Acompanhe nas redes sociais:

18 de Novembro de 2018

Outras Edições

Edição nº 854 / 2016

07/01/2016 - 19:22:45

Oito meses de aluguel atrasado

Almeida devolve rádio de João Lyra, mas deixa um rastro de destruição

Da Redação
Deputado Cícero Almeida

O deputado Cícero Almeida acertou uma coisa com o empresário João Lyra sobre a antiga rádio AM 710 e fez completamente outra. Disse, no acordo, que pagaria três meses de folhas atrasadas e administraria o débito existente da emissora.

Dias depois de assumir sua direção através de dois laranjas, um deles que presta serviços na FM 96,5, acertou com os trabalhadores que os meses atrasados seriam parcelados em dez suaves prestações. Pagou dois, ficou devendo oito e quando saiu deixou os funcionários a ver navios com um crédito de mais três meses, além do 13º salário. Um negócio da China, mas para ele, que queria utilizar a emissora para fazer política como pretenso candidato à prefeitura de Maceió.

Mas não foi só isso que Cícero Almeida aprontou. Ele deixou no prego oito meses de aluguel do imóvel que já havia sido dele, além de contas atrasadas de água, energia elétrica, locação do terreno onde ficam os transmissores que pertence ao Grupo Verdes Maresl e, naturalmente, de impostos, a exemplo de Imposto de Renda, INSS e FGTS. Por cima vendeu um veículo Volkswagen semi-novo, deixando assumir de cumprir as pautas de jornalismo e esporte.

Agonia

Como não tinha outra solução aparente, João Lyra recebeu a rádio, agora com programação da Globo e com mais débitos de que quando fez negócio com Cícero Almeida e nomeou novo diretor.  O seu ex-funcionário Washington Miranda, que havia sido demitido do então Grupo Empresarial por suspeita de ter se beneficiado mais do que devia no cargo que ocupava, ficou com a incumbência  de resolver o pepino mas, sem dinheiro, somente conseguiu até agora pagar uma folha e meia de salários atrasados e o restante só quando Deus quiser. Aliás, dizem os funcionários, que Washington entende tanto de rádio como João Lyra de nave espacial.

E a verdade é que o Sindicato dos Radialistas ainda não sentiu firmeza na direção para pagar os salários atrasados e os funcionários atribuem esta devastação ao ex-prefeito de Maceió e atual deputado federal Cícero Almeida, que prometeu uma coisa e fez exatamente o contrário. Aliás, procedimento comum, a quem, mesmo no poder, não fez nenhuma amizade, a não ser com Deus como ele próprio diz.

Comentários

Curta no Facebook

Siga no Twitter

Jornal Extra nas redes sociais:
2i9multiagencia