Acompanhe nas redes sociais:

24 de Setembro de 2018

Outras Edições

Edição nº 838 / 2015

16/09/2015 - 07:54:00

A dura verdade

Temóteo Correia - Ex-deputado estadual

O Dimas Almeida, vereador da cidade de Anadia-AL, acompanhou-me politicamente durante quase toda a minha trajetória política. Era de uma fidelidade que dispensava prova; praticava uma política dissipativa.

Queria resolver os problemas de todo mundo e sempre sobrava para mim. Dimas, na minha porta, eu já sabia: teria que botar a mão no bolso porque vinha problema.

Em janeiro de 2015, no final do meu mandato, Dimas me telefona:- Prepare-se agora para o ostracismo!

- Por que, Dimas?

- Político sem mandato é como velho em asilo, ninguém visita. E emendou:

O deputado José Costa já dizia: “Na casa de político sem mandato, o capim cresce na porta” porque não aparece um vigarista pra pisá-lo.

- Não seja cruel!

Quer dizer que nem mesmo você virá me visitar, vez em quando?!

- Se você tiver alguma coisa pra mim, eu vou. E guarde essa: político sem mandato é como cachorro banguelo, que morde, mas não corta. Não faz medo a ninguém.

- Não gostei da conversa, mas percebi algum fundo de verdade.

Comentários

Curta no Facebook

Siga no Twitter

Jornal Extra nas redes sociais:
2i9multiagencia