Acompanhe nas redes sociais:

20 de Setembro de 2018

Outras Edições

Edição nº 897 / 2016

10/11/2016 - 19:47:52

Maceió e Arapiraca têm desafios diferentes com legislativos

Rui reafirma maioria da bancada em 2017; Teófilo elegeu só um aliado

João Mousinho [email protected]
Rui Palmeira já conta com maioria folgada na Câmara enquanto Rogério Teófilo aposta em diálogo para atrair vereadores

O resultado das eleições ainda está sendo digerido por vitoriosos e derrotados. No jogo do poder as conversações entre prefeitos e vereadores eleitos se iniciaram. A pauta em geral é o apoio dos futuros legisladores à gestão que se iniciará em 2017. Em Maceió e Arapiraca os prefeitos tucanos, Rui Palmeira e Rogério Teófilo, vivenciam situações completamente opostas. 

Rui foi eleito com grande folga sobre o segundo colocado, Cícero Almeida (PMDB), além do êxito de 11 vereadores da sua coligação, “Maceió cada vez melhor”: Lobão (PR), Tereza Nelma (PSDB), Davi Davino (PP), Kelmann Vieira (PSDB), Chico Filho (PP), Dudu Ronalsa (PSDB), Aparecida Augusta (DEM), Fátima Santiago (PP), José Márcio (PSDB), Ib Brêda (PR) e Eduardo Canuto (PSDB).

Outros vereadores eleitos que não estiveram na coligação do prefeito reeleito já declinaram apoio ao tucano e marcharam com ele durante o segundo turno, como é o caso de Silvania Barbosa (PRB), Samyr Malta (PSDC), Siderlane Mendonça (PEN) e Francisco Sales (PPL). 

Dos 21 parlamentares eleitos, 15 publicamente fazem parte da bancada de sustentação de Rui, outros seis estiveram ao lado de Almeida e de chapas alternativas. Nomes reeleitos como Antônio Hollanda (PMDB), Ronaldo Luz (PMDB) e Silvio Camelo (PV) foram aliados de Rui nos últimos anos, algo que “facilmente pode ser ajustado”, segundo pessoas ligadas a prefeitura. 

Quem pode fazer uma oposição, mesmo que isolada, é o vereador Silvânio Barbosa (PMDB), desafeto de Rui e que se aliou ao deputado federal Cícero Almeida, para tentar derrotar o prefeito. Outro parlamentar com forte ligação à chapa de Almeida é Galba Neto (PMDB), que teve o pai, o deputado estadual Galba Novaes, como candidato a vice-prefeito. 

Outro vereador que teoricamente engrossaria o coro da oposição seria Luciano Marinho (PTN), que foi eleito com a menor quantidade de votos, 3.663. 

Quem pode 

ser puxado 

Outros dois vereadores de mandato, que não foram reeleitos, Simone Andrade e Dr. Cléber Costa aguardam as movimentações e o possível convite de vereadores eleitos para compor o primeiro escalão de Rui Palmeira. A possibilidade vem sendo ventilada há pelos menos duas semanas. 

A medida seria uma forma de contemplar a fidelidade dos parlamentares ao projeto de reeleição e fortalecer a base de sustentação do prefeito eleito. 

Em Arapiraca 

As adversidades de Rogério Teófilo não foram apenas durante o pleito: dos vereadores eleitos em Arapiraca apenas Aurélia Fernandes (PSB), que foi a 11ª colocada dos 17 eleitos, votou no vencedor do pleito. 

A bancada do Agreste de 2017 será composta por quatro peemedebistas, partido do deputado estadual Ricardo Nezinho, derrotado: Rogério Nezinho, Léo Saturnino, Fabiano Leão e Gilvânia Barros. 

Teófilo deixou claro após a vitória que não terá dificuldade de dialogar com nenhum vereador, até porque disse conhecer a todos. “Temos o único objetivo de trabalhar pelo bem de Arapiraca e tenho a certeza que isso irá ocorrer com a harmonia dos poderes”.


Comentários

Curta no Facebook

Siga no Twitter

Jornal Extra nas redes sociais:
2i9multiagencia