Acompanhe nas redes sociais:

15 de Novembro de 2018

Outras Edições

Edição nº 882 / 2016

01/08/2016 - 08:52:25

Gabriel Mousinho

Ajudas selecionadas

Gabriel Mousinho

O senador Renan Calheiros já vaticinou de que di-nheiro para campanha está difícil e os candidatos devem trabalhar em propostas reais para cada município. Mas todo mundo sabe que não é bem assim.

Os candidatos que mais leite possam dar em futuras eleições majoritárias, não serão esquecidos nem por Renan nem por qualquer outro político que tenha como objetivo 2018. Quem não tiver farinha no saco, entretanto, tem se contentar com migalhas ou tirar o time de campo para a batalha de outubro próximo.

Na política é assim mesmo. Não se pode jogar com o fígado, ou paixão, como dizem os especialistas no assunto. Tem que jogar com a razão, com quem possa retribuir futuramente e continuar ampliando o leque político dos caciques que vão se eternizando no poder.

Para os candidatos fortes em alguns municípios alagoanos, com certeza não vai faltar grana, mesmo que não seja a que tantos esperavam para as eleições deste ano. Pouco ou razoável dinheiro para a campanha com certeza não vai faltar. Os outros, bem, os outros que se virem para poder chegar lá.

O recado que o senador Renan Calheiros deu durante o último encontro do PMDB, foi claro, objetivo e sintomático: trabalhem com ideias, não com dinheiro. Mas alguns terão o suficiente para tocar a campanha e tentar alcançar seus objetivos. Afinal de contas, tanto o senador Renan como os outros senadores, deputados federais e estaduais, vão precisar deles em 2018. E para se manterem no cargo, com certeza vale algum esforço pessoal. Pelo menos é o sentimento de candidatos a prefeito em Alagoas.

A OAB constrange 1

A direção da OAB em Alagoas está utilizando uma forma bastante indelicada para cobrar anuidades atrasadas de seus associados. Entre outras coisas, ameaça inscrever o débito na Dívida Ativa, o que tem constrangido muitos advogados. 

A OAB constrange 2

Além do mais a ameaça também serve para aqueles que devem a anuidade de 2016, como se o ano já tivesse acabado, ou seja, não se caracterizando dívida até 31 de dezembro. Se a Ordem anda em dificuldades, com certeza os advogados também, que esperam um tratamento mais respeitoso por parte da direção da entidade.

Decisão é de Renan

Quem quiser pode especular, mas a escolha final do nome do candidato a vice-prefeito de Cícero Almeida, somente será definido nas próximas horas pelo próprio senador Renan Calheiros, uma espécie de dono do PMDB em Alagoas. E não adianta espernear. Renan vai decidir e está decidido.

Assistindo

O deputado Cícero Almeida tem evitado falar sobre o seu candidato à vice. Aliás, ele sabe, mais do que ninguém, de que o nome a ser escolhido e divulgado depende exclusivamente do senador Renan e de ninguém mais.

Na fogueira

A circulação do nome de Fábio Farias Filho, o filho do secretário do Gabinete Civil, é puramente especulação, a não ser que Fábio, o pai, se submeta aos caprichos de Renan pai e de Renan Filho e permita que seu filho entre na parada. Farias, mais do que ninguém, sabe que isso é jogo bruto e que política só mesmo para os profissionais do ramo, como o senador Renan Calheiros.

Alerta geral

O PMDB, sem muito dinheiro como era habitual, anda preocupado com as eleições em Maceió e Arapiraca. São dois redutos importantes para a caminhada política do senador Renan Calheiros e do seu grupo. Em Maceió a disputa é de peso pesado entre Rui Palmeira e Cícero Almeida. Em Arapiraca o grupo dos Calheiros vai ter que enfrentar o deputado Tarcísio Freire que tem tomado à dianteira nas últimas pesquisas.

