Acompanhe nas redes sociais:

19 de Setembro de 2018

Outras Edições

Edição nº 871 / 2016

14/05/2016 - 22:02:37

Gabriel Mousinho

O diálogo acabou

Gabriel Mousinho

A paciência e o diálogo implantado e insistentemente pelo governo do Estado com os grevistas da Polícia Civil definitivamente acabou. A Procuradoria Geral do Estado ao pedir a prisão do líder sindical Josimar Melo e uma multa diária de 500 reais ao dia por cada policial demonstra que agora todo esse processo virou uma queda de braço, com prejuízos, convenhamos, para toda a população.

Como se vê, o Governo de Alagoas deixou de lado o as conversas e tratativas e resolveu jogar pesado contra a categoria dos policiais. Pela decisão, considerada extremada pelos policiais civis, a medida só fez mesmo insuflar e provocar a categoria.

Resta saber como a Polícia Civil vai se comportar a partir de agora. Se radicalizando a greve que tem trazido sérios prejuízos à população no quesito segurança e atendimento nas delegacias, ou vai capitular ante a decisão do chefe do Executivo Estadual.

Como as reivindicações salariais crescem neste mês do ano, já é bom deixar claro para as outras categorias que a paciência e o diálogo pregados pelo governador acabaram de vez e, como diz o velho ditado, ´´escreveu não leu o pau comeu´´.

Números assustadores 

O governo do Estado comemora a redução de assassinatos em Alagoas, mas o número de assaltos impressiona. Somente nos primeiros quatro meses do ano, os passageiros de coletivos foram assaltados pelo menos 400 vezes. Pelo visto, ou o governo tem tido problemas com as estatísticas, ou o Sindicato dos Rodoviários está exagerando.

Números assustadores 2

Esta situação é tão grave que o presidente Écio Ângelo declarou, em entrevista, que 5% entre motoristas e cobradores tentam se recuperar de traumas psicológicos em decorrência dos constantes assaltos. O governador pode até comemorar a redução do índice de assassinatos comparado a anos anteriores, mas de outros delitos também muito graves, não.

Contrassenso

O que mais preocupa é que, quando policiais do Bptran foram assaltados e tiveram armas e o veículo roubados, em poucas horas os marginais estavam atrás das grades. Com a jovem que recebeu um tiro no rosto no assalto a um ônibus no bairro do Canaã, a polícia ainda patina para encontrar os criminosos.

Ciumeira

A admiração que o presidente Michel Temer nutre pelo deputado federal Maurício Quintella, hoje ministro dos Transportes, tem deixado setores do PMDB aqui em Alagoas com ciúmes. Pelo menos é o que se comenta em Brasília nos gabinetes no Senado e na Câmara.

Alto lá

A nomeação de Maurício Quintella para o Ministério dos Transportes não quer dizer que ele vai se atirar nos braços do governo de Alagoas. Experiente, Quintella não faz, pelo menos até agora, nenhum projeto para 2018. Vai esperar baixar a poeira e avançar nas alianças que tem feito com inteligência.

Alerta geral

A Construtora Andrade Gutierrez, que é a segunda maior do país, resolveu pagar 1 bilhão de reais de multa à União e revelar detalhes sobre pagamentos de propinas ao PT e ao PMDB nas campanhas de 2010, 2012 e 2014. O fato novo é que essas ´´doações legais´´ teriam sido feitas tanto para as campanhas da presidente Dilma Rousseff, como para o PT e PMDB pelo Brasil afora. Como as ´´doações´´ pareciam ser legais e generosas, resta saber se o Estado de Alagoas está na rota das bandalheiras da Lava Jato.

Chegando

Com o acordo da Andrade Gutierrez, que pediu desculpas ao Brasil pelos erros cometidos, a impressão que se tem é que, aos poucos, os nomes dos reais beneficiários vão aparecendo, num prenúncio de que, mais cedo ou mais tarde, pelo andar da carruagem, ainda vai muita gente pra cadeia nesta Operação Lava Jato.

Sumida

A Assembleia Legislativa Estadual ainda não deu o ar de sua graça sobre a contratação de uma auditoria para esmiuçar a folha de pagamento daquela instituição. O contrato foi de 1 milhão e 500 mil reais, mas os trabalhos parecem que são intermináveis. Nem a Assembleia diz nada, tampouco a contratada.

Em cima do muro

Para algumas coisas o govenador Renan Filho não quer mesmo conversa. Entre ficar com Dilma Rousseff e Michel Temer, ele preferiu não emitir opiniões. 

Até quando?

A situação da saúde em Alagoas está cada vez pior. E o governo parece não se preocupar muito com a situação. No Hospital Geral do Estado o caos se instalou, vidas são postas em riscos e falta material para os abnegados servidores trabalharem. Tá ruim.

A população agradece

A Prefeitura de Maceió projeta inaugurar a UPA do Benedito Bentes no segundo semestre deste ano. Sua abertura iria beneficiar milhares de pessoas que habitam os principais conjuntos populares da região e consequentemente desafogar o já tão sofrido HGE. A população agradece.

Vergonha

O senador Benedito de Lira bateu forte na Infraero, que cuida dos aeroportos no Brasil e também em Alagoas. Há anos que as pontes de embarques estão quebradas e a empresa faz muito pouco para solucionar o problema. O Aeroporto Zumbi dos Palmares também não tem um posto médico para atender possíveis emergências. Um cidadão caiu da escada e ficou por pelo menos meia hora esperando atendimento do Samu. Uma vergonha. 

Novo governo

Com Michel Temer na presidência a expectativa é de que setores fundamentais do governo voltem à normalidade. A mobilidade urbana, por exemplo, é uma das áreas mais prejudicadas no momento. A CBTU, que transporta milhões de passageiros por dia, sofre a falta de recursos para o custeio, obrigando as unidades a reduzirem sua grade horária. A hora é de acreditar.

Comentários

Curta no Facebook

Siga no Twitter

Jornal Extra nas redes sociais:
2i9multiagencia