Acompanhe nas redes sociais:

20 de Setembro de 2018

Outras Edições

Edição nº 896 / 2016

04/11/2016 - 11:34:26

Alagoas elege 18 prefeitos donos de mais de R$ 1 milhão

Apenas 11 dos 102 gestores eleitos em outubro possuem menos de R$ 100 mil em bens

Vera Alves [email protected]

A partir de 2017, Alagoas terá no comando de 18 municípios gestores milionários. A lista, que tem por base a declaração de bens apresentadas pelos então candidatos à Justiça Eleitoral, é encabeçada pelo agrônomo Marcelo Lima (PMDB), prefeito eleito de Quebrangulo, a 115 km de Maceió, e cujo patrimônio – formado por fazendas e 1.200 cabeças de gado – supera os R$ 14,4 milhões.

O segundo mais rico é o prefeito reeleito da Barra de São Miguel, José Medeiros Nicolau, o Zezeco (PMDB), com bens avaliados em R$ 5,8 milhões. Uma quantia nada desprezível mas bastante inferior aos R$ 9.037.968,66 que o paulista declarou em bens nas eleições de 2012.

Com patrimônio de R$ 4,4 milhões, um integrante do clã Beltrão é o terceiro mais rico dentre os eleitos e/ou reeleitos em outubro. Joaquim Beltrão (PMDB), reeleito para comandar Coruripe por mais quatro anos, era dono em 2012 de bens avaliados em  R$ 3.597.161,35, pouco acima dos R$ 3.262.486,38 declarados em 2010 quando foi eleito deputado federal.

É também do PMDB o quarto prefeito eleito mais rico de Alagoas. Trata-se de Flávio Almeida da Silva Júnior, o Dr. Flávio, envolto em uma pendência com a Justiça Eleitoral que pode acabar com o sonho de assumir o comando de Pão de Açúcar a partir de janeiro de 2017.

No ranking de patrimônio declarado à Justiça Eleitoral, o prefeito reeleito de Maceió, Rui Palmeira (PSDB), desponta como o 23º colocado. Com bens no valor de R$ 835.090,38, não integra a lista de milionários e é o 13º mais rico dentre os 26 eleitos nas capitais.

OS MAIS “POBRES” 

Apenas 11 dos 102 prefeitos eleitos de Alagoas possuem patrimônio inferior a R$ 100 mil. A mais “pobre” é Paula Santa Rosa (PSDB),  de Belém, que declarou ter como seu apenas um Fiat Uno avaliado em R$ 16.980. Igualmente tucana, a dona de casa Luciene Maria Ferreira (Lúcia de Vasco), eleita em Novo Lino, declarou patrimônio de R$ 20 mil referentes a uma casa de alvenaria.

O terceiro mais “pobre” é o prefeito reeleito de Coité do Noia, José de Sena Netto, o Seninha (PMDB). Pecuarista, ele declarou possuir apenas dois carros Fiat financiados junto ao Banco Itaú e que totalizam R$ 32 mil.

Dos 102 eleitos, 14 não têm qualquer bem cadastrado na Justiça Eleitoral, dentre eles o “taturana” Gilberto Gonçalves (PP), eleito por Rio Largo. O patrimônio dos declarados soma R$ 75.568.044,05.

OS MAIS RICOS EM ALAGOAS

Marcelo Lima  (PMDB)      

Quebrangulo 

R$ 14,4 milhões  

Zezeco    (PMDB)      

Barra de São Miguel      

R$ 5,8 milhões

Joaquim Beltrão   (PMDB)      

Coruripe      

R$ 4,4 milhões

OS ELEITOS POR PARTIDO 

38 são do PMDB            2 são do PRP

18 são do PSDB             2 são do DEM      

8 são do PSD                  2 são do PT

11 são do PP                   2 são do PR

6 são do PSB                  1 é do PMN

5 são do PDT                  1 é do PTB

5 são do PRB                  1 é do PT do B

Veja o patrimônio de cada prefeito eleito nas capitais

Manaus – Artur Virgílio Neto (PSDB) – R$ 160.784,29

São Luís - Edivaldo Holanda (PDT) – R$ 193.186,48

Recife - Geraldo Júlio (PSB) – R$ 490.500,00

Natal - Carlos Eduardo (PDT) – R$ 1.994.985,41

Rio Branco - Marcus Alexandre (PT) – R$ 485.000,00

São Paulo - João Dória (PSDB) – R$ 179.765.700,69

Fortaleza - Roberto Claudio (PDT) – R$ 601.020,91

Boa Vista - Teresa (PMDB) – R$ 212.627,44

Macapá - Clecio (Rede) – R$ 328.391,74

Porto Velho - Dr. Hildon (PSDB) – R$ 11.261.219,90

Teresina - Firmino Filho (PSDB) – R$  285.296,13

Palmas  - Carlos Amastha (PSB) – R$ 21.093.095,53

Curitiba - Rafael Greca (PMN) – R$ 573.442,75

Campo Grande - Marquinhos Trad (PSD) – R$ 1.400.126,51

Maceió - Rui Palmeira (PSDB) – R$ 835.090,38

Belém -  Zenaldo Coutinho (PSDB) – R$ 1.249.574,51

Vitória - Luciano Rezende (PPS) – R$ 672.424,08

Salvador - ACM Neto (DEM) – R$ 27.886.721,62

João Pessoa - Luciano Cartaxo (PSD) – R$ 1.131.560,69

Aracaju - Edvaldo Nogueira (PCdoB) – R$ 951.243,57

Rio de Janeiro - Marcelo Crivella (PRB) – R$ 701.651,81

Cuiabá - Emanuel Pinheiro (PMDB) – R$ 1.357.151,46

Belo Horizonte - Alexandre Kalil (PHS) – R$ 2.787.609,13

Porto Alegre - Nelson Marchezan Jr. (PSDB) – R$ 738.443,90

Florianópolis - Gean Loureiro (PMDB) – R$ 536.744,97

Goiânia - Iris Rezende – R$ 17.871.579,12

       

Total - R$ 275.565.173,02 / Fonte: UOL Eleições

Comentários

Curta no Facebook

Siga no Twitter

Jornal Extra nas redes sociais:
2i9multiagencia