar preços, conversar com o vendedor, pechinchar e conseguir um bom desconto. Procure se disciplinar financeiramente, anotando tudo que recebe e que gasta. É um exercício salutar, principalmente quando existe renda dupla em família, cada um com suas responsabilidades. Lembre sempre que o Brasil se encontra em uma recessão profunda, sem chance de sair dela tão cedo: PIB zero e desemprego crescendo asustadoramente.


Previdência
Fique sempre acompanhando toda notícia sobre a reforma da Previdência Social, já em tramitação no Congresso Nacional, provavelmente a ser aprovada logo que retorne do recesso parlamentar em fevereiro. Muita coisa vai mudar para quem ainda não se aposentou. Mudar para pior. Se tem condições financeiras, faça um plano de previdência privada.

Comentários

Curta no Facebook

Siga no Twitter

Jornal Extra nas redes sociais:
2i9multiagencia