Acompanhe nas redes sociais:

19 de Setembro de 2018

Outras Edições

Edição nº 863 / 2016

22/03/2016 - 15:34:21

Ex-deputado Celso Luiz corre o risco de perder eleição em três municípios

Acusado de comandar máfia da Assembleia tenta retomar controle político do Sertão

João Mousinho [email protected]
Celso Luiz enfrenta Júlio Brandão que conta com apoio político do irmão Jacob Brandão, prefeito de Mata Grande

A política na região do Sertão de Alagoas segue movimentada, principalmente nas cidades de Mata Grande, Inhapi e Canapí. As populações desses municípios estão vivenciando dias de véspera de eleição mesmo a seis meses da disputa. A família Brandão vai enfrentar o ex-deputado Celso Luiz na disputa pelo controle político da região. 

Em Mata Grande, até aqui existem pelo menos dois pré-candidatos: Erivaldo Mandú, atual vice-prefeito e Luiz Pedro, filho de Celso Luiz. Mandú como é conhecido na região, faz parte do Partido Progressista (PP) e segundo algumas pesquisas de bastidores tem uma ampla vantagem na disputa. Ele é filho da terra e antes de ser vice-prefeito foi eleito vereador em outras oportunidades.  

O candidato de oposição apresentado por Celso Luiz, pouca gente conhece no município e vem sendo criticado por não possuir trajetória política em Mata Grande. Luiz Pedro também carrega a chaga de ser filho do ex-deputado acusado de comandar um esquema criminoso de desvio de dinheiro público, desbaratado em 2007 pela Polícia Federal através da  Operação Taturana.

Ainda pelo Sertão, atualmente a cidade de Inhapi é governada pelo petista Zé Cícero que vai disputar a reeleição. Zé Cícero tem como principal rival o irmão de Celso Luiz, Tenorinho Malta, o mesmo que lançou o nome para disputar uma vaga na Assembleia Legislativa do Estado e desistiu, pois Celso não encontrou lideranças para apoiá-lo no último pleito.  

Diferentemente dos escândalos do Partido dos Trabalhadores, que está sendo destaque em todos Brasil. Zé Cícero tem conseguido realizar uma administração tida como “pé no chão”, sem grandes feitos, mas honrando o compromisso com o funcionalismo público e tratando o erário de forma transparente. 

Já a cidade de Canapi é administrada por Celso Luiz que atualmente vem sendo criticado por não manter em dia os salários dos funcionários que constantemente ameaçam paralisar as atividades do município. Alunos e pais reclamam constantemente da falta de transporte escolar por falta de combustível. O caos administrativo segue dando espaço para oposição fortalecer seu nome.  

Quem vem aproveitando a situação é Júlio Brandão, irmão do prefeito de Mata Grande, Jacob Brandão. Com estrutura política e o apoio político do pai, Hélio Brandão, a família prometer unir forças para desbancar a hegemonia de Celso Luiz na Região. 

Para o enredo esquentar, o clima de acusações toma conta do Sertão alagoano, como numa pré-campanha já declarada entre Celso e os Brandão as denúncias são das mais diversas, desde improbidade administrativa até falta de competência para gerir. A disputa promete ser polarizada e o discurso inflamado toma conta do eleitorado e dos caciques políticos locais que começam a definir suas alianças. 

Comentários

Curta no Facebook

Siga no Twitter

Jornal Extra nas redes sociais:
2i9multiagencia