Acompanhe nas redes sociais:

16 de Novembro de 2018

Outras Edições

Edição nº 873 / 2016

28/05/2016 - 16:19:24

Meio Ambiente

Da redação

San Andreas 

Cientistas afirmaram durante a Conferência Nacional sobre Terremotos, na Califórnia, realizada no início do mês, que a seção sul da falha de San Andreas está pronta para provocar um grande terremoto. A falha de San Andreas atravessa a Califórnia de norte a sul ao longo de 1,3 mil quilômetros e delimita a parte norte-americana da placa do Pacífico. O que mais preocupa os cientistas é que a seção sul não produz um terremoto há cerca de 300 anos, embora os registros geológicos indiquem que ela causaria um grande terremoto a cada 150 anos.

Lixo eletrônico

O consumo crescente dos aparelhos eletroeletrônicos e a redução de sua vida útil promovem o descarte inadequado desses materiais. Alguns shoppings e empresas recolhem esses aparelhos e encaminham para cooperativas de reciclagem. Mas os pontos de coleta ainda são insuficientes e há falta de conhecimento da população sobre a necessidade da reciclagem. O descarte correto dos resíduos eletrônicos contribui para a preservação do meio ambiente, pois elimina a possibilidade de contaminação do solo e recursos hídricos com metais pesados, semimetais e outros compostos químicos que estão nos componentes internos dos eletroeletrônicos.

Milão

Milão quer ser a primeira grande cidade da Itália a pagar aos cidadãos para utilizarem a bicicleta para as suas deslocações diárias, deixando o carro na garagem. A ideia surgiu em dezembro, como uma oportunidade de reduzir os seus alarmantes níveis de poluição. Cada quilômetro pedalado vai equivaler a 0,25 centavos de euros e o monitoramento será feito através de um app. O projeto está sendo trabalhado pela Universidade Politécnica de Milão.

Carpas 

O governo da Austrália anunciou no começo do mês de maio que infectará a bacia hidrográfica de Murray-Darling com um tipo específico do vírus da herpes para tentar combater a superpopulação de carpas nos rios da bacia. A herpes ataca os rins, pele e guelras das carpas, eventualmente fazendo com que parem de respirar. De acordo com estudos realizados, o vírus é inofensivo para humanos e animais que não sejam carpas. O projeto terá um custo total estimado em 15 milhões de dólares australianos (mais de R$ 40 milhões), que será direcionado principalmente para a remoção dos peixes mortos. A carpa se tornou uma peste na Austrália por volta da década de 1970; ela destroi o ecossistema dos rios em que vive consumindo a maior parte dos recursos disponíveis, o que provoca a morte dos outros animais.

Energia flutuante

O preço da eletricidade no Japão é muito elevado para um país que sofre muita exposição solar, porém a dificuldade era sempre o terreno montanhoso. A Ciel et Terre Japão observou a quantidade de lagos com um potencial para o solar flutuante e criou um projeto piloto para instalação.  Por conta disso, prevê-se que no final de 2016 o Japão se torne no mercado mais relevante de energia solar depois da Alemanha. 

Desastres naturais

Segundo dados divulgados pelo ONU este mês, nove de cada dez desastres naturais estão relacionados com a mudança climática. Cerca de 98,6 milhões de pessoas se viram afetadas por desastres em 2015 e o clima foi um fator em 92% dos casos. O impacto mais evidente foi observado nas 32 maiores secas registradas no ano passado, mais que o dobro da média anual da década anterior. Essas secas afetaram 50,5 milhões de pessoas, especialmente na África.  As inundações ocuparam o segundo lugar de importância, com 27,5 milhões de pessoas afetadas em 152 episódios no mundo todo. As tempestades constituíram o terceiro tipo de desastre que mais gente afetou: 10,5 milhões de pessoas. E os terremotos, embora não sejam os mais frequentes, são a ameaça natural mais mortal.

Tubarão

Um tubarão-baleia foi encontrado encalhado no começo deste mês, em Angra dos Reis, na Costa Verde do Rio de Janeiro. O animal estava na Praia de Monsuaba e foi ajudado por pescadores a voltar a uma área mais profunda. O tubarão-baleia vive em oceanos quentes e de clima tropical. Além de ser a maior das espécies de tubarão, é também o maior peixe já conhecido, podendo ter de 12 a 15 metros e pesar aproximadamente 15 toneladas.

Comentários

Curta no Facebook

Siga no Twitter

Jornal Extra nas redes sociais:
2i9multiagencia