Acompanhe nas redes sociais:

18 de Setembro de 2018

Outras Edições

Edição nº 888 / 2016

11/09/2016 - 17:11:35

Pedro Oliveira

Cala a boca Chico

Pedro Oliveira

O papa Francisco pediu em uma oração a Nossa Senhora Aparecida que ela proteja “todo o Brasil e todo o povo brasileiro neste momento triste”; o pedido foi feito durante a inauguração de uma estátua da santa nos jardins do Vaticano; ele também pediu que Nossa Senhora Aparecida protegesse os mais pobres, os idosos abandonados, as crianças de rua e os explorados para que salve seu povo com a justiça social; para a imprensa o pontífice mandou seu recado ao Brasil com a declaração de que poderia cancelar sua programada visita em 2017. 

Minimizando a repercussão, o presidente Michel Temer afirmou que, na opinião dele, o papa Francisco demonstrou a “preocupação” que todos têm com o Brasil ao pedir proteção ao país e ao povo brasileiro em um evento no Vaticano. Temer também disse acreditar que o pontífice tenha pedido a pacificação do Brasil. “Acho que a alegria se formará pouco a pouco. Eu tenho pregado: vamos pacificar o país. Eu acho que é isso que o papa está pedindo”, disse Temer, referindo-se ao comentário do pontífice.

Diante da insistência dos repórteres em relação a uma eventual ligação da desistência de o papa vir ao Brasil à troca de governo no país, Temer ironizou. “Acho que é melhor perguntar ao papa. Se eu for a Roma, eu o procuro. Se depender de convite, eu faço o convite”.

No meu entender o papa foi indelicado, imprudente e fez um discurso demagógico e retrógado. Não tem nada que se meter nos assuntos internos do Brasil e deveria, isto sim, se preocupar com a legião de pedófilos de sua igreja que em cada canto do mundo promovem escândalos de exploração de crianças e jovens. Quanto a vir ou não ao Brasil isto é problema dele. Do Brasil deixa que a gente cuida. Cala a boca Chico!

Um conselho amigo

Judson Cabral, eu sempre lhe disse que o PT era pequeno demais para você.

Neste partido fajuto e de nanicos você nunca teve o valor que mereceu. 

Pelo contrário, o PT sempre atrapalhou suas incursões na política.

Veja como você é bom. Fez-me até votar no PT. Logo eu, que tenho 

“urticárias” com relação aos petistas.

Aproveite o momento e procure outro partido para se filiar. O seu partido é o seu nome honrado, capaz e voltado para o interesse público.

Agora que o PT acabou mesmo, manda esse bando de farsantes às favas. Você merece coisa melhor.

Olho nas milícias 

Durante reunião esta semana os juízes eleitorais de Alagoas alinharam as ações referentes à segurança no período eleitoral com representantes da segurança pública. Organizado pelo presidente do Tribunal Regional Eleitoral de Alagoas (TRE/AL), desembargador Sebastião Costa Filho, o encontro serviu para que os magistrados expusessem suas principais dificuldades e escutassem das forças policiais o que está sendo colocado em prática.

Outro problema destacado pelos juízes é a presença de policiais militares e civis reformados atuando como seguranças dos candidatos e portando armas de fogo livremente durante a campanha nas ruas. “Esses policiais instauram um clima de insegurança muito grande em toda a população, gerando medo e tornando as simples manifestações públicas de apoio aos candidatos em eventos que podem ser marcados por atos de violência”, lamentou um magistrado.

Improbidade perseguida

Um prejuízo de R$ 9 milhões, contratos forjados para desviar recursos públicos, uso de laranjas para justificar pagamentos ilegais, intimidação ao Judiciário, tentativa de obstruir a Justiça. Tudo isso consta na ação civil principal de responsabilidade por atos de improbidade administrativa ajuizada pelo Ministério Público Estadual de Alagoas (MPE/AL), contra o prefeito afastado de Canapi, Celso Luiz, e outras nove pessoas, inclusive a mãe dele. Nessa nova ação, o MPE volta a pedir a condenação de todos os demandados pela prática de diversos atos de improbidade administrativa e, consequentemente, o ressarcimento integral do dano causado àquele município.

Aguardando decisão

A divisão da votação do impeachment de Dilma Rousseff ainda provoca dúvida no meio político. O Supremo Tribunal Federal já recebeu onze ações contra o fatiamento. Uma delas assinada pelos principais partidos de apoio ao presidente Michel Temer. O PMDB mudou de posição várias vezes, mas acabou decidindo recorrer também.

A decisão foi do Senado, mas é do Supremo que os partidos da base aliada do governo Temer esperam a palavra final: Democratas, PSDB, PPS, PMDB e Solidariedade assinaram o mandado de segurança.

Eles pedem que seja considerada ilegal a segunda votação realizada no Senado, quando os parlamentares decidiram que, mesmo após o impeachment, Dilma poderá continuar exercendo função pública. Também querem que seja concedida uma decisão provisória para que Dilma não possa assumir nenhum cargo público até a decisão final do Supremo.

A palavra dos candidatos

Até as eleições a coluna estará publicando o que pensa e o que propõe cada candidato à Prefeitura de Maceió. O espaço foi oferecido e acordado com as assessorias de imprensa dos postulantes com a condição de que os textos contenham apenas opiniões e propostas, não sendo permitidas acusações e ofensas de qualquer natureza. Por questão de espaço apenas os dois primeiros candidatos apontados nas pesquisas de opinião serão publicados.

Cícero Almeida

O acúmulo de experiências que obtive nos mandatos de prefeito e deputado ensinaram-me as regras da administração pública, especialmente no quesito transparência. Tanto que apresentei Projeto de Lei que, entre várias exigências, amplia os canais de publicação de todas as despesas públicas, desde as contas do presidente da República, tribunais, Ministério Público, até os bancos oficiais.

Focado nesse mesmo objetivo, dentro do nosso plano de governo para Maceió, está prevista a adesão a um programa de transparência internacional, um conjunto de medidas contendo dez metas contra a corrupção, que visa combater o mau uso de recursos públicos.

Por meio desta ferramenta, qualquer cidadão poderá acompanhar, por meio de aplicativos, redes sociais e pela página da prefeitura, as ações, obras e investimentos, tudo em tempo real e sem burocracia. Isto é honestidade e transparência a toda hora. Afinal, quem informa mais, respeita mais. 

Rui Palmeira

A crise financeira que afeta o Brasil reduziu o repasse de recursos, mas nós não nos abatemos e conseguimos avançar com a Saúde em Maceió. E vamos fazer mais. Vamos construir mais dez unidades de saúde em várias localidades da cidade e uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA) no Jacintinho. Reformamos mais de 30 unidades de saúde, entregamos o PAM Salgadinho com seis blocos reestruturados e oito estão em funcionamento. Também entregamos o II Centro de Saúde recuperado, as UPAs do Trapiche e do Benedito Bentes e três Unidades Docentes Assistenciais (UDAs), em parceria com faculdades privadas. Quando assumimos a prefeitura, a situação da saúde de Maceió era caótica. Já avançamos muito e vamos continuar priorizando a saúde pública, em especial para quem mais precisa.

Comentários

Curta no Facebook

Siga no Twitter

Jornal Extra nas redes sociais:
2i9multiagencia