Acompanhe nas redes sociais:

20 de Setembro de 2018

Outras Edições

Edição nº 890 / 2016

26/09/2016 - 18:52:22

Cícero Almeida copiou programa de Lessa da campanha 2012

inúmeros parágrafos e frases são cópias literais ou com pequenas alterações em relação à proposta apresentada por Ronaldo

Rubens Valente Folha UOL - Brasília
Boa parte do Plano de Governo de Almeida foi copiada do programa de Ronaldo Lessa na eleição passada

O plano de governo entregue à Justiça Eleitoral pelo candidato a prefeito de Maceió (AL) Cícero Almeida (PMDB) repete trechos inteiros da proposta apresentada na eleição de 2012 pelo então candidato ao mesmo cargo Ronaldo Lessa (PDT).

Há inúmeros parágrafos e frases que são cópias literais ou com pequenas alterações em relação à proposta protocolada por Lessa, que hoje é deputado federal e apoia o candidato Rui Palmeira (PSDB) na eleição municipal. Ou seja, Cícero e Lessa estão em lados opostos na disputa.

A candidatura de Cícero, deputado federal licenciado, é apoiada pelo grupo do atual presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL).

Há transcrições literais ao longo de toda a peça de 91 páginas entregue à Justiça pela coligação “Pra Maceió voltar a crescer” (PMDB, PTdoB, PHS, PV, PSC, PRB, PSD, PTB, PTN, PRTB, PCdoB e SD).

Sobre a saúde, por exemplo, o programa de Lessa dizia: “O objetivo deste programa é traduzir as ações de saúde municipais oriundas da relação do Governo Municipal e Comunidade na busca de serviços de saúde mais resolutivos e humanizados, contribuindo para definição de políticas e aplicação de recursos que visem solucionar os problemas de saúde nas comunidades, contribuindo para a melhoria da qualidade de vida e bem estar social da população”.

O texto de Cícero é idêntico, inclusive ao citar a “busca de serviços de saúde mais resolutivos e humanizados”.

Procurado pela Folha, o candidato não foi localizado. Sua assessoria disse que ele estava em campanha nas ruas durante todo o dia e não poderia ser contatado.

Na introdução, o documento entregue por Cícero afirma que o programa de governo foi desenvolvido com base em consulta popular feita pela internet, bem como por meio do resultado dos seminários temáticos onde foram discutidos assuntos de interesse prioritário para a capital.

A consulta popular foi realizada pela FUG (Fundação Ulysses Guimarães), vinculada ao PMDB e mantida pelo Fundo Partidário, formado majoritariamente por verbas da União.

O vice-presidente da FUG de Maceió, Sabino Fidélis, reiterou à Folha que as propostas foram obtidas após uma consulta popular. Fidélis negou que a campanha tenha copiado ou transcrito trechos do programa de Lessa.

Indagado sobre as semelhanças dos textos, Fidélis argumentou: “Na realidade, na discussão que se faz numa cidade, as pessoas terminam caminhando para um mesmo tema. Os problemas que foram enfrentados pelo Ronaldo continuam ainda”, disse.

“Os problemas da gestão anterior são recorrentes, não foram dadas soluções. Então quando você faz uma consulta, vai a uma comunidade, está lá aquele mesmo problema”, afirmou.

Procurado, Ronaldo Lessa disse que não tinha conhecimento do programa de Cícero, por isso não poderia comentar e afirmou que seu programa de governo em 2012 foi criado a partir de uma consulta popular.

“Nós tínhamos equipes para isso. A gente fazia debates na sociedade. Eu acho que o Cícero, pelo estilo dele, não deve ter feito esse trabalho que eu fiz, destacar um grupo para fazer um planejamento.”

EDUCAÇÃO

Dos 26 tópicos listados por Cícero no tema da educação, por exemplo, 18 têm transcrições idênticas ou muito semelhantes aos 23 tópicos do plano de Lessa.

O de Cícero aponta: “Priorizar a expansão do acesso à Creche na faixa etária de 5 meses aos 03 anos e à Pré-Escola na faixa etária de 04 a 05 anos, com a instalação das unidades em processo de construção e construção de novas Instituições de Educação Infantil”

Lessa escreve: “Priorizar a expansão do acesso à Creche na faixa etária de 5 meses aos 03 anos e à Pré-Escola na faixa etária de 04 a 05 anos, com a instalação das unidades em processo de construção e construção de novas Instituições de Educação Infantil com a priorização de crianças em situação de risco”.

Comentários

Curta no Facebook

Siga no Twitter

Jornal Extra nas redes sociais:
2i9multiagencia