Desgaste político

A não nomeação de Marx Beltrão para o Ministério do Turismo frustrou não somente o deputado, mas também o seu projeto de afundar o pé para sair candidato ao Senado em 2018. Há quem diga de que nesse processo todo, tinha muita gente querendo a queda de Beltrão para que ele não pudesse incomodar nas próximas eleições.

Ampliando

A disputa para o Senado em 2018 vai ser mais acirrada do que se previa. Além de Renan e Benedito de Lira que com certeza farão o maior número de prefeitos em Alagoas estão praticamente certas as candidaturas de Marx Beltrão, se Renan deixar, Téo Vilela e ainda a possibilidade de Maurício Quintella de disputar uma vaga.

Ladeira abaixo

O senador Benedito de Lira enfiou o pé no acelerador e está trabalhando para eleger pelo menos quarenta prefeitos no Estado. Maceió, Arapiraca, Piranhas, Atalaia, Campo Alegre, Teotônio Vilela, Barra de São Miguel, Limoeiro de Anadia, Maragogi e Rio Largo, são apenas alguns dos que estão na lista do senador. 

Calma, governador

A Polícia Civil está por conta com as declarações do governador Renan Filho de que a profissão não é de risco. Ou seja, prender bandidos, cumprir ordens judiciais e fazer investigações parecem não ser tão importantes para o chefe do executivo.

Definido

Enquanto outros partidos esperam a decisão dos caciques para apresentar candidatos e vices, o prefeito Rui Palmeira já definiu que em time que se está ganhando não se mexe. Seu vice vai continuar sendo Marcelo Palmeira, que tem feito uma dobradinha de primeira nos últimos quatro anos.

Compra de votos

As investigações estão sendo feitas e as Operações Policiais estão em andamento, mas ninguém segura à compra de votos em Alagoas. É um hábito que não se acabará de uma hora pra outra.

Cadastro

Pelas informações obtidas pela coluna, o cadastro de eleitores ainda corre solto na periferia de Maceió. As visitas são feitas com muita precaução e quase sempre o candidato não aparece. Coisa mesmo para a Polícia Federal.

Fará falta

A possibilidade da vereadora Heloísa Helena não sair candidata à reeleição é uma frustração para seus eleitores e para quem defende uma política limpa, sem corrupção. Heloísa tem honrado o mandato na Câmara de Vereadores.

Sumiram

Dizem as pessoas mais próximas ao desembargador Washington Luis que os amigos sumiram do dia pra noite. Afastado do cargo, assim como seus auxiliares na presidência do Tribunal de Justiça, Washington ainda amarga o corte de alguns benefícios, a exemplo da ajuda moradia e de alimentação.

Bola da vez

Logo depois que Washington foi afastado da presidência do Tribunal pelo Conselho Nacional de Justiça, sua filha, Melina Freitas, teve seus bens bloqueados, onde responde por supostos desvios de recursos públicos quando era prefeita de Piranhas. Amigos da família ainda temem que o pior esteja por vir.

Perguntar não ofende

Com quem ficará o deputado JHC num eventual segundo turno entre Rui Palmeira e Cícero Almeida?

De fora

O médico José Wanderley, um Pelé da cirurgia cardíaca, está fora do processo político nessas eleições. Ele, que experimentou do veneno da política, encantou-se uma vez pelo poder e viu que não é sua praia. Está disposto a ajudar candidatos do partido no que for possível, pedir aos amigos, recomendar à sua grande legião de companheiros e de pacientes, mas só. Quando teve sua residência invadida na Operação Lava Jato o próprio PMDB omitiu-se de emitir qualquer nota oficial em sua defesa pelo homem de bem que é e isso, com certeza, o magoou. Como bom cabrito não berra, Wanderley sabe quanto dura é a vida de médico e muito mais de político a quem o poder ofusca.

Comentários

Curta no Facebook

Siga no Twitter

Jornal Extra nas redes sociais:
2i9multiagencia