Acompanhe nas redes sociais:

24 de Setembro de 2018

Outras Edições

Edição nº 883 / 2016

08/08/2016 - 08:29:30

S.O.S Alagoas

Cunha Pinto

Eleitorado de outubro

Eleitorado apto a votar nas eleições de outubro, em Alagoas, é de 2.246.520 eleitores.  Supera 2012, quando este número era de 1.861.419. Levantamento da Justiça Eleitoral revela que os homens são ainda maioria. 

Jovens

O Tribunal Regional Eleitoral divulga que 62,39% do eleitorado para as eleições municipais de  outubro será de  jovens e faixa etária entre 18 e 20 anos. É grupo representativo e quem sabe não fará a diferença nas urnas? 

Previsões

Ante o movimento nos cartórios das zonas eleitorais e inscrição de novos eleitores encerradas,  previsão para 2 de outubro  é que  o contingente de cidadãos  aptosa votar,  na faixa etária  dos  18 a 20 anos,aumente dos 143.758 para 160.300 eleitores.

Incentivo aos jovens

Desembargador Sebastião  Costa Filho, presidente do TRE-AL, prioriza na campanha das eleições de outubro que “os jovens mesmo sem obrigação de votar, entendam  a importância do alistamento eleitoral e a participação deles no processo democrático”.

Fiscais da Democracia

“Esta parcela do eleitorado é importante para a Justiça Eleitoral”, diz o desembargador Sebastião Costa Filho e acrescenta: “Esses jovens vão utilizar essas ferramentas tecnológicas que operam com facilidade para que, no estado, se tornem parceiros no combate aos crimes eleitorais”.

Inclusão produtiva

Antônio Picaud,Secretário do Desenvolvimento  Social e da Agricultura  tem para análise dois programas sobre inclusão produtiva  para o estado. Foram entregues dia 28 pelo presidente da  Emater-AL

Semiárido

Proposta do projeto: “Ampliar  e desenvolver o fomento no Semiárido, através do Programa Brasil Sem Miséria, abrindo crédito às famílias na extrema pobreza. Mas a Emater no Estado responsável para “habilitar agricultor e trabalhador rural à moradias dignas”.

Novo semestre 

Sessões plenárias na Assembleia Legislativa, na terça-feira,  vão estar conciliadas com a  campanha das eleições  municipais em outubro. E motivo: deputados estarem mais assíduos nas regiões que representam.

Prioridade de pauta

Deputado Ronaldo Medeiros (PMDB), vice-presidente da ALE, confirma na pauta de matérias  pendentes para votação as que definem mudanças na normatização de taxas públicas, venda de imóveis do governo,orçamento do Estado (2017) e projeto que anula a Lei da Escola Livre.

Custo de vida

Maceió, no ranking do custo de vida, não está entre os primeiros, mas em linha intermediária  se comparada com capitais do Sul e na linha intermediária. Mas no Nordeste é terceira, ficando atrás de Recife e Salvador, suas maiores  concorrentes  no turismo.

Otimismo

Lojistas do Centro de Maceió otimizam para este novo semestre o crescimento do movimento a partir de  novembro, quando haverá liquidação para  renovar estoque para dezembro, mês que finda prazo para o trabalhador receber  o seu 13º salário. 

Axé em baixa  

 O axé, gênero de música com origem na Bahia, depois de mais de 20 anos de sucesso dá  sinais de queda na opção do brasileiro. Ivete Sangalo, no lançamento do novo CD, em entrevista  ao G-1, considerou como “música da vez” a sertaneja. 

Crime Organizado

Fórum Brasileiro de Segurança Pública (FBSP) define a Lei de  Acesso à Informação na Segurança Pública,  já em tramitação na Comissão de Combate ao Crime Organizado,  como fundamental no aperfeiçoamento da gestão de segurança pública no País. 

Mais transparência

Analise de Sérgio de Lima, presidente  da FBSP é que  “O Fórum  tenta dar mais transparência a números da segurança pública no Brasil e a lei aprovada consolida e ajuda a difundir melhor conhecimento  sobre o tema e incentivar uma avaliação como prática de gestão e formulação de estratégias no setor”. Projeto foi apresentado pelo deputado Reginaldo Lopes (PT-MG).

Comentários

Curta no Facebook

Siga no Twitter

Jornal Extra nas redes sociais:
2i9multiagencia