Acompanhe nas redes sociais:

18 de Novembro de 2018

Outras Edições

Edição nº 880 / 2016

20/07/2016 - 09:50:15

A máfia do trânsito no Brasil

JOSÉ ARNALDO LISBOA

Quem já me leu, já deve estar de saco cheio por eu já ter falado muitas vezes sobre as minhas atividades ligadas ao trânsito. Já disse ter sido diretor de Planejamento do Detran/AL, já ter sido assessor Especial de Transportes da SMTT, já ter sido diretor da Divisão de Trânsito do DER/Al durante 22 anos, já ter sido palestrista de Sinalização num congresso nacional em Salvador, já ter feito umas 15 palestras em Lions, Rotary, universidade e escolas de Maceió, já ter escrito o livro “Quem Paga a Batida?”, vendido em todo o Brasil, e ser autor das placas de trânsito, de Estacionamento Proibido, Estacionamento Permitido, Inicial de Via Preferencial, etc., adotadas em todo o Brasil. 

Por que eu estou repetindo isso tudo? É só para justificar o que vou dizer neste meu artigo, sobre a Máfia do Trânsito Brasileiro. Existem pessoas milionárias com o nosso trânsito, no que diz respeito a sinalizações horizontais, onde um quilômetro de faixas remarcadoras é medido como tendo 2 ou 3 quilômetros de faixas quando pintadas nos pavimentos. A Máfia do Trânsito do Brasil já inventou um tal de “kit para pequenos socorros médicos”, exigindo que todos nós comprássemos os estojos, pois eram obrigatórios. Lembram-se isso? Depois começaram a exigir extintor de incêndio, mesmo sabendo que são pouquíssimas as pessoas que sabem onde fica o extintor e, quando sabem, não sabem como usá-los. Quando sabem usá-los, nunca conseguem apagar as chamas. Ultimamente desistiram da obrigação. Contudo, a Máfia do Trânsito Brasileiro já está inventando de exigir “airbag” em todos os carros, pois o Brasil está precisando do dinheiro das multas, como está dizendo o “salvador da pátria”, um tal de Henrique Meirelles. Ora, como o extintor de incêndio deixou de ser obrigatório, os milionários mafiosos do trânsito viram uma maneira de ficarem mais ricos. Começaram a exigir o uso dos carros com os faróis ligados durante o dia para atenderam aos apelos dos fabricantes de baterias. Em toda a minha vida, como estudioso das causas de acidentes de trânsito, nunca soube que os faróis acesos de um carro poderiam evitar um acidente durante o dia. Em todos os manuais sobre trânsito, nenhum deles diz ser necessária essa exigência de acender os faróis. Eu sempre soube que os acidentes são causados pela velocidade excessiva, pelo ofuscamento pela noite, pela embriagues ao volante, pela ultrapassagem errada, pela inabilidade do condutor, por falta de freios, pela água ou lama nos pavimentos, quando dirigindo ao telefone, por causa dos buracos nos pavimentos, etc. etc. porém, nunca soube que os faróis dos carros apagados em pleno sol estivessem sendo uma das causas de acidentes. A Máfia do Trânsito Brasileiro descobriu que os donos de fábrica de baterias estão cheios do dinheiro. Inclusive esta exigência dos faróis acesos durante o dia não está no Código de Trânsito Brasileiro, pois ele é uma lei e como tal teria que ser regulamentada e, não ser uma aberração sem lógica, sem estudos e, além de tudo, uma resolução burra. O novo governo do Sr.Temer está inventando tudo pra ganhar alguns “lava-jatos”!!!

Comentários

Curta no Facebook

Siga no Twitter

Jornal Extra nas redes sociais:
2i9multiagencia