Acompanhe nas redes sociais:

26 de Setembro de 2018

Outras Edições

Edição nº 838 / 2015

16/09/2015 - 17:42:00

Meio Ambiente

Gatos domésticos 

Os pesquisadores da Ecology and Evolution perguntaram a donos de gatos sobre sua vontade de manter os animais dentro de casa nos principais horários de caça, para proteger a vida selvagem, e a ideia foi totalmente rejeitada. Esse resultado evidenciou que os donos veem seus animais fazendo o que é natural, enquanto que os ecologistas acham que os gatos pertencem a uma espécie predatória, e não nativa. Entre os 43 gatos contados numa vila em Cornwall, a caça mensal média ficou entre zero e dez. Em quatro meses, os gatos entregaram um total de 325 animais: quase 60% eram roedores, e 27% eram pássaros. 

Crime ambiental 

A Justiça Federal condenou a Companhia Siderúrgica Nacional (CSN) pela prática do crime de poluição por despejar 18,3 milhões de litros de lama, carvão e minérios de ferro no rio Paraíba do Sul, em Volta Redonda (RJ). O incidente ocorreu em 27 de novembro de 2010, e os níveis de chumbo, cobre dissolvido e óleos do rio estavam acima dos limites permitidos pela legislação ambiental. Segundo a decisão da Justiça, foi estabelecida pena de seis meses de detenção, convertida em custeio de programas e projetos ambientais, e dez dias-multa. Além da empresa, foram denunciados o diretor-presidente, Benjamin Steinbruch, e o diretor-executivo de produção, Enéas Garcia Diniz. 

Protocolo de Paris 

O Protocolo de Paris, que vai substituir o Protocolo de Kyoto, que entrou em vigor em fevereiro de 2005, carrega a expectativa de ser o maior acordo climático do mundo. Mas, ao contrário do acordo anterior, que tinha metas específicas para um grupo de menos de 40 países desenvolvidos, o Protocolo de Paris será um acordo global que envolverá mais de 190 países que fazem parte da Convenção do Clima da Organização das Nações Unidas (ONU). Será uma espécie de guia de desenvolvimento para o futuro, e o intuito é estabilizar as emissões de gases de efeito estufa para que, ao final do século, não ultrapasse aquecimento superior a 2 graus Celsius (°C) em relação ao que havia no período pré-industrial.


Painéis solares

Ao abrigo de uma nova legislação, a organização não-governamental GRID Alternatives vai oferecer e instalar cerca de 1.600 painéis solares aos habitantes mais carentes do estado da Califórnia. A iniciativa foi lançada com os lucros do Fundo para a Redução de Gases com Efeito de Estufa. Se a iniciativa decorrer como o esperado, os pequenos painéis de 2,5 quilowatts instalados vão gerar uma poupança de € 20.880 ao longo dos próximos 30 anos para quem o obtiver.


20 milhões de litros de água 

Cerca de 20 milhões de litros de água são desperdiçados todos os dias em Blumenau, no Vale do Itajaí. Todos os meses, 27,5% da água tratada some da rede, e os vazamentos são a principal razão para o desperdício. São desperdiçados 20 milhões de litros de água por dia. O Samae gasta R$ 0,26 por litro tratado. Ou seja, por dia são gastos R$ 52 mil para tratar água que ninguém usa. Segundo o presidente do Samae, a rede da cidade e as obras são os principais fatores para os vazamentos. A tubulação na região central da cidade tem cerca de 40 anos e está em processo de troca.


Racionamento de água

Os baixos níveis dos reservatórios têm levado cidades do interior paulista a adotar o racionamento de água. Pelo menos dez municípios do interior já estão com restrições na distribuição. Em Araras, Casa Branca, Vargem Grande do Sul, Saltinho, Américo Brasiliense, Morro Agudo, Orlândia, São Sebastião da Gama, Mauá, Santo André e Valinhos estão sendo feitos cortes no abastecimento no mínimo duas vezes por semana. O abastecimento é interrompido diariamente, das 8h às 15h.

Tenda dobrável

Pensando nos refugiados, a arquiteta Abeer Seikaly criou a Weaving a Home (Tecendo um Lar), uma tenda que procura criar uma estrutura capaz de prover energia, água e calor, ao mesmo tempo em que é prática, leve e fácil de transportar. O tecido tem células fotovoltaicas que absorvem radiação solar, de modo a transformá-la em eletricidade e que servem também para o aquecimento de água. Através de um sistema natural de termossifão, a água da chuva sobe em direção ao tanque de armazenamento de água. A tenda também possui um sistema que impede inundamentos, além de ter uma estrutura feita para se adaptar a diferentes climas. 

Baía de Guanabara 

A promessa de tratar 80% do esgoto que chega à Baía de Guanabara até 2016, que havia sido feita em 2009 como parte dos compromissos assumidos no Dossiê de Candidatura do Rio à sede dos Jogos, foi considerada irreal. Pezão anunciou um novo plano de despoluição da baía que contará com a participação de sete universidades e três centros de pesquisas, dentre elas a UFRJ, Uerj, UFF, Fiocruz e PUC. Esta vez, porém, a meta é só para 2030.

Comentários

Curta no Facebook

Siga no Twitter

Jornal Extra nas redes sociais:
2i9multiagencia