Acompanhe nas redes sociais:

14 de Novembro de 2018

Outras Edições

Edição nº 876 / 2016

18/06/2016 - 17:02:59

ABC do Interior

Roberto Baia

Não ao continuísmo

Com informações do colunista Berg Morais: Oposição desde sempre, a vereadora Sheila Duarte tem se negado a fazer alianças com esses tatuados com a marca ribeirista. Ela entende que é preciso uma renovação no atual quadro político do município, e se aproximar de quem sempre esteve do outro lado não é renovação, é continuísmo. 

Querendo reza?

Do colunista Berg Morais: Por falar em continuísmo, será que se eleito prefeito Júlio César irá manter o mesmo secretariado da gestão de James Ribeiro? Isso porque alguns secretários que participaram diretamente da atual gestão pularam para o lado do vereador. Antônio Fonseca – o rejeitado, que foi o titular da Articulação Social por 7 anos – e Luciano Monteiro (Agricultura) não saem da cola de JC. As fotos rolam soltas nas redes sociais. Será que os “santos” querem reza ou cargos?

Tolerância zero

Acuado por anadienses em um grupo do WhatsApp, que criticaram o contrato firmado entre a Prefeitura e uma empresa para gerenciamento de mídias sociais –  pela “bagatela” de R$ 500 mil -, o prefeito de Anadia, Paulo Dâmaso, não se conteve e enviou uma mensagem de áudio onde não faltou agressividade.

Despreparado e agressivo

Nitidamente irritado, o jovem prefeito mostrou completo despreparo para a função que exerce. Ele afirmou que os participantes do grupo em questão, não teriam “capacidade para entender do que se trata gestão pública”. Na mensagem de voz que se proliferou na internet, Dâmaso – que assumiu em fevereiro de 2015, após o afastamento do prefeito eleito José Augusto, recomendou que os participantes do grupo “se reciclem, melhorem e se tornem capacitados para qualquer cargo público”. 

Desqualificou secretários

Em resposta à atitude do prefeito, pessoas ligadas ao grupo e que se sentiram ofendidas reforçaram, através de e-mail enviado a coluna Notas da Redação, que 80% dos cargos de secretários municipais são ocupados por pessoas de outros municípios, o que atestaria a falta de confiança do gestor na capacidade de seus conterrâneos e possíveis eleitores.

“Chumbeta de chumbeta”

“Quem citou meu nome não está preparado para ocupar cargo algum, nem “chumbeta de chumbeta”, concluiu o jovem e despreparado prefeito, desqualificando uma população composta por homens e mulheres trabalhadores de um município que há anos sofre as consequências de maus gestores.

Novo cidadão

A Câmara Municipal de Arapiraca realizou na noite de quarta-feira, 15, sessão solene para a entrega do título de Cidadão Honorário de Arapiraca ao pastor Juraci Pedrosa de Souza. A solenidade foi realizada no auditório da Faculdade de Filosofia de Boa Esperança (Fafibe) e foi presidida pelo primeiro-secretário da mesa diretora, vereador Moisés Machado (PDT). O projeto de decreto legislativo que concedeu a honraria foi de autoria da vereadora Graça Lisboa (PDT)

Homenagem

Ao justificar a homenagem, Professora Graça disse que ao ser aprovado por unanimidade, “o titulo de Cidadão Honorário representa toda a satisfação da sociedade arapiraquense, que passa a ter a partir de hoje, o mais novo filho de Arapiraca”. 

Reconhecimento

Segundo ela, desde que chegou em Arapiraca, vindo de Rio Largo, em 1990, o Pastor Juraci vem realizando um trabalho de evangelização e social, tendo o reconhecimento de toda a sociedade. 

“A vida do Pastor Juraci está entrelaçada diretamente com a história de Arapiraca, onde é respeitado pela sua maneira de atuar com o setor educacional” justificou..

Homenageado

Usaram da palavra para enaltecer o home-nageado, vereadora Aurélia Fernandes (PSB), a secretária municipal de Educação, Maria Gorete, a pastora Claudenir, a diretora do Instituto do Desenvolvimento Avançado (Idec), Cássia Maria Gomes, o secretário de Governo municipal José Lopes, que repre-sentou a prefeita Célia Rocha (PSL), e o deputado estadual Ricardo Nezinho (PMDB), que enalteceram o trabalho de evangelização e o amor do pastor Juraci com a cidade de Arapiraca.

PELO INTERIOR

... Três municípios da zona da mata alagoana receberam esta semana a projeto Moradia Legal, do Tribunal de Justiça de Alagoas. Moradores de Mar Vermelho, Viçosa e Chã Preta foram contemplados com o projeto que regulariza a documentação fundiária.

... Em Viçosa foram contemplados 450 munícipes, em Chã Preta e Mar Vermelho foram 200 beneficiados em cada município.

... Falando em Chã Preta, existe um vereador está se destacando naquela cidade, Victor Canuto (PMDB) há tempos procura órgãos estaduais para viabilizar projetos.

... Foi dele, em Parceria com o prefeito Audálio Holanda, a proposta de levar o Moradia Legal para a Cidade. Desta vez o vereador foi em busca da Agência de Fomento de Alagoas (Desenvolve) para buscar linhas de crédito para os empreendedores da região.

...De acordo com o vereador Victor Canuto, a ideia é ajudar os pequenos empreendedores a superarem as dificuldades para a manutenção de seus comércios e produções, viabilizando recursos que não onerem seus orçamentos.

....Cerca de 40 empreendedores na cidade estão em busca deste apoio do Governo do Estado que virá, inicialmente, com uma palestra sobre as linhas Microcrédito Desenvolve/BNDES e Cadeia do Leite e suas condições de financiamento, que deverá ocorrer ainda este mês no município.

...A Prefeitura de Estrela de Alagoas implanta, neste mês, novo reajuste salarial de 4% para os trabalhadores da rede municipal de ensino. Em pouco mais de três anos, este é o terceiro reajuste concedido pelo governo municipal aos profissionais da Educação.

...Um especialista na área educacional foi contratado para realizar estudo com o objetivo de fornecer um planejamento para a execução correta dos recursos veiculados à Educação.

...A concessão do novo reajuste salarial, cujo Projeto de Lei já seguiu para apreciação da Câmara Municipal, será implantada na folha de pagamento desse mês de junho.

...Após aprovação no parlamento, o PL volta para ser sancionado imediatamente pelo Poder Executivo. Dirigentes regionais do Sindicato dos Trabalhadores da Educação de Alagoas (Sinteal) confirmaram a aceitação da proposta, após assembleia da classe.

Comentários

Curta no Facebook

Siga no Twitter

Jornal Extra nas redes sociais:
2i9multiagencia