Acompanhe nas redes sociais:

19 de Setembro de 2018

Outras Edições

Edição nº 872 / 2016

24/05/2016 - 08:13:32

Comitê do São Francisco se reúne em Aracaju

Em debate, os grandes desafios para a bacia do rio e alternativas para enfrentar a crise hídrica

ASSESSORIA

Foi aberta na quinta-feira 19, em Aracaju, a XXIX Plenária Ordinária do Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco (CBHSF). A mesa de abertura contou com a presença de representantes da diretoria do colegiado e de órgãos de meio ambiente, como a Agência Nacional das Águas (ANA) e a Companhia de Saneamento de Sergipe (DESO). Os pronunciamentos destacaram os grandes desafios que a bacia tem enfrentado e os avanços conquistados pela ação do Comitê de bacia, em articulação com o poder público, iniciativa privada e a sociedade civil organizada. 

“Nossa participação tem sido permanente junto ao trabalho do Comitê, em diálogo com a ANA e demais instâncias, discutindo alternativas para enfrentar a crise hídrica, especialmente após a criação do Grupo de Trabalho São Francisco que vem se debruçando nas questões da sustentabilidade hídrica, garantindo o futuro da bacia do São Francisco”, destacou Ailton Rocha, superintendente de Recursos Hídricos do Governo de Sergipe, que na ocasião representou o governador do Estado, Jackson Barreto de Lima. 

O presidente do Comitê, Anivaldo Miranda, destacou a importância de aprofundar as discussões sobre o impacto da redução da vazão, e ressaltou que a bacia do São Francisco possui outros desafios de mesma relevância. “É fundamental que esse colegiado possa ampliar as discussões sobre as novas matrizes energéticas, as fontes sustentáveis, as questões relacionadas à qualidade da água, ao saneamento da bacia e à revitalização de todo esse território que sofreu anos e anos de mãos tratos e grave degradação”.  

Reunindo mais de 60 membros, que representam os diferentes usuários das águas do Velho Chico, a XXIX Plenária Ordinária do Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco (CBHSF) termina nesta sexta-feira 20 de maio.  

ESTUDO

Durante a abertura da plenária, o pesquisador Sérgio Silva de Araújo fez a entrega ao presidente do colegiado, Anivaldo Miranda, da sua tese de doutoramento no Programa de Pós Graduação em Desenvolvimento e Meio Ambiente da Universidade Federal de Sergipe. 

Com o tema, “Apropriação dos recursos naturais e conflitos sócio-ambientais no Baixo São Francisco”, o estudo mostra o processo de degradação ambiental nos estados de Sergipe e Alagoas, com as sucessivas reduções de vazões e suas consequências graves para a produção de alimentos na região, como a diminuição da cultura do arroz e a pesca de espécies nativas, por exemplo. 

“Eu gosto de relacionar a vazão com a sístole e diástole do coração, se não houver um equilíbrio entre os dois, há um colapso do sistema”, pontuou o pesquisador, que é membro da Câmara Técnica Institucional e Legal, instância do CBHSF.

O Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco é um órgão colegiado, integrado pelo poder público, sociedade civil e empresas usuárias de água, que tem por finalidade realizar a gestão descentralizada e participativa dos recursos hídricos da bacia, na perspectiva de proteger os seus mananciais e contribuir para o seu desenvolvimento sustentável. 

Comentários

Curta no Facebook

Siga no Twitter

Jornal Extra nas redes sociais:
2i9multiagencia