Acompanhe nas redes sociais:

24 de Setembro de 2018

Outras Edições

Edição nº 891 / 2016

07/10/2016 - 06:29:42

Bandidos invadem casa de candidata a prefeita e fazem filho refém

Dóris Monteiro diz que atentado é covardia e atribui fato à política covarde

Da Redação
Doris Monteiro diz que ato de vandalismo foi covardia; ela garante que não vai se intimidar

A candidata a prefeita da Barra de São Miguel, Dóris Monteiro, teve sua casa invadida na noite da terça-feira, 28, por dois homens que pularam o muro da residência e quebraram tudo o que encontraram pela frente. Durante a invasão, o filho da candidata, de nome Claudevan, travou luta corporal com os bandidos, mas foi imobilizado e entrou no carro para que não fosse levado.

A tentativa não teve êxito. Os invasores arrancaram com o carro de som da candidata  e bateram no estúdio onde ela grava os programas para as redes sociais. Destruíram praticamente o local e como se não bastasse, o portão da residência foi derrubado com o impacto na saída do veículo. 

Na fuga, os bandidos que estavam de cara limpa, bateram com o carro em um banco de areia que fica em frente à casa de Dóris. Segundo populares, eles evadiram fugindo em um carro estilo Pajero, de cor preta, que os esperava próximo à residência da candidata. Na ocasião, apenas o filho da candidata estava em casa porque se sentiu indisposto e não saiu com as demais pessoas para as atividades de campanha.

Dóris Monteiro disse que a polícia esteve no local e lavrou Boletim de Ocorrência (BO). Ela não atribui o atentado a alguém específico, mas diz se tratar da política covarde, pois desde que lançou seu nome a prefeita da Barra vem sofrendo retaliações. “O que fizeram foi horrível, uma covardia. Mas se tudo isso foi por conta da política, rasgaram a boca, pois não tenho medo. Isso me deu força e hoje (quarta, 29) fui pra rua como carro de som todo batido, mas com muita dignidade”, afirmou. 

Na rede social, uma das ferramentas de Dóris na campanha, ela desabafou e recebeu apoio de vários internautas. No relato ela afirmou que era um absurdo e que a coisa estava feia. “Tem político safado desesperado com as chances cada dia mais remota de conseguir se eleger. Vamos continuar na luta”. E mais adiante afirmou que “depois que andei a cidade inteira fazendo meus discursos, entraram na minha casa, quebraram as cadeiras e mesas do local onde gravo os vídeos e tentaram levar o único carro de som que tenho.” 

Em outra postagem ela afirmou que “saibam que o meu abalo já acabou. Como uma fênix, já estou renascida e pronta para ir novamente as ruas. A promessa que fiz a população da Barra de São Miguel de lutar por uma Barra para o povo vai continuar e não estaremos de forma alguma nos acovardando diante desse povo pequeno e mesquinho”.

A solidariedade veio através de mensagens como “tem q investigar este fato e punir os autores. Caso apure e se constate um factoide, o autor(res) também  tem que ser punido na forma da lei”.  Outro manda mensagem de otimismo como  “a raça, a força e a coragem que você tem não permitirão que você se intimide”. E os indignados completaram com “a que ponto chegou a política da Barra. Isso é uma vergonha para a política de Alagoas”.

Comentários

Curta no Facebook

Siga no Twitter

Jornal Extra nas redes sociais:
2i9multiagencia