Acompanhe nas redes sociais:

17 de Novembro de 2018

Outras Edições

Edição nº 872 / 2016

24/05/2016 - 08:03:40

Meio Ambiente

Da redação

Picos de ozônio

Um estudo publicado na Geophysical Research Letters descobriu que o aquecimento global deve gerar até 2050, de três a nove dias por ano, picos de ozônio perigosos para a saúde. O ozônio pode provocar problemas pulmonares em adultos e asma em crianças. Durante os picos, os médicos recomendam que as pessoas com problemas pulmonares não saiam de casa. Diminuir o consumo de energia elétrica e deixar o automóvel na garagem são os meios mais efetivos para reduzir os níveis de ozônio.

Morte de peixes

Uma grande quantidade de peixes mortos foi encontrada na represa do Rio Paraitinga, em Salesópolis-SP, no final do mês de abril. A Cetesb informou que a Agência Ambiental de Mogi das Cruzes vem acompanhando o caso e que foram feitas vistorias na represa, mas até o momento não foi possível identificar as causas da ocorrência de mortandade. 

Desmatamento

Apesar das tentativas de frear o desmatamento ilegal, o Brasil continua a perder áreas de floresta tropical equivalentes a dois campos de futebol por minuto. O índice de desmatamento no Brasil cresceu devido à falta de inovação e planejamento governamental, e a pouca cooperação entre departamentos do governo e a sociedade civil brasileira. Hoje o país está perdendo cerca de 5 mil quilômetros quadrados de floresta amazônica anualmente, um dos maiores declínios em valores absolutos de qualquer nação.

Solar Impulse 2 

O avião suíço Solar Impulse 2, movido a energia solar, completou sua nona etapa de sua volta ao mundo. Após 62 horas voando sem escalas, a aeronave movida a energia solar atravessou o oceano Pacífico. O avião tem o desafio de ser o primeiro a dar uma volta ao mundo movido unicamente a energia solar. O desafio começou em 9 de março de 2015 em Abu Dhabi, onde deve terminar o trajeto de 35 mil quilômetros. O Solar Impulse 2, tem 72 metros de comprimento, pesa 2,3 toneladas e é capaz de voar de dia e de noite, graças à conversão da radiação solar em eletricidade.

5- Rabiscos

A China prometeu punir as pessoas que rabiscarem o Monte Everest, numa tentativa de acabar com as mensagens de “eu estive aqui”. Os turistas serão obrigados a registrar seus nomes antes de escalar a montanha, e os nomes encontrados na lista de mau comportamento serão proibidos de prosseguir. 

Orquídeas 

na Amazônia 

Duas novas espécies de orquídeas foram descobertas nos arredores de Manaus pelo Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa). As orquídeas encontradas foram batizadas de Dichaea bragae e Anathallis manausesis. Os nomes homenageiam o pesquisador do Inpa Pedro Ivo Soares Braga, já falecido, e que fez importantes estudos sobre a planta na Amazônia. Segundo o Inpa, o Brasil registra mais de três mil tipos de orquídeas. 

6- Ilha neutra em carbono

A ilha de Nevis, nas Caraíbas, lançou um projeto para se tornar a primeira neutra em carbono do Planeta. Hoje, os 12.000 habitantes da ilha recebem 90% da sua energia a partir de diesel importado, mas o objectivo é fazer uma transição completa para as renováveis nos próximos dez anos. O projecto está em execução pela Nevis Electricity Company (NEVLEC), uma ex-empresa pública que foi privatizada há 15 anos e que irá garantir 100% de energias renováveis até 2026.

7- Ônibus elétricos 

As primeiras edições elétricas dos ônibus double-deck, que têm um segundo andar para acomodar passageiros, começarão a circular pelas ruas de Londres, na Inglaterra. Os veículos foram projetados para que sejam silenciosos ao percorrerem 290 km com uma única carga. Quando voltarem para a garagem, ao fim do dia, os ônibus serão conectados a uma central de energia para que sejam recarregados. Esses veículos irão ajudar a reduzir o ritmo de emissão de poluentes ao custo de 500.000 dólares cada.

Comentários

Curta no Facebook

Siga no Twitter

Jornal Extra nas redes sociais:
2i9multiagencia