Acompanhe nas redes sociais:

23 de Setembro de 2018

Outras Edições

Edição nº 872 / 2016

24/05/2016 - 08:00:45

Um anjo com seus 85 anos de existência

José Arnaldo Lisboa

Quem a conhece, só tem elogios para com ela, junto aos parentes, amigos e à comunidade onde ela assiste missas e tem atividades diversas. Ela é ativa, carinhosa com todos e muito crente nos ensinamentos da Santa Igreja Católica. Ela é magra, voz forte, cabelos branquinhos, ágil e quem a conhece a tem como uma “formiguinha” incansável. Ela é uma das pessoas que chegam logo cedo para as missas dominicais, quando a cidade ainda está sonolenta e em silêncio. Como eu, ela também tem o hábito de acordar cedo, sendo uma das pessoas que chegam em primeiro lugar na igreja. A todos ela cumprimenta com um “bom dia” animado e um sorriso de quem sempre anda de bem com Jesus, seu amigo e seu bom companheiro. Ela parece um anjo vestido de mulher, pois sempre chega com o semblante de felicidade, como se fosse para uma solenidade com o papa Francisco ou para um encontro festivo com a padroeira, Nossa Senhora Rosa Mística, no bairro das Mangabeiras. 

Logo que a igreja é aberta, ela demonstra sua satisfação e, imediatamente, começa a rezar o terço, sozinha ou com pessoas que vão chegando aos poucos. Ela não perde tempo!!! Aqui, acolá, ela pede silêncio, dizendo que a igreja não é lugar para bate-papo e, sim, para orações. Entre os intervalos para  citações dos mistérios gloriosos e dolorosos, essa jovem de 85 anos fala no respeito que os filhos devem ter para com os pais e mães. Fala na desunião das famílias e nos casais que se separam, bem como no respeito que eles devem ter, uns para com os outros. Fala nas novelas imorais, nas bebidas e nas drogas consumidas pelos jovens. Fala no pecado, no inferno e na falta de saúde para o povo, como se fosse a mais importante evangelizadora da Igreja. Antes da missa, ela deixa suas mensagens de paz e de amor e todos ficam ouvindo seus “sermões” com muita atenção. 

A senhora Iza Souza é uma dessas pessoas cativantes, daquelas que são amadas por toda a comunidade do bairro e com pessoas que com ela convivem. Nas suas orações, ela sempre faz pedidos para que outras pessoas deem início ao terço ou às outras orações, sempre com o cuidado  para não atrasar a missa, pois fica olhando ou ouvindo se o dinâmico, zeloso e diligente pároco, padre Márcio Roberto, já está se dirigindo para o início da missa. Depois das suas mensagens e orações, ela passa a falar baixinho com Nossa Senhora Rosa Mística, na certeza de que sempre está intercedendo por alguém. 

Para a senhora Iza Souza, nós só temos agradecimentos, pelos terços e pelas demais orações que ela faz por todos nós. Não cometeremos nenhum pecado, se dissermos que ela é um dos anjos que acompanham o nosso Deus. 

Comentários

Curta no Facebook

Siga no Twitter

Jornal Extra nas redes sociais:
2i9multiagencia