Acompanhe nas redes sociais:

25 de Setembro de 2018

Outras Edições

Edição nº 897 / 2016

15/11/2016 - 08:37:51

TV portuguesa vai exibir documentário na Europa

Filme também foi adquirido pelo Canal Brasil, do sistema Globo, para ser mostrado na programação de 2017

ASSESSORIA
Ana Maria Rocha e Jorge Oliveira acompanham Teresa Paixão, da RTP-2, assinar o acordo

Um dos documentários mais premiados no exterior este ano, Olhar de Nise, o filme de Jorge Oliveira e Pedro Zoca, será exibido em Portugal e nos países da língua portuguesa pelo canal RTP-2 de Portugal e, no Brasil, também a partir de janeiro, pelo Canal Brasil, do sistema Globo de TV a cabo. O acordo para exibição do documentário foi assinado em Lisboa pelos diretores da JCV e executores do filme Jorge Oliveira e Ana Maria Rocha com a diretora de programação da TV lusitana Teresa Paixão.

Olhar de Nise, o documentário que conta a história da psiquiatra alagoana Nise da Silveira, ganhou recentemente os prêmios de melhor filme de público e o especial do júri oficial no festival de cinema de Trieste, na Itália. Em maio deste ano foi distinguido com mais dois prêmios em Lisboa: o de melhor filme de público e Menção Honrosa. Também este ano, recebeu o prêmio de melhor filme de público no FAM, Festival de Audiovisual do Mercosul de Santa Catarina. Foi selecionado, este mês, para uma mostra de cinema no México.

Na Europa e no Brasil, Olhar de Nise entrará na grade desses canais durante todo o ano de 2017 em programações alternadas. Além disso, o filme, aclamado pelo público europeu e norte americano, onde foi selecionado para vários festivais, tem sido exibido em sessões especiais para psiquiatras de todo o mundo. Eles demonstram interesse em conhecer o trabalho que Nise desenvolveu com seus pacientes no Hospital Psiquiátrico do Engenho de Dentro, no Rio de Janeiro, revelando muitos deles como grandes pintores e escultores.

A psiquiatra alagoana é muito admirada por seus colegas no mundo. Em Matogrotto, cidade italiana, o documentário foi exibido para uma plateia de acadêmicos que conheciam o trabalho do italiano Franco Basaglia, mas não tinham ideia de que o seu trabalho com os doentes mentais em hospitais locais, que passou a se chamar “Psiquiatria Democrática”, teve como precursora Nise da Silveira no hospital do Rio de Janeiro.

CIRCUITO 

COMERCIAL

O documentário começa este mês a entrar no circuito comercial. A primeira sessão ocorrerá nesta sexta-feira (11) em Vitória (ES), no Cine Glória, e será precedida de um ato solene presidido pelo governador Paulo Hartung, cuja mulher Cristina é psicanalista. Depois, o filme permanecerá em cartaz a preços populares.

“Para nós o que importa é divulgar o trabalho da Nise da Silveira, esta alagoana ilustre que esteve à frente do seu tempo e que revolucionou a psiquiatria no mundo com o seu trabalho humanitário desenvolvido no hospital do Engenho de Dentro”, explica Jorge Oliveira. “Os preços populares”, esclarece, “vão proporcionar a que cada pessoa assista ao filme sem onerar demais o bolso e assim conheça não só o trabalho acadêmico da Nise como também veja, pela primeira vez, os quadros dos seus pacientes que foram expostos em museus de Paris, Nova Iorque e Brasil”.

Olhar de Nise também estará nas telas de cinema de Maceió, Brasília e Rio de Janeiro, depois da temporada em Florianópolis (SC) e Vitória. Em Maceió, o filme começou a ser exibido no dia 10 (quinta-feira) no Cine Arte Pajuçara e ficará em cartaz até o dia 16. No Rio, o filme voltará para o Cine Odeon, na Cinelândia, onde foi apresentado em novembro de 2015 numa sessão para mais de 600 pessoas, cuja renda da bilheteria foi revertida para a Casa das Palmeiras, clínica aberta por Nise em 1957 que enfrenta dificuldades financeiras até hoje.

Comentários

Curta no Facebook

Siga no Twitter

Jornal Extra nas redes sociais:
2i9multiagencia