Acompanhe nas redes sociais:

14 de Novembro de 2018

Outras Edições

Edição nº 872 / 2016

24/05/2016 - 08:09:53

Pessoas que se autoproclamam gourmets

Jânio Fernandes

A palavra gourmet está definitivamente na moda. É como a moda de querer ser chefe. Até tenho a impressão de que quem não tem competência para se autoproclamar chefe se contenta em se autodenominar goumert. Então, está na hora de a gente falar um pouquinho a respeito disto. 

O primeiro ponto para pensarmos no que é gourmet seria lembrar que esta palavra quase sempre aparece associada a produtos que supostamente pertencem a uma classe de luxo. Parece mesmo uma terminologia sofisticada, mas nada poderia estar mais longe da verdade. Para ser um bom gourmet não é preciso muito dinheiro, nem gastar grandes quantias em restaurantes caros. Você só precisa de um pouco de educação sobre os alimentos e sessões de treino. É mais ou menos como se você estivesse fazendo um estágio, estudo ou trabalho.

Li, em alguns jornais e revistas, artigos sobre o que é ser um bom gourmet. Concordo com alguns autores. Mas penso que há muita gente equivocada a respeito do tema. Por causa disso resolvi colocar, sem nenhuma pretensão, algumas dicas sobre o que realmente seria um bom gourmet. Com elas, você pode identificar se seus hábitos alimentares estão relacionados com a boa comida e com o bom comer. Quanto mais sentido você define, mais perto está de ser um bom degustador, que no fundo é um bom gourmet.

Seja um explorador

Se você é uma pessoa inquieta, que gosta de experimentar e não tem medo de provar, por exemplo, um sanduíche de salsicha com chocolate. Ou se está aberto a degustação de pratos que não foram feitos antes, sugiro degustá-los com interesse, vontade e espírito crítico. Esteja disposto a conhecer e descobrir novos sabores, aromas e ingredientes, além de novas e modernas mesclas culinárias. O indício de que você é um bom gourmet é querer provar um prato de filé com um molho que viu publicado em um website de receitas. É querer adicionar um novo condimento a um bolo caseiro. 

Saber comer bem

Quando falo em saber comer bem não me refiro apenas à capacidade de escolher e entender sobre vinho ou sobre aquele tipo de verdura. Porque, além disto, educação e boas maneiras à mesa são ingredientes indispensáveis. Saber comer bem refere-se a ter o mínimo de conhecimento sobre a qualidade dos alimentos. Ter conhecimentos básicos de nutrição também é muito importante. Por exemplo, é preciso distinguir açucares de lipídios, óleo composto de azeite extra virgem e verduras orgânicas de não orgânicas. No entanto, é preciso ir além do gosto pessoal e da experimentação: consumir livros de nutrição, seguir blogs de especialistas que falam sobre qualidade na alimentação, e claro, saber ser crítico e humilde ao mesmo tempo.

Memória culinária

Para ser um gourmet, não basta estudar e praticar. De nada vai ajudar se em três anos você não lembra que num determinado restaurante provou um suflé de verduras extraordinário. É preciso lembrar quais eram seus ingredientes. Por exemplo, lembrar que tinha noz-moscada. Um gourmet não estuda para tirar a melhor nota no dia seguinte, estuda para ter uma cultura gastronômica mundial e atemporal. 

Essas são alguns traços que marcam as principais características de um bom gourmet. Mas é bom lembrar que um verdadeiro gourmet é aquele que compartilha seu conhecimento com outras pessoas. E você, teria competência para se autoproclamar gourmet?

Comentários

Curta no Facebook

Siga no Twitter

Jornal Extra nas redes sociais:
2i9multiagencia