Acompanhe nas redes sociais:

24 de Setembro de 2018

Outras Edições

Edição nº 887 / 2016

01/09/2016 - 19:17:24

Prefeito de Marechal é denunciado por abuso do poder econômico

Cristiano Matheus é acusado de beneficiar seu candidato Júnior Dâmaso

Prefeito Cristiano Matheus é acusdado de usar a máquina municipal em benefício de seu candidato à sucessão, Júnior Dâmaso

O prefeito de Marechal Deodoro, Cristiano Matheus, e os candidatos Júnior Dâmaso e Júnior Lopes vão responder na Justiça por crime eleitoral. A coligação “A Mudança Que o Povo Quer” ingressou com uma Ação Judicial de Investigação acostando vídeo que o próprio Cristiano Matheus produziu e no qual faz uso promocional de casas que estão sendo construídas em Marechal Deodoro pelo programa “Minha Casa Minha Vida”, do governo federal, o que é gravemente proibido pela legislação eleitoral.

No vídeo, o prefeito se apresenta como o responsável pela construção das casas e se auto intitula como a pessoa que irá dar as casas às mais de 700 famílias cadastradas. A Ação Judicial também traz um outro vídeo em que os desabrigados, que aparecem no vídeo feito por Cristiano Matheus, revelam que receberam dinheiro do prefeito para falar mal da oposição, e que aceitaram fazer a gravação solicitada por Cristiano por medo represálias, como a exclusão da lista dos beneficiados com a casa tão sonhada.

A coligação catalogou todo o material e ingressou com uma Ação de Investigação Judicial Eleitoral (AIJE) em que pede o reconhecimento de prática de conduta eleitoral vedada, abuso de poder político e corrupção eleitoral contra Cristiano Matheus e seus candidatos Júnior Dâmaso e Júnior Lopes, pedindo o indeferimento do registro de candidatura desses candidatos e a condenação dos três à sanção de inelegibilidade, o que pode resultar no afastamento dos mesmos por 08 anos da vida política.

O material é vasto e há de render uma grande batalha jurídica na Justiça Eleitoral de Alagoas. Cristiano Matheus já é réu em ações cíveis e penais de improbidade. Há poucos dias, o Superior Tribunal de Justiça negou um recurso impetrado por ele em que pedia o trancamento de uma dessas ações penais, tendo o Ministro em Brasília determinado que o processo voltasse ao Tribunal de Justiça Alagoano para ser colocado logo em julgamento, cuja decisão pode, inclusive, resultar no seu afastamento do mandato.

Cristiano nega acusações 

Ouvido pela reportagem do jornal EXTRA,  o prefeito Cristiano Matheus negou  as denúncias e atribuiu as acusações a seus adversários políticos. “Não cometi nenhum crime eleitoral. Estou em entendimento com o Ministério Público para que, no momento devido, eu possa prestar os devidos esclarecimentos. As pessoas que me acusam não estiveram nem no local dos fatos. Eu tenho a fita bruta e posso comprovar que não há sequer indícios de crime eleitoral”, destacou o prefeito.  

Cristiano Matheus disse ainda que “a oposição fica criando esse tipo de situação para tentar ganhar as eleições no tapetão, porque todo mundo sabe que no voto não ganha; essa é a grande questão”. 

Por fim, o prefeito de Marechal Deodoro destacou: “O povo já decidiu e as pesquisas de consumo interno já mostram o cenário favorável para situação, enquanto isso há o desespero da oposição”. 

Comentários

Curta no Facebook

Siga no Twitter

Jornal Extra nas redes sociais:
2i9multiagencia