Acompanhe nas redes sociais:

16 de Novembro de 2018

Outras Edições

Edição nº 904 / 2017

05/01/2017 - 18:52:44

Bancada de Alagoas recebe mais de R$ 4 milhões em indenizações

lESSA se destaca como o campeão de GASTOS MAS PAULÃO embolsa mais de R$ 90 mil em APENAS um mês

Vera Alves [email protected]

A bancada federal de Alagoas não se fez de rogada em utilizar os mais de R$ 40 mil mensais a que tem direito cada senador e deputado federal a título de indenização dos gastos com o exercício do mandato. Em 2016, foram R$ 4.214.429,62 recebidos a mais pelos representantes do estado junto ao Senado e à Câmara, sendo que a maior parte – R$ 3.344.256,37 – foi paga a título de restituição para  12 deputados, os 9 titulares e 3 suplentes.

Na Câmara Federal, o campeão do ano passado em gastos indenizados através da chamada Cota para o Exercício da Atividade Parlamentar (CEAP) foi o líder da bancada federal, Ronaldo Lessa (PDT). Ele recebeu R$ 491.412,78 como reembolso de gastos: R$ 83,58 acima do que literalmente teria direito nos 12 meses do ano, já que o valor limite mensal da cota em 2016, definido por Ato da Mesa Diretora, era de R$ 40.944,10. No ano, o total passível de restituição era de R$ 491.329,20.

No Portal da Transparência da Câmara, onde qualquer cidadão pode e deve acompanhar as atividades dos 

seus representantes, chama a atenção no detalhamento de despesas indenizadas a Lessa o reembolso no mês de julho de R$ 2.127,28 pela hospedagem a um dos hotéis mais luxuosos do Rio de Janeiro, o Othon Palace. Pena que o portal não detalhe o que o deputado federal fez durante a viagem em prol de Alagoas.

Mais do que os gastos do líder da bancada, contudo, as indenizações recebidas pelo petista Paulo Fernando dos Santos, o Paulão, são dignas de registro. Em um único mês ele recebeu mais do que o dobro do limite mensal. Foram R$ 95.668,34 recebidos por ele em outubro, sendo que a maior parte – R$ 52 mil – teria sido gasta com divulgação da atividade parlamentar.

Candidato derrotado à Prefeitura de Maceió nas eleições de outubro, Paulão pagou R$ 40 mil em serviços gráficos à Multicon, empresa de Maceió registrada como Ferreira & Santos Serviços Gráficos e Construções Ltda - ME.  Outros R$ 12 mil foram para ressarcimento dos gastos com a Studio Kdim, uma produtora de vídeo da capital alagoana registrada em nome de Ricardo Freire Cardoso de Oliveira.

Não é à toa que Paulão figura como o segundo deputado federal mais gastador dentre os representantes de Alagoas. No ano passado recebeu R$ 477.647,98 a título de indenização por despesas no exercício da atividade parlamentar.

Composta por 9 representantes, a bancada federal de Alagoas sofreu algumas substituições no ano passado. O titular Cícero Almeida – outro candidato derrotado nas eleições do ano passado – foi substituído durante alguns dias do mês de maio e nos meses de junho a setembro pelo suplente Val Amélio que recebeu mais de R$ 167 mil em indenizações. 

Igualmente suplente, Nivaldo Albuquerque, filho do polêmico deputado estadual Antônio Albuquerque, angariou R$ 293.669,15 nos 7 meses e uma semana de mandato no lugar de Maurício Quintella, que deixou a Câmara para ser ministro dos Transportes de Michel Temer. 

Outro ministro de Temer, Marx Beltrão, do Turismo, cedeu a vaga de deputado a Rosinha da Adefal que recebeu  a partir de 17 de outubro e até dezembro R$ 94 mil de indenização pela CEAP.

SENADO

Juntos, os três senadores de Alagoas foram indenizados em R$ 870.173,25 pela Cota para o Exercício da Atividade Parlamentar dos Senadores (CEAPS) durante o ano de 2016, sendo que a maior parte foi embolsada por Fernando Collor, exatos R$ 537.011,24 dos quais R$ 314.471,01 gastos com segurança privada pagos à Citel Service, uma empresa de Brasília especializada em segurança eletrônica.

Benedito de Lira é o segundo no ranking dos gastos. Recebeu R$ 178.476,01 de indenização enquanto Renan Calheiros, ainda que tenha sido o presidente do Senado ao longo do ano passado, reembolsou apenas R$ 154.686,00.

Confira nas tabelas quanto cada parlamentar recebeu em reembolsos. Assim como na Câmara, as informações sobre os gastos dos senadores estão disponíveis no Portal da Transparência do Senado. 

A cota para o exercício da atividade parlamentar substitui a antiga verba indenizatória e deve ser utilizada exclusivamente para repor gastos efetuados com ações ligadas ao mandato.

