Acompanhe nas redes sociais:

23 de Setembro de 2018

Outras Edições

Edição nº 861 / 2016

06/03/2016 - 15:46:19

Meio Ambiente

Da redação

Lixões

Um projeto que prorroga o prazo para que os municípios deem fim aos lixões e se ajustem de vez à Política Nacional de Resíduos Sólidos circula no Congresso Nacional. A possibilidade de prorrogação por mais quatro anos é um entrave, porque de novo os municípios vão ter deixado para depois. A Política Nacional de Resíduos Sólidos foi aprovada em 2010 e determina que todos os lixões do país deveriam ter sido fechados até 2 de agosto de 2014  e o rejeito (aquilo que não pode ser reciclado ou reutilizado) encaminhado para aterros sanitários adequados.

Aves da Caatinga

O casal Renato Rizzaro e Gabriela Giovanka terminou a última expedição para registrar as aves típicas de cada região. Após documentarem aves da Mata Atlântica (2009),  Pantanal (2010), Amazônia (2013), Pampa (2014) e Cerrado (2015), a dupla fechou a jornada com as aves da Caatinga (2016). . Em 100 dias, o casal percorreu 14 mil quilômetros através da Bahia, Alagoas, Ceará, Maranhão, Piauí e Minas. A aventura pode ser acompanhada através do blog de viagem avecaatinga.blogspot.com.br.

Nível do mar

Um estudo publicado nessa semana na revista científica Proceedings of the National Academy of Sciences (PNAS) indica que o nível dos oceanos subiu mais ao longo do século XX do que nos três últimos milênios. O nível dos oceanos subiu cerca de 14 centímetros, e normalmente esse nível teria correspondido a menos da metade. Os investigadores também calculam que o nível dos oceanos pode aumentar de 51 centímetros para 1,3 metro durante este século, caso o mundo continue a ser tão dependente de energias fósseis. Para frear esse desgaste, em dezembro 195 países aprovaram o acordo de Paris, que prevê conter a elevação das temperaturas em dois graus acima da era pré-industrial.

El Niño

O fenômeno climático El Niño iniciou seu declínio no período 2015-2016, mas sua intensidade continua sendo forte e influencia o clima do planeta. Este evento, caracterizado pelo enfraquecimento de ventos equatoriais e superaquecimento das águas do Pacífico, ocorre com períodos irregulares, tipicamente a cada quatro ou cinco anos e provoca tempestades e inundações. Este fenômeno meteorológico alcança geralmente sua maior intensidade no fim do ano, daí a origem de seu nome, El Niño, alusão em espanhol ao Menino Jesus. Provoca secas e precipitações superiores ao normal em certas regiões.

Resgate de tartarugas

No final de fevereiro, uma operação de fiscalização do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) resultou no resgate de 115 tartarugas-da-amazônia. As tartarugas, que estavam em poder de uma quadrilha de traficantes, foram apreendidas em Roraima quando estavam sendo transportadas ensacadas em quatro embarcações. Após a apreensão, todos os animais foram devolvidos com vida ao rio Branco. 

Calango 

Uma nova espécie de lagarto foi descoberta no sertão nordestino. O Tropidurus sertanejo foi coletado em duas localidades dos municípios da Caatinga baiana. E de acordo com a descrição que foi publicada no jornal científico Novitates, pode chegar a oito centímetros de comprimento, tem a cabeça bronzeada e o corpo marrom com pequenos pontos salmão. Possui dobras na pele, conhecidas como “bolsas de ácaros”, onde se concentram larvas do parasita. O nome da espécie é uma homenagem aos habitantes do sertão nordestino.

Vulnerabilidade ao clima

O Ministério do Meio Ambiente (MMA) e a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) avaliaram um novo sistema de aplicação do Índice Municipal de Vulnerabilidade Humana à Mudança do Clima, onde o objetivo é criar indicadores dos riscos gerados pelo aquecimento global para a população brasileira. A partir da inserção de dados, serão gerados mapas temáticos que permitirão o cálculo de índices como o de vulnerabilidade sociodemográfica, além de mostrar as sensibilidades e os riscos de exposição futura.

DiCaprio 

No último domingo, o ator norte-americano Leonardo DiCaprio finalmente ganhou o Oscar de Melhor Ator, graças ao seu trabalho no filme “O Regresso”. Leo subiu ao palco para agradecer a todos, e aproveitou seu discurso para falar sobre as mudanças climáticas: “(...) A mudança climática é real, está acontecendo agora. É a ameaça mais urgente para toda a nossa espécie, e precisamos trabalhar juntos e parar de procrastinar”. Leonardo faz parte do conselho de organizações ambientais como o WWF, o Conselho de Defesa dos Recursos Naturais (NRDC), Global Green EUA e o Fundo Internacional para o Bem-Estar Animal (IFAW). E em 1998, ele criou a Fundação Leonardo DiCaprio para apoiar as iniciativas relacionadas à sustentabilidade do planeta.

Comentários

Curta no Facebook

Siga no Twitter

Jornal Extra nas redes sociais:
2i9multiagencia