Acompanhe nas redes sociais:

20 de Novembro de 2018

Outras Edições

Edição nº 866 / 2016

10/04/2016 - 12:05:38

Ex-secretária surrupia documentos para atrapalhar investigações

prefeito em exercício, Carlos Alexandre revela ameaças de rogério Farias: “Quem tentar tirar meu mandato eu passo a espingarda”

João Mousinho [email protected]
Carlos Alexandre assumiu o cargo com afastamento de Farias

O prefeito em exercício na Barra de Santa Antônio, Carlos Alexandre, falou com exclusividade ao Jornal EXTRA sobre os seus primeiros dias de atividades funcionais.  Em pouco mais de 24h foram detectadas novas irregularidades contra o prefeito afastado Rogério Farias. 

Foi repassada em 2016 uma emenda parlamentar no valor de R$ 500 mil proveniente de convênio firmado com o município e o Ministério da Saúde. O montante teria sido repassado para manutenção das atividades da secretaria de Saúde, construção ampliação e reforma de equipamentos dos postos. 

Mas na prática o que ocorreu foi a não e má aplicação dos recursos federais. Foi comprado um veículo UP e uma camionete Amarok, esse último veículo na ordem de R$ 117 mil, que não foi quitada e uma nova parcela se vence no próximo dia 21 de abril. O vice-prefeito Carlos Alexandre falou com espanto que a verba federal da saúde não foi usada para comprar ambulâncias, uma necessidade clara do município. 

“Hoje temos apenas uma ambulância funcionando no município e outra no mecânico há vários meses, sem perspectiva que volte a funcionar. Para que comprar camionete, carro popular? Nossas necessidades básicas são outras”, enfatizou Alexandre.

Outro fato detectado em breve levantamento foi à compra de 21 ar condicionados split com a verba de emenda, mas só oito estão de posse do município. O mesmo fato acorre com a camionete Amarok, que até aqui o veículo não foi encontrado na Barra de Santo Antônio. 

Ex-secretária 

furta HD 

Numa clara tentativa de atrapalhar futuras investigações do Ministério Público Estadual e auditórias da nova gestão a ex-secretária de Educação, Quitéria Ferreira da Silva (que tomou posse no lugar de Tânia Sales no dia 1º de abril), foi no final da manhã de terça-feira, 5/4 até a Secretaria de Administração e levou o HD do computador que possuía a folha de pagamento dos funcionários públicos da Barra.  O caso foi levado até a Polícia Civil e o Ministério Público Estadual. 

“Esse tipo ação demonstra com quem estamos lidando. Essa é uma clara tentativa de obstruir as investigações. A Justiça, o MP e a Polícia devem ficar cientes do caso. Mesmo com todas as dificuldades vamos fazer o levantamento das dívidas com os professores e outros funcionários. Até o final da minha gestão me comprometo em honrar o compromisso com os servidores”, explicou Alexandre. 

Opostos 

Carlos Alexandre disse que ainda em 2015 rachou com prefeito Rogério Farias por entender seus maus tratos com o povo da Barra e clara malversação de dinheiro público. Através de sua assessoria, Rogério disse que as acusações que pesam contra ele são infundadas e que isso é uma clara tentativa de Carlos Alexandre chegar ao poder. 

O vice-prefeito rebateu as chamadas “insinuações” de Rogério afirmando: “Não há nenhuma ação minha para o afastamento do prefeito. Divergimos na forma de gerir. O que houve foi uma ação de improbidade administrativa movida pelo Ministério Público Estadual e sua saída foi motivada por essa questão”. 

 Carlos Alexandre adiantou que por várias oportunidades, inclusive, quando Rogério teve seu mandato ameaçado por outras ações chegou a dizer: “Quem tentar tirar meu mandato eu passo a espingarda”. 

“Hoje temo pela minha vida e dos meus familiares, mas tenho que entender que a missão que  me foi desguiada está diretamente ligada a justiça social de um povo que vem sofrendo há muito tempo”, finalizou o vice-prefeito que comanda o executivo da Barra de Santo Antônio.

Rogério Farias 

rebate denúncias

O prefeito afastado reagiu com surpresa à decisão do juiz John Silas de afastá-lo da prefeitura, assegurando que todas as despesas do município estão comprovadas e que foram entregues em tempo hábil à Justiça.

Para Rogério Farias, a Justiça apenas atendeu ao pedido do Ministério Público, cujas denúncias, na sua maioria, não passam de disputa política com vistas às eleições deste ano.

Farias disse que vai recorrer da decisão e lamenta  que o juiz não levou em consideração todas as informações prestadas e os recibos de comprovação dos pagamentos, inclusive dos servidores do quadro da Secretaria de Educação de onde se deu origem às denúncias.

Segundo Rogério, foi enviado à justiça ordem de pagamento, comprovante da transferência eletrônica, arquivo bancário para a conta individual de cada servidor, além de uma certidão firmada pela Secretária de Educação comprovando a inexistência das ilegalidades apresentadas pelo Ministério Público. Acrescentou ainda que o pagamento da área de Educação foi feito de janeiro de 2015 a novembro do mesmo ano, assim como o 13º salário, restando apenas o mês de dezembro em função da greve que foi considerada ilegal pelo Tribunal de Justiça, que determinou o desconto dos dias parados dos servidores naquele mês. 

Farias também contestou a denúncia de enriquecimento ilícito e de improbidade administrativa por suposto desvio de recursos do Fundeb e apresentará toda a documentação na sua defesa ao Tribunal de Justiça. Ele disse que para construir a Pousada Jirituba em Barra de Santo Antônio num terreno adquirido há dez anos, vendeu uma fazenda em Porto de Pedras, um apartamento no Stella Maris construído pela Cerutti Engenharia, assim como tomou empréstimos no Banco do Brasil e no Bradesco.

 O prefeito também disse que seu barco sequestrado por ordem judicial, foi adquirido antes de ser prefeito da Barra de Santo Antônio, ressaltando ainda que todos os recursos investidos foram de economias próprias durante toda a sua vida como empresário. ´´É um  absurdo esta denúncia de que desviei recursos da prefeitura. Isso é próprio dos adversários políticos, a exemplo do vice prefeito Carlos Alexandre que ambiciona o poder. 

Comentários

Curta no Facebook

Siga no Twitter

Jornal Extra nas redes sociais:
2i9multiagencia