ARTHUR LIRA     R$ 190.727,19

Janeiro  R$ 11.378,94

Fevereiro  R$ 9.961,78

Março  R$ 14.822,83

Abril    R$ 12.416,96

Maio    R$ 21.080,47

Junho   R$ 15.032,02

Julho    R$ 13.758,73

Agosto R$ 26.603,11

SetembroR$ 15.402,82

OutubroR$ 27.522,92

NovembroR$ 15.601,39

DezembroR$ 7.145,22

CÍCERO ALMEIDA    R$ 320.249,99

Janeiro R$ 13.073,26

FevereiroR$ 36.848,27

Março  R$ 36.742,63

Abril    R$ 27.227,52

Maio    R$ 79.687,70

SetembroR$ 2.488,50

OutubroR$ 7.724,06

NovembroR$ 59.663,52

DezembroR$ 56.794,53

GIVALDO CARIMBÃO  R$ 261.890,45

Janeiro R$ 26.139,09

FevereiroR$ 22.402,21

Março  R$ 25.744,92

Abril    R$ 25.586,44

Maio               R$ 25.708,21

Junho              R$ 23.944,69

Julho    R$ 22.687,29

Agosto R$ 21.230,13

Setembro   R$ 23.134,52

OutubroR$ 28.538,18

NovembroR$ 14.853,89

DezembroR$ 1.920,88

JHCR$ 319.602,14

Janeiro R$ 20.417,50

FevereiroR$ 21.236,77

Março  R$ 23.681,72

Abril    R$ 30.541,68

Maio               R$ 36.841,10

Junho              R$ 23.641,17

Julho    R$ 24.071,34

Agosto            R$ 23.250,02

Setembro R$ 20.111,92

OutubroR$ 52.060,32

NovembroR$ 41.566,45

DezembroR$ 2.182,15

MARX BELTRÃO    R$ 350.495,54

Janeiro R$ 18.728,23

FevereiroR$ 34.464,74

Março  R$ 63.365,84

Abril    R$ 67.422,59

Maio    R$ 60.483,23

Junho   R$ 33.094,68

Julho    R$ 30.743,97

Agosto R$ 23.688,84

SetembroR$ 18.441,34

Outubro          R$ 62,08

ROSINHA DA ADEFAL  R$ 94.008,93

OutubroR$ 4.967,05

NovembroR$ 57.981,19

DezembroR$ 31.060,69 

MAURÍCIO QUINTELLA  

R$ 101.415,90

Janeiro R$ 23.923,15

FevereiroR$ 26.837,96

Março  R$ 23.539,99

Abril    R$ 22.116,31

Maio    R$ 4.998,49

N. ALBUQUERQUE R$ 293.669,15

Maio    R$ 3.287,35

Junho   R$ 52.518,53

Julho    R$ 36.419,57

Agosto R$ 37.428,01

SetembroR$ 44.165,02

OutubroR$ 42.767,52

NovembroR$ 42.826,14

DezembroR$ 34.257,01

PAULÃOR$ 477.647,98

Janeiro R$ 43.903,61

FevereiroR$ 34.839,92

Março  R$ 37.047,98

Abril    R$ 43.273,87

Maio    R$ 47.812,60

Junho   R$ 31.189,69

Julho    R$ 23.995,10

Agosto R$ 31.611,11

Setembro R$ 25.274,03

OutubroR$ 95.668,34

NovembroR$ 41.736,53

DezembroR$ 21.295,20

PEDRO VILELA   R$ 275.352,14

Janeiro R$ 16.227,21

FevereiroR$ 21.309,88

Março  R$ 28.941,34

Abril    R$ 27.892,76

Maio    R$ 40.194,56

Junho   R$ 30.108,80

Julho    R$ 31.683,01

Agosto R$ 18.382,89

Setembro R$ 11.323,40

Outubro          R$ 27.744,89

NovembroR$ 20.593,52

DezembroR$ 949,88

RONALDO LESSA   R$ 491.412,78

Janeiro R$ 32.341,03

FevereiroR$ 23.477,85

Março  R$ 54.982,41

Abril    R$ 34.333,47

Maio    R$ 56.045,11

Junho   R$ 45.625,48

Julho    R$ 54.635,13

Agosto R$ 49.704,74

SetembroR$ 47.324,89

OutubroR$ 37.008,85

NovembroR$ 46.964,36

DezembroR$ 8.969,46

VAL AMÉLIOR$ 167.784,18

Maio    R$ 2.520,93

Junho   R$ 34.373,21

Julho    R$ 71.143,11

Agosto R$ 19.869,00

SetembroR$ 39.877,93

TOTAL:

R$ 3.344.256,37

BENEDITO DE LIRA                                                 R$ 178.476,01 

Aluguel escritório político -      

R$ 69.425,62

Locomoção, hospedagem, alimentação, combustíveis -  R$ 13.826,71

Divulgação parlamentar -                             R$ 12.394,72

Passagens aéreas, aquáticas 

e terrestres nacionais -

R$ 73.792,54

Total          R$ 169.439,59

OUTROS GASTOS:  R$ 9.036,42

Consumo de Material :  R$ 7.988,64

combustíveis: R$ 6.571,84

outros materiais: R$ 1.416,80

Correios : R$ 1.047,78

FERNANDO COLLOR

R$ 537.011,24

Contratação de serviços de apoio ao parlamentar:  R$ 106.000,00

Serviços de Segurança Privada                        R$ 314.471,01

Total:  R$ 420.471,01

OUTROS GASTOS:  R$ 116.540,23

Consumo de Material :  R$ 7.277,22

Combustíveis :  R$ 2.885,27

Outros materiais: R$ 4.391,95

Correios:  R$ 109.263,01

RENAN CALHEIROS

R$ 154.686,00

Aluguel de imóveis para escritório político:  R$ 36.759,26

 Aquisição de material 

de consumo:  R$ 414,00

 Divulgação da atividade 

parlamentar:  R$ 16.000,00

 Passagens aéreas, aquáticas 

e terrestres nacionais: R$ 966,07

Total:    R$ 54.139,33

OUTROS GASTOS : R$ 100.546,67

Viagens Oficiais:  R$ 4.180,80

Diárias:   R$ 4.180,80

Consumo de Material:  R$ 12.171,43

Combustíveis:  R$ 8.398,41

Outros materiais: R$ 3.773,02

Correios:  RS 84.194,44

TOTAL:  R$ 870.173,25

Comentários

Curta no Facebook

Siga no Twitter

Jornal Extra nas redes sociais:
2i9multiagencia