Acompanhe nas redes sociais:

23 de Setembro de 2018

Outras Edições

Edição nº 866 / 2016

10/04/2016 - 11:49:15

SOS Alagoas

Cunha Pinto

No banho maria

Eleições municipais de outubro mantidas sob “banho maria” não se mostram  em condições de  influenciar as de 2018 para o governo. Análise é de eleitores, uns prevendo raras surpresas nas majoritárias. Tanto nas presidenciais como de governadores.

“Fantasma de 2018”

É comum conversas sobre a possibilidade de uma candidatura de Lula ao Planalto nas próximas eleições. E a Coluna Rosa dos Ventos, edição de abril (Carta Capital) o define em seu  editorial como “O  fantasma  de 2018”.

Apoio

Lula, após o PT assumir a  Presidência da República,  se apresenta  como o “fantasma  da oposição também nas  eleições de 2018”.  A observação é de  líderes dos grupos considerados “de esquerda”, uns até pregando a volta dele na campanha presidencial.

É bola da vez?

O corone Lima Júnior empossado secretário da Segurança Pública, deixa na população uma  expectativa favorável  de  sequência ao trabalho dos anteriores, cujas estatísticas deixam patente que o “lugar de bandido é na cadeia, mas se optar por outro caminho, que seja o cemitério”.

“Mulher na política”

O Brasil, e a ver sua representação feminina na política, ocupa hoje no ranking mundial o 121º lugar. É classificação que motivou o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) a lançar na quinta-feira da semana passada (31) a campanha “ Mulher na Política“.

Equilibrar o jogo

Proposta oferece como meta equilibrar o jogo  em relação à igualdade de gênero no Parlamento. Foi lançada em  evento promovido em uma sessão solene do Congresso com senadores, deputados e representantes da sociedade civil.

Simplificar participação

Ministro Dias Toffoli, presidente do TSE, comentou a proposta: “A Corte tem feito a parte dela  ao interpretar a legislação eleitoral de forma a amplificar a participação feminina”.

 Fundo 

Partidário

O ministro Dias Toffoli considera que as “decisões recentes só penalizaram os partidos por descumprirem as regras de cotas do Fundo Partidário“, E acrescentou: “Não  incluíram pautas ligadas  à temática no horário eleitoral obrigatório”.

Partidos cobrados

Deputada Dâmina Pereira (PSL-MG) cobra melhores condições dos partidos para  que as mulheres  possam disputar um cargo público. No entendimento dela, “as cotas partidárias mostraram-se insuficientes”.

“Viraram laranjas”

Da deputada Dãmina Pereira:“As mulheres viraram laranjas e  o mecanismo não é de inclusão, pois as legendas não dão  tempo de TV ou rádio, não distribuem recursos igualmente e ocupam as cotas para que elas virem meros cabos eleitorais“.

Ousadia demais

“Foi uma afronta à Segurança Pública”. Frase do secretário da Segurança Pública, coronel  Lima  Júnior teve a ver com  a ousadia de cinco bandidos assaltarem  policiais militares. Crime ocorreu na Ponta Grossa e levaram as armas dos policiais, mas foram presos duas horas depois. 

Outra vez?

Pode até merecer crédito o VLT,  enfim, vir a circular no trecho da estação central até Jaraguá. Mas por ser conversa repetitiva de anos eleitorais anteriores, é natural maceioense permanecer na dúvida.

Comentários

Curta no Facebook

Siga no Twitter

Jornal Extra nas redes sociais:
2i9multiagencia