Acompanhe nas redes sociais:

24 de Setembro de 2018

Outras Edições

Edição nº 898 / 2016

22/11/2016 - 09:55:43

Mudança em nome de rua causa transtorno a moradores

Antônio Vasconcelos, residente na Rua da Mangueira, no vergel, há 65 anos, diz que falta de placa indicativa complica recebimento de correspondência

Maria Salésia [email protected]

Moradores de três ruas no bairro do Vergel do Lago, em Maceió, vivem o transtorno de mudança de nome.  O curioso é que as ruas da Mangueira, Cruzeiro do Sul e Avenida Cruzeiro do Sul todas passaram a ser oficialmente Rua Radialista Clemente Aleluia- comunicador morto em acidente de caminhão, no bairro do Farol, no início da década de 1950. Como se não bastasse, a Rua do Cruzeiro do Sul também é conhecida como Maria Oscarlina, que foi proprietária do bar das Ostras-  e Antonio C. de Vasconcelos- Eles reclamam que isso só complica a vida dos moradores, pois mudam sem consultar a população. 

Segundo o morador mais antigo da Rua da Mangueira, Antônio Gomes de Vasconcelos,  77 anos, que foi morar no local em setembro de 1951, até 2011 não havia problema. Mas, a partir daquela data, a situação complicou. Para se ter uma ideia do transtorno, para receber o carnê do IPTU ele é obrigado buscar na Secretaria de Finanças por que o documento não chega a sua residência. “Vereadores de Maceió só aprenderam mudar nome de rua e aprovar taxas para gente pagar”, criticou seu Antônio.

Para dar um fim a essa confusão de endereço, moradores da rua da Mangueira, que está situada ora no Vergel, ora no bairro da Levada ou na Ponta Grossa- a depender  das empresas que enviam correspondência- entregaram um abaixo assinado  ao Ministério Público Comunitário do Vergel, que enviou a Câmara dos Vereadores pedindo que a rua volte a ser chamada de Mangueira como sempre foi conhecida.  “Três ruas com o mesmo nome, ver se pode”?  A mudança é um absurdo. É coisa de vereador que não tem o que fazer”, afirmou seu Antônio.

De acordo com ele, antes de recorrer ao MP Comunitário, por várias vezes que foi à Secretaria de Finanças do Município para pegar o carnê de IPTU pediu que eles colocassem no antigo nome da rua, mas a resposta foi sempre não. Cansado de esperar, recorreu a outras instâncias. “Espero que agora dê certo. Nossa parte já fizemos ao recolher as assinaturas. Acredito que agora vai”, comemorou o morador da Rua da Mangueira como faz questão de falar.

O QUE É O MP 

COMUMITÁRIO

É um programa social do Ministério Público do Estado de Alagoas que tem como objetivo contribuir para a construção coletiva de uma cultura de paz, mediante as ações articuladas em três eixos estratégicos: educação para os direitos, mediação comunitária de conflitos, animação e fortalecimento da rede de apoio social.

Diariamente são realizadas mediações de conflitos, orientações jurídicas, sociais e psicológicas, além de encaminhamentos à rede de apoio.

O Programa funciona de segunda a sexta feira, das 8h às 13h30 na Rua Marquês de Pombal, S/N, no Bairro Vergel do Lago. 

Comentários

Curta no Facebook

Siga no Twitter

Jornal Extra nas redes sociais:
2i9multiagencia