Acompanhe nas redes sociais:

21 de Novembro de 2018

Outras Edições

Edição nº 861 / 2016

03/03/2016 - 22:32:27

Temer diz que PMDB é a solução para crise do Brasil

Vice-presidente da República alinha discurso com presidente do Congresso Renan Calheiros durante encontro em Alagoas

Michel Temer fala sobre os olhares atentos de figurões do PMDB em Alagoas

João Mousinho - [email protected]

O tom é de unidade, mas sem descartar o protagonismo que o maior partido do Brasil exerce.  Essa foi à linha usada pelo vice-presidente da República, Michel Temer, o senador Renan Calheiros, o governador Renan Filho, o vice-governador Luciano Barbosa e o deputado federal Marx Beltrão durante o encontro de correligionários e militantes do PMDB no hotel Hitz, em Maceió. Alagoas foi o 14º estado da Federação visitado por Michel Temer antes da convenção nacional do partido no dia 12 de março em Brasília.

A caravana irá prosseguir por todos os estados e com o lema “Unidos pelo Brasil”, segundo Michel Temer a criação desse projeto foi inspirado na “Agenda Brasil” criada pelo senador Renan Calheiros no Congresso Nacional a fim de garantir a governabilidade da presidente Dilma, que ele não citou em nenhum momento, e o diálogo com a oposição.

Temer garantiu que o PMDB é a solução para crise. “Não há como negar a crise política e econômica no Brasil, mas temos que entender que acima de tudo há valores e existe acima de tudo o Brasil”.

Na oportunidade Michel Temer assinou a ficha de filiação do líder do governo na Casa de Tavares Bastos, o deputado estadual Ronaldo Medeiros, que deixou o Partido dos Trabalhadores. Quem também engrossou a fileira peemedebista foi o deputado de primeiro mandato Davi Davino.

Ainda sobre o troca-troca partidário o deputado federal Marx Beltrão usou a oportunidade para mandar um recado: “Estou no PMDB e as ordens do presidente Michel e do senador Renan Calheiros, mas vou aproveitar o momento para dizer que quero ser senador por Alagoas”.

O recado de Marx demonstrou sua fidelidade ao grupo político que faz parte, atualmente, mas ele citou partidos aliados do PMDB e deixou claro que pode estar em uma dessas siglas para garantir sua candidatura, mas que quer marchar com Renan Calheiros para esse processo.

Palavra do governador

O governador Renan Filho fez o uso da palavra para falar mais uma vez do seu mote de campanha: a educação. Mesmo na intenção de contratar monitores e não efetivar os profissionais do último concurso público o chefe do executivo estadual destacou: “Enquanto não houver uma revolução na educação não vamos avançar em áreas como a saúde, segurança, ciências e tecnologias, turismo e tantas outras”.

Sobre o atual posicionamento do PMDB em relação à crise política no Brasil o governador disse que “a única saída para crise é a construção de pontes de diálogos”.

Disputa em 2018

A todo momento foi ventilado em inúmeras falas a possibilidade do PMDB disputar as eleições presidenciais em 2018. O vice-presidente enfatizou que o PMDB tem embocadura para governar o Brasil.

Também foi destacada na fala do governador a capacidade técnica e intelectual do vice-presidente governar o País.

Já o deputado federal Marx Beltrão foi direto: temos ótimos nomes para disputar a presidência em 2018: Michel Temer, o governador Eduardo Paes, o governado Renan Calheiros, nomes de peso é o que não falta em nossa sigla.

  

Comentários

Curta no Facebook

Siga no Twitter

Jornal Extra nas redes sociais:
2i9multiagencia