Acompanhe nas redes sociais:

22 de Setembro de 2018

Outras Edições

Edição nº 882 / 2016

01/08/2016 - 08:57:11

ABC do Interior

Roberto Baia

Fato histórico

Uma das cidades com maior representatividade em Alagoas, é a Cidade de Viçosa. O município já fez grandes nomes na política nacional, a exemplo do saudosos Teotônio Vilela. Apesar disso o município nunca teve uma mulher representando o executivo municipal. Com as eleições do próximo dia 02 de outubro, o cenário político local pode mudar devido a uma candidata a prefeita forte e polêmica na cidade, a vereadora de oposição Micheline Fernandes (PV). Na disputa do mesmo cargo ainda estão os pré-candidatos João Bosco e Davi Brandão.

Convenções em Viçosa 1

Na cidade da Zona  da Mata ainda não foi realizada nenhuma convenção partidária para apresentar oficialmente os partidos coligados e os nomes que disputarão a cadeira de Prefeito. Mas as datas para as convenções já estão marcadas para iniciar neste sábado, dia 30. A primeira convenção é da vereadora do Partido Verde, Micheline Fernandes, que finalmente vai apresentar um nome para a disputar a cadeira de vice.

Convenções em Viçosa 2

A segunda convenção será do pré-candidato Davi Brandão, no dia 03 de agosto. Davi está ao lado do vereador Sidney Vilela um bom nome para vice-prefeito. A última convenção será do pré-candidato João Bosco, dia 05, que disputa ao lado de João Victor, filho do presidente do Cooperativa Pindorama, Klécio Santos.

Agora é pra valer

Dos três pré-candidatos a prefeito de Arapiraca, ainda não está definido o nome do pré-candidato a vice-prefeito de progressista Tarcizo Freire. Como já foi amplamente divulgado, a chapa puro sangue do PMDB é formada por Ricardo Nezinho e Yale Fernandes. Já o tucano Rogério Teófilo, marchará rumo a Prefeitura Municipal de Arapiraca ao lado da vereadora Fabiana Pessoa, do PSB de Kátia Born.

Briga boa

Pelo andar da carruagem, a briga pela cadeira da prefeita Célia Rocha (PSL) promete ser boa e bastante acirrada. E os bastidores já estão fervilhando com denúncias de toda ordem envolvendo os candidatos. Como não poderia deixar de ser, o principal alvo é Ricardo Nezinho, candidato apoiado pela situação e que tem o apoio dos governos municipal, estadual e federal.

Está confiante

Nezinho, que vem de uma família de políticos respeitados como Manoel Pereira Filho (deputado Nezinho) e Dona Paula, segue tranquilo e demonstra bastante vontade política para tornar realidade o sonho do seu pai, que deseja encerrar a sua carreira política como prefeito da cidade natal. Apesar de jovem, Ricardo já tem uma história na política arapiraquense onde foi presidente da Câmara de Vereadores e atualmente está no seu quinto mandato como deputado estadual.

Muita polêmica

Desde a última segunda-feira a polêmica, que tomou dos bastidores políticos, ganhou as ruas e repercutiu nas redes sociais, foi à aprovação na Câmara Municipal de Arapiraca do projeto de lei oriundo do Poder Executivo que autoriza o leilão de 17 terrenos com a finalidade de garantir recursos para assegurar contrapartidas de convênios com o Governo Federal, que prevê a liberação de recursos na ordem de R$ 80 milhões para serem aplicados em obras estruturantes, a exemplo da conclusão do saneamento básico de Arapiraca. 

Olhos abertos

A polêmica veio não só por conta do período eleitoral. A oposição, que tem como pré-candidatos a prefeito Rogério Teófilo e Tarcizo Freire já se posicionou contrário à venda dos terrenos, alegando algumas ilegalidades no processo. Outra crítica é porque a prefeita não tempo hábil para tocar as obras, já que faltam um pouco mais de cinco meses para concluir o mandato. 

Promotor aprova

Pelo sim, pelo não, a prefeita arapiraquense segue firme no seu propósito. O Leilão, de acordo com o promotor Napoleão Amaral, da Fazenda Pública, já afirmou que é legal e deve ocorrer até o próximo dia 15 de agosto. Se passar desta só poderá ser feito após as eleições do próximo dia dois e outubro.

PELO INTERIOR

... Ainda sobre Viçosa, foi de co-nhecimento estadual que a cidade recebeu esta semana a “visita” da Polícia Federal para apurar irregularidades no processo político local. E investigar denúncias de compra e venda de votos.

... A operação intitulada Niagára, uma comparação ao grande volume de água das cataratas e ao grande volume de dinheiro utilizado em compra de votos, chegou ao município da zona da mata após uma solicitação do promotor de justiça Anderson Cláudio Barbosa.

... A PF foi apurar a veracidade de um vídeo divulgado em redes sociais onde um eleitor dizia ter recebido dinheiro de pessoas ligadas a um pré-candidato a prefeito. O processo da operação está em segredo de justiça e pode ter ramificações em outras cidades de Alagoas.

... Acabou o prazo para a Prefeitura da Barra de Santo Antônio retirar a titulação de bens públicos com nomes de pessoas vivas. No último dia 26 a Promotoria de Justiça da cidade realizou uma inspeção para identificar quais locais ainda continuam “batizados” com nomes de pessoas vivas.

... A fiscalização cumpre uma determinação do Ministério Público do Estado que havia dado um prazo de dez dias para a Prefeitura retirar a nomenclatura dos prédios e logradouros municipais que se encontravam fora da lei.

... A recomendação para a retirada dos nomes foi enviada pela promotora de Justiça Lídia Malta Prata Lima. A retirada dos nomes pode ocorrer simultaneamente ao trâmite dos atos normativos encaminhados à Câmara de Vereadores, que darão nova titulação aos bens públicos. 

... “A Prefeitura Municipal já iniciou o cumprimento da recomendação, no entanto, ao retirar os nomes de alguns locais, restaram marcas da titulação que permitem a sua identificação, justamente por estarem há tanto tempo na fachada dos prédios”, informou a titular da Promotoria de Paripueira, que tem a Barra de Santo Antônio como termo.

... A promotora de Justiça oficiará a Prefeitura Municipal para que adote providências em relação aos resquícios da nova titulação no prazo de 10 dias.

... O Ministério Público Estadual de Alagoas (MPE/AL), atuando no papel de Ministério Público Eleitoral, expediu a Recomendação nº 02/2016 para todos os partidos políticos com atuação em Maceió, orientando-os sobre a proibição da propaganda extemporânea.

... A instituição alerta que a propaganda eleitoral só estará liberada a partir do dia 16 de agosto e terminará no dia 1º de outubro, na véspera das Eleições Municipais 2016, em primeiro turno. As regras estão previstas na Resolução do TSE nº 23.457/2015, que fala sobre propaganda eleitoral, horário gratuito no rádio e na TV e as condutas consideradas ilícitas para a campanha deste ano.

... Aos nossos leitores desejamos um excelente final de semana, com paz e saúde. Até a próxima edição. Quanto aos desafetos, que “os cafundós dos Judas” os acompanhe. Fui!!! 

Comentários

Curta no Facebook

Siga no Twitter

Jornal Extra nas redes sociais:
2i9multiagencia