Acompanhe nas redes sociais:

23 de Setembro de 2018

Outras Edições

Edição nº 840 / 2015

01/10/2015 - 20:49:00

Parte do Corredor Vera Arruda pode ser “engolida” por estacionamento

Moradores do Stella Maris temem por destino da área onde só até este final de semana funciona a Musique

Da redação

A polêmica envolvendo o Corredor Vera Arruda, no Stella Maris, na Jatiúca, em Maceió, vem de longa data e parece não ter fim. Desta vez, a preocupação de moradores da área é que mais uma parte do espaço público seja “engolida” pela iniciativa privada. É que embora não haja informação oficial, as pessoas temem que a notícia de que a casa de shows Musique, que vai fechar as portas este final de semana, seja transformada em um supermercado e parte da área verde próxima ao local passe a funcionar como estacionamento do novo empreendimento.

Segundo Marcos Coelho, da Astema (Associação Comunitária dos Moradores do Loteamento Stella Maris), a entidade não recebeu qualquer comunicado, mas a notícia se espalhou entre os moradores. Segundo ele, os espaços de áreas verdes devem ser transformados em extensão da praça, favorecendo as pessoas e não a outros fins que não sejam para lazer. “As pessoas invadem parte do Corredor Vera Arruda para fazer estacionamento da casa de show e esta pratica não deve continuar”, criticou Coelho.

Sem querer se identificar, uma moradora das proximidades do corredor desde  quando era apenas dunas, disse que todas as vezes que falam em reforma e requalificação da área vem problema para quem reside na região. E lembrou do protesto, com abraço simbólico, que os moradores realizaram quando a prefeitura queria abrir ruas, construir uma pista de skate e estacionamento de food trucks. “Estão querendo acabar com nossa área verde e isso não vamos permitir”, protestou.

INSEGURANÇA

Mesmo com um PM Box no espaço, a falta de segurança no local é outra reclamação constante dos moradores, principalmente no período da noite, quando acontecem muitos assaltos. O lixo, resto de metralhas, caminhões para cargas e descargas também fazem parte do cenário degradante de parte do corredor, próximo ao Colégio São Lucas. 

O local em que os taxistas ficam está abandonado. O mato e a poeira se confundem com partes do que restaram de bancos e outros objetos da praça. Há até uma placa que indica proibido jogar lixo, mas também é desrespeitada. Aliás, o aviso está danificado pela ação de vândalos.

Marcos Coelho reclamou do descaso e disse que a associação vai cobrar oficialmente que o projeto original do Corredor Vera Arruda seja concluído. Mas se engana quem acha que quem mora na parte revitalizada esteja satisfeito. O visual até é mais agradável, mas não cumpre seu papel cultural. Lá se tornou ponto de drogas, assalto e prostituição.  

A Superintendência de Limpeza Urbana de Maceió (Slum), através de sua assessoria, disse que o problema de pontos de lixo em Maceió é crônico e chega a cerca de 100 na capital alagoana. Segundo a assessoria, parte principalmente da falta de educação ambiental das pessoas, mas a coleta de lixo é feita regularmente e a capinagem vai acontecer na próxima semana. Quanto ao abandono, disse envolver várias competências e que para o descarte de metralha e outros resíduos, existe o disque limpeza da Slum que é 3315-2600.

Extensão do corredor é inaugurada

Mais uma etapa da parceria entre a prefeitura e a iniciativa privada foi concluída na terça-feira, 22, no Corredor Vera Arruda. Dessa vez, com a construção do novo espaço de lazer, convivência e prática de esportes, custeado pela Construtora Borges e Santos, que investiu quase R$ 500 mil. A área conta com ciclovia, passeio, duas quadras de areia, bancos, playground para as crianças, um espaço iluminado, com serviços de arborização e jardinagem. Vale ressaltar que o prolongamento do corredor, que compreende a segunda etapa do projeto, vai do trecho das imediações do Harmony Centro Médico até o antigo PM Box do Stella Maris.

Marcos Coelho destacou a importância de a população manter o espaço preservado. “O povo deve ser parceiro não só para fiscalizar, mas também colaborar com a conservação”, afirmou.


ESTACIONAMENTO

A Superintendência Municipal de Controle do Convívio Urbano (SMCCU) não confirmou a instalação de um grande supermercado na área onde até este final de semana funciona a casa de shows Musique, mas informou que será construído um estacionamento público na região do Stella Maris. “O espaço será custeado por uma empresa privada e cedido à prefeitura. O estacionamento será gratuito e aberto à população, já que se trata de uma área que concentra diversos estabelecimentos comerciais, empresas e instituições de ensino”. 

 

 

Comentários

Curta no Facebook

Siga no Twitter

Jornal Extra nas redes sociais:
2i9multiagencia