Acompanhe nas redes sociais:

18 de Setembro de 2018

Outras Edições

Edição nº 889 / 2016

15/09/2016 - 19:25:17

TRE recorre ao Youtube em ação contra Gustavo Feijó

Prefeito de Boca da Mata se recusa a comparecer à PF para fornecer material para a perícia que ele mesmo pedira

Vera Alves [email protected]
Feijó se negou a comparecer à Polícia Federal para “não produzir provas contra si mesmo”

Em mais um capítulo da verdadeira novela em que se transformou a ação penal em que é réu o prefeito de Boca da Mata e candidato à reeleição Gustavo Dantas Feijó, o Tribunal Regional Eleitoral de Alagoas decidiu recorrer ao Youtube para uma perícia reivindicada pelo próprio cartola. O objetivo é confrontar a voz de Feijó com as gravações do áudio apresentado como prova contra ele de crime de calúnia e injúria contra seu antecessor, José Maynart Tenório.

O caso remonta às eleições de 2012, quando Feijó se elegeu e, durante um comício de campanha, desferiu ataques ao então prefeito e ao sobrinho deste, Ricardo Tenório Barbosa, que também disputava o comando da prefeitura. Desde janeiro de 2014 a Ação Penal 224-84.2014.6.02.0000 tramita no TRE e tem tido seu desfecho protelado dadas as dificuldades da Polícia Federal em realizar um comparativo do padrão vocal do cartola, vice-presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF).

Feijó deveria ter comparecido à sede da PF em Alagoas na quarta, 14, mas em resposta à intimação do desembargador eleitoral José Carlos Malta Marques, relator da AP, afirmou que não iria com base no princípio de não produzir provas contra si mesmo. Mais uma contradição de sua parte, já que inicialmente assumira ser sua a voz constante do áudio; posteriormente pediu que fosse realizada perícia na gravação, negando a autoria dos ataques.

Diante da negativa do réu, o desembargador José Caros Malta determinou à PF que conclua em 15 dias a perícia – que já atestou como verdadeiro o áudio entregue como prova –  usando como padrão de voz comparativo cinco vídeos postados no Youtube, todos com entrevistas do cartola alagoano. Os vídeos foram selecionados a partir de busca realizada pela Procuradoria Regional Eleitoral que já no início de agosto aventara com a possibilidade de se recorrer à rede social caso Gustavo Feijó se negasse em oferecer material para comparação do padrão vocal.

Os vídeos selecionados e disponíveis na internet são https://www.youtube.com/watch?v=06ecz03Dn2g, https://www.youtube.com/watch?v=L21A1EsSQwk  e https://www.youtube.com/watch?v=Hux8IN1h3OA (com entrevistas de Feijó ao Boca da Mataweb em 2013), https://www.youtube.com/watch?v=NN8vg3qmIn8 (entrevista no Conversa de Botequim em 2011),  e https://www.youtube.com/watch?v=zIjzV-1v5ns (entrevista dele, então presidente da Federação Alagoana de Futebol-FAF, em 2014  ao canal TV Esporte Alagoano).

“GELADEIRA”

Figura polêmica e com embates judiciais desde os tempos em que assumiu o comando da FAF – entregue desde o ano passado ao filho dele, Felipe Feijó – Gustavo Feijó é hoje mantido em “geladeira” pela CBF depois de ter sido denunciado pelo uso indevido e não autorizado em sua campanha pela reeleição de imagens de jogadores da Seleção Brasileira, dentre eles o craque Neymar.

O caso ocorreu no final de agosto, logo após o Brasil ter conquistado o ouro inédito nas Olimpíadas do Rio e foi denunciado à Federação Internacional de Futebol (Fifa) como quebra de decoro e afronta ao Código de Ética da entidade. 

A despeito da grande repercussão n mídia esportiva, ainda não se tem informações de qualquer punição oficial ao cartola alagoano.

Comentários

Curta no Facebook

Siga no Twitter

Jornal Extra nas redes sociais:
2i9multiagencia