Acompanhe nas redes sociais:

13 de Novembro de 2018

Outras Edições

Edição nº 847 / 2015

17/11/2015 - 20:55:00

Meio Ambiente

COP21

 

O presidente da França, François Hollande, afirmou que um acordo na cúpula sobre o clima (COP21) é possível, mas não está garantido. Avaliou que a China deve ser referência para outros países pelo fato de ter aceitado o meca-nismo de revisão a cada cinco anos.  Segundo ele, o objetivo fixado para a cúpula de Paris, de limitar a dois graus o aquecimento climático até o final de século em relação à temperatura pré-industrial é possível se este mecanismo de revisão for mantido.

 


Amazônia

 

A Amazônia brasileira receberá US$ 65 milhões para ações de conservação, corte de emissões de carbono e gestão sustentável da terra. O valor foi aprovado no final do mês de outubro pelo Conselho do Fundo Global para o Meio Ambiente (GEF). Ao todo, US$ 115 milhões serão investidos no Programa para a Amazônia, desenvolvido pela primeira vez entre Brasil, Colômbia e Peru.

 


Poluição na China 

 

Parte da China está coberta por uma nuvem cinzenta, após o nível de poluição superar em quase 50 vezes os índices consi-derados aceitáveis pela Organização Mundial da Saúde (OMS).A densidade das partículas, que já atingiu 860 microgramas por metro cúbico, é suscetível a se infiltrar nos pulmões e atacar o sistema respiratório. O nível supera em mais de 50 vezes os 25 microgramas considerados aceitáveis pela OMS. 

 


Oslo

 

A cidade de Oslo decidiu banir a circulação de carros permanentemente na região central. A medida está prevista para começar a vigorar em 2019 e, até lá, o município vai construir pelo menos 60 quilômetros de ciclovias. A capital norueguesa tem cerca de 600 mil habitantes e quase 350 mil carros.

 

Construção em madeira 

 

Graças a novas tecnologias, as construções em madeira estão se tornando fortes o bastante para a construção de edifícios de dezenas de andares. Desde agosto passado, o governo de Quebec permite que a construção de prédios de até 12 andares sejam erguidos inteiramente com madeira maciça. A construção do primeiro exemplar dessa nova geração de edifícios foi anunciada em maio e terá 13 andares. Os dois materiais mais importantes para a construção civil, o aço e o concreto, emitem cerca de 1.200 toneladas de CO2 num prédio de 20 andares, enquanto a mesma construção feita em madeira de fontes replantadas e certificadas, remove cerca de 3.100 toneladas da atmosfera.

 

Lixo espacial

 

Um fragmento de lixo espacial, que foi detectado por um programa da Universidade do Arizona (EUA), está viajando em direção à Terra. Denominado WT1190F, o fragmento tem cerca de dois metros e entrou na atmosfera terrestre ontem às 4h19. O mais provável é que o objeto se desin-tegre e se ainda sobrar algo, cairá no Oceano Índico a cerca de 65 km da costa do Sri Lanka.

 

Capim super-resistente 

 

O capim bromo-vassoura vive em todos os Estados norte-americanos e suas sementes resistentes se alojam nos olhos e gengivas do gado, nas orelhas dos bichos de estimação e nas meias das pessoas. Sua propagação é um dos grandes motivos pelos quais os incêndios nos Estados Unidos queimam mais terra, com maior frequência e ferocidade do que no passado. Ann Kennedy, especialista em solo do Serviço de Pesquisa Agrícola do Departamento de Agricultura dos EUA, descobriu a ocorrência natural de uma bactéria do solo que impede o crescimento desse capim. Em testes práticos de longo prazo, a bactéria de Ann reduziu a quantidade de bromo-vassoura pela metade em três anos após uma única aplicação.

 


Valorizar área verde 

 

A Prefeitura de São Paulo quer retirar os muros dos cemitérios da capital para valorizar as áreas verdes e históricas. Entre as unidades está o histórico Cemitério da Consolação. Uma parte da estrutura de cimento já foi substituída por grades. A prefei-tura aproveitou a queda de uma parte do muro para testar a reação de quem passa em volta do local.

Comentários

Curta no Facebook

Siga no Twitter

Jornal Extra nas redes sociais:
2i9multiagencia