Acompanhe nas redes sociais:

16 de Novembro de 2018

Outras Edições

Edição nº 862 / 2016

15/03/2016 - 08:46:08

Repórter Econômico

JAIR PIMENTEL

Direto da roça

Nada mais saudável do que se alimentar com produtos comprovadamente sem agrotóxicos, principalmente os hortifrutigranjeiros, que em Maceió já podem ser adquiridos a cada sexta-feira ao lado do Mercado de Jaraguá e, aos domingos, na Praça do Centenário, no Farol. Há mais de 20 anos venho fazendo isso, no início na Praça Marcílio Dias e depois no atual endereço. São folhosos, legumes, frutas e raízes que os agricultores familiares produzem em seus pequenos sítios de várias regiões de Alagoas, orientados por técnicos especializados da Secretaria de Agricultura e Universidade Federal de Alagoas. O sabor é inigualável, facilmente sentido, quando se compara ao que se compra em supermercados, mais pesados porém plantados através de produtos químicos. 

Outra vantagem para o consumidor nas feiras ecológicas é que também pode pechinchar, já que está comprando ao próprio produtor, que não tem atravessador como nas outras feiras, mercadinhos e supermercados, via Ceasa, geralmente produzidos fora do Estado. Mas quem quer economizar mais ainda, pode fazer sua própria horta caseira, se tiver quintal em casa. Adquire a semente e o adubo orgânico e inicia a plantação, cultivando até chegar a colheita e usufruir desse trabalho prazeroso, mas economicamente correto, porque o custo é mínimo e o benefício inigualável. 

Ajudando

Sempre priorizei consumir os produtos da terra, até mesmo os industrializados (enlatados) por empresas alagoanas. E nessas feiras ecológicas citadas - além das promovidas pelos assentados da reforma agrária, que esporadicamente realizam na Praça da Faculdade - tem de tudo. Não só hortifrutigranjeiros, assim como raízes (inhame, batata, macaxeira) e doces, tapioca e outras guloseimas feitas pelos próprios vendedores. Sigam esse exemplo!

Muitas opções

Maceió tem feiras livres em vários bairros, e em algumas barracas pode-se comprar o que os próprios donos produzem, sem agrotóxicos, seja no quintal da própria casa ou em algum sítio que compra no entorno da cidade, comprovadamente naturais,, ou seja não compram na Ceasa, que só vende o que vem de fora. Converse com o vendedor.

Pesquisa

Quem não é adepto de feiras livres, preferindo os supermercados com ar condicionado ou os mercadinhos de bairro que compram na Ceasa, pesquise os preços em cada um e só compre mesmo o que estiver com preços mais baixos. Obviamente que não vai poder conversar com o vendedor para baixar o preço, porque nem vendedor existe, só o caixa mesmo para receber o dinheiro. 

Comentários

Curta no Facebook

Siga no Twitter

Jornal Extra nas redes sociais:
2i9multiagencia