Acompanhe nas redes sociais:

17 de Novembro de 2018

Outras Edições

Edição nº 891 / 2016

07/10/2016 - 06:21:54

O partido que caiu em desgraça

Jorge Morais

Parece coisa do destino, mas foram suficientes 13 anos para que o Partido dos Trabalhadores caísse em total desgraça, descrédito e merecesse a desconfiança do povo brasileiro. Durante toda a sua história, o PT sempre brigou para chegar ao Poder, prometendo defender o povo brasileiro contra tudo, e nesse tudo, dizendo que os governos militares e civis, depois das Diretas Já, nunca prestaram.

Só o povo no Poder, representado pelo partido, poderia sonhar e alcançar a sua graça. Prometia igualdade para todos, com dias melhores para os menos favorecidos, os descamisados, os que passavam fome e por aí vai. Primeiro foram os oito anos do presidente Lula. Depois, vieram os cinco anos da Dilma Rousseff, totalizando 13 anos (que coincidência, o PT é 13) de governos que enganaram e roubaram a Nação, com suas promessas que deixaram, na verdade, muita gente rica e presa.

Só para não ir muito longe: José Dirceu, João Santana, José Genoino, Bumlai, João Vaccari Neto, Delúbio Soares, Alberto Youssef (doleiro), Paulo Roberto Costa, Nestor Cerveró, Renato Duque, Pedro Correa, Jorge Luiz Zelada, Fernando Soares Baiano (doleiro). Um time completo e mais o banco de reservas. Isso sem contar os amigos empreiteiros e os que ainda serão presos, como Lula e a família, Guido Mantega, Antônio Palocci, Glesy Hoffman e o marido, e muito mais gente ainda.

No entanto, o que mais me admira nisso tudo, se é que existe algum motivo de admiração, é o comportamento do ex-ministro e fiel escudeiro do Lula nessa tramoia toda, o ex-ministro José Dirceu. Pelas diversas operações deflagradas pela Polícia Federal, desde a história do Mensalão, até as dezenas de fases da Lava Jato, que o homem está preso e calado. É um túmulo, um lacre que não se consegue romper.

O José Dirceu é o maior arquivo vivo dos esquemas brasileiros. Praticamente, sabia e participava de todos os desvios de verbas de dentro do governo, na Petrobras e das diversas obras superfaturadas, com um derrame de milhões e milhões de dólares em campanhas políticas do PT e partidos aliados desse negócio sujo na política comandado por Lula e José Dirceu.

O ex-ministro que trabalhava no gabinete colado ao do Lula, sempre fez tudo com a conivência e autorização do ex-presidente. Impressiona, também, o silêncio dele. Não entrega ninguém, não quis delação premiada, não devolveu o dinheiro que surrupiou e, caladinho, vai pagando sua pena atrás das grades, para logo, logo, ser solto e desfrutar da fortuna que escondeu sei lá em que lugar.

Sabe qual é o resultado disso tudo para o PT? O partido que ficou 13 anos mandando no País e mamando nas tetas da vaquinha dourada de Brasília e alguns estados, de todas as capitais brasileiras, só em Recife/PE tem chance de ir para um 2º turno, com uma derrota já prevista na reta final. Nas demais, o partido é uma vergonha e poderia ficar longe desse vexame se não tivesse lançado essas candidaturas, depois de tudo que aprontou nesse tempo todo.  

Entendo muito bem que não é só o Partido dos Trabalhadores que se envolveu em esquema no Brasil. Acho que todos os outros têm sua parte nesse negócio sujo. Não são os petistas os únicos ladrões e bandidos que ajudaram a quebrar o País. Acredito que a vez dos outros vai chegar. E por que ainda não chegou? Calma, uma coisa de cada vez. Agora é o PT e depois os outros não perdem por esperar. A justiça já está de olho e não vai demorar. Deus queira que não esteja enganado.

Comentários

Curta no Facebook

Siga no Twitter

Jornal Extra nas redes sociais:
2i9multiagencia