Acompanhe nas redes sociais:

19 de Novembro de 2018

Outras Edições

Edição nº 853 / 2015

25/12/2015 - 10:02:23

O Natal dos corruptos....

José Arnaldo Lisboa Martins

Neste período, estamos comemorando o nascimento de Jesus, mesmo diante de um panorama impróprio, com muitas nações em guerra e no qual a fome vem dominando parte do mundo. Neste período, estamos sofrendo com o desemprego e com milhões de mães chorando, quando tendo seus filhos perdidos nas drogas. Estamos testemunhando a corrupção nos poderes e ficamos de braços cruzados, nos conformando só com as passeatas e com camisas nas cores do Brasil. Estamos perdidos, sem autoridades com moral suficiente para conduzir o país. Estamos no fim do mundo e que serão somente o fogo e a água que acabarão com ele e sim a corrupção desenfreada dos condutores da nação. 

Paralelamente ao nascimento de Jesus, estamos vendo os nossos dirigentes só pensando em dinheiro, com ambição, com mentiras e com o desrespeito às leis. Deveríamos estar vivendo um período de paz e de compreensão, mas, estamos vivendo um período negro da nossa História.  É uma pena que as comemorações do Natal às vezes só aconteçam para as trocas de presentes, embora muitas crianças não ganhem, sequer, um carrinho ou uma boneca. Neste período, nas casas simples e nos casebres, podemos ouvir os galos cantando, como se estivessem eles acompanhando os sons de violinos e de harpas. Estamos comemorando o nascimento de Jesus e nas ruas, nas avenidas e nas praças, vemos carros reluzentes transportando crianças que esperam a chegada de Papai Noel, mesmo sabendo que ele não chega para todos. Em milhares de lares, ele chega com seu saco repleto de presentes caros, porém nas calçadas ficam crianças dormindo em cima de papelões, sem os cobertores para o combate ao frio, companheiro das madrugadas. Muitos não recebem, sequer, um simples carrinho ou uma boneca. É Natal, mas muitos não podem comemorá-lo em paz e não podem matar a fome das suas crianças. Eu até que gostaria de saber como vão ser comemorados os Natais de muitas dessas crianças, cujos pais se envolveram com a roubalheira de milhões e mais milhões, deixando outras crianças com fome e sem direito a um simples presente. Eu não sei como está sendo para eles, nas prisões, mesmo domiciliares, como querem os julgadores. Agora, eu gostaria de saber como vai ser para as crianças de pais corruptos, já que eles não vão poder dar seus presentes caríssimos, estando com seus bens bloqueados pela Justiça. Neste Natal e nos outros que virão, os filhos dos ladrões, provavelmente, deverão estar levando marmitas, para que seus pais possam se alimentar, não mais em restaurantes sofisticados, mas nas mesas de alvenaria das imundas prisões. Para eles, eu desejo que o Menino Jesus sirva como exemplo, principalmente, para os que zombaram da Justiça e que, por isso mesmo, devem ser punidos. 

Em tempo – Fiquei muito satisfeito ao saber que o Eng. Fernando Gama, meu ex-professor e ex-reitor da Ufal, é leitor dos meus artigos. Um Feliz Natal para ele e para a sua família. 

Comentários

Curta no Facebook

Siga no Twitter

Jornal Extra nas redes sociais:
2i9multiagencia