Acompanhe nas redes sociais:

22 de Setembro de 2018

Outras Edições

Edição nº 859 / 2016

23/02/2016 - 18:18:31

Rifa-se uma velha

Alari Romariz

Vou ficando velha e percebendo, com mais tranquilidade, os comentários feitos a respeito dos idosos. As pessoas pensam que os pobres coitados não escutam e repetem bobagens sem pensar na própria velhice, se não morrerem antes disso.

Segunda-feira passada, 15 de fevereiro, no Bom Dia Alagoas, um consultor da Rede Globo falava sobre ginástica para velhinhos e emitiu o seguinte comentário: “Ao invés de os idosos ficarem enchendo o saco dos filhos...” Fiquei extasiada, perplexa, com os termos usados pelo moço!

Durante o Carnaval, alguns parentes meus estavam comentando, “a título de brincadeira”, quem viria morar perto de dois velhinhos e uma dizia: “Eu não saio da minha cidade. Você, que é mais querida, venha”. Logo depois, uma parenta com mais de cinquenta e poucos anos, afirmou: “Já avisei a meus filhos: não quero incomodar ninguém; quando ficar velha, coloquem-me num asilo, de preferência, na Flórida”.

O interessante nisso é que os interessados estavam presentes e ouviram tudo. Eu me senti literalmente rifada, ofendida.

Passei a noite matutando como sair da enrascada e cheguei à seguinte conclusão: minha casa, em Paripueira, à beira mar, é enorme e pode, tranquilamente, virar o “Lar Romariz”. Não sairei do meu lugar e ajudarei alguns companheiros que pensem em morar num bom asilo. Comuniquei o fato aos parentes, preocupados conosco no dia anterior.

Minha cabeça, ainda não atingida pelo “alemão” (Alzheimer), trabalha muito e raciocinei: quando casamos, juntamos duas famílias. Torna-se natural que as mulheres pretendam morar perto de seus familiares. Esquecem, pobres coitadas, que os maridos têm pais e não serão eternamente jovens. Mas diz o velho ditado: Mateus, primeiro os teus! O resto, dane-se!

Minha irmã Salvelina, certa feita, disse às sobrinhas: “Quando casamos, não há minha família, nem a sua. Todos viramos uma só!” Mas é muito alto para a juventude entender o significado da frase! Para minha sorte, tenho duas filhas e dois filhos; a metade, com certeza, cuidará de nós. espero ainda faltar muito tempo para isso se tornar realidade.

No lançamento do meu livro “A Velhinha das Alagoas”, Vera, minha irmã, disse que eu era defensora incansável da maior idade e presidente, sem vice, quando o assunto é o respeito aos velhinhos.

Realmente fico chocada quando vejo gozação a respeito da melhor idade, piada pejorativa sobre sogra, ou qualquer comentário jocoso aos idosos. E não é porque tenho mais de 70 anos!!!

Tenho lidado com os aposentados do Poder Legislativo alagoano e me atormenta a falta de respeito da atual Mesa Diretora para conosco. Este mês os deputados ficaram com mais de 900 mil reais dos inativos. Não pagaram as nossas consignações à Unimed, à Caixa Econômica, ao sindicato, às associações. Retiraram o dinheiro dos nossos salários e não repassaram a quem de direito. Apropriação indébita, crime inafiançável, e ninguém faz nada! Todos os componentes da Mesa Diretora estão soltos! 

Quem tem pais com mais de 70 anos sabe quanto eles gastam com plano de saúde, com remédios, com alimentação diferenciada. E, ainda, vem um louco deputado que retira o dinheiro dos inativos, a fim de comprar R$ 300.000,00 (trezentos mil reais) de livros para uma biblioteca inexistente. É de fazer rir!!!

O Brasil é um país que não respeita os idosos. Basta ver a fila do SUS, a falta de medicamentos nos postos de saúde. Isso no país todo!

Na Inglaterra, nos Estados Unidos, os velhinhos têm saúde paga pelo Estado, exercícios físicos também por conta da nação e carteirinha atualizada.

Não sei se adianta falar, reclamar pelos direitos negados, pedir socorro às autoridades para que punam os parlamentares apropriadores indevidos do nosso dinheiro. Mas é um alento muito grande saber que posso escrever, que respiro, que respondo pelos meus atos e que preciso ser ouvida.

Um dia, quem sabe, depois dos 80, se perder a lucidez, poderei ser rifada pelos parentes e não sofrer. Isso porque a memória estará falhando!

Quem viver, verá!!! 

Comentários

Curta no Facebook

Siga no Twitter

Jornal Extra nas redes sociais:
2i9multiagencia