Acompanhe nas redes sociais:

17 de Novembro de 2018

Outras Edições

Edição nº 835 / 2015

26/08/2015 - 20:21:00

Filho do prefeito de Paulo Jacinto bate em trabalhador e revolta população

Ex-secretário de Finanças, Renato Nascimento prometeu ainda encher de bala a boca de desafeto

Da redação

A polêmica envolvendo o ex-secretário de Finanças Renato Nascimento, filho caçula do prefeito de Paulo Jacinto, Ivanildo Pereira do Nascimento, o Nildo do Jaime, continua naquele município de pouco mais de sete mil habitantes. No início deste mês, Renato ficou furioso com declarações que Antônio Marcos Firmino Pinheiro fez à TV Gazeta durante reportagem em que falava do sucateamento da Saúde municipal a ponto de agredir verbalmente e bater no rosto do desafeto. Como se não bastasse, o filho do prefeito ameaçou, ainda, que, caso ele não se calasse, iria tapar sua boca com bala. 

A agressão aconteceu na praça principal da cidade na presença de várias pessoas, o que revoltou a população, causando indignação das mais variadas formas. Nas redes sociais, o assunto tomou mais força, e os comentários surgiram em grande proporção. A solidariedade ao trabalhador vem de vários lugares, inclusive de outras localidades. As conversas informais dão conta de que a vítima prestou queixa contra o agressor, mas a reportagem não consegui falar com Marcos para confirmar a informação.

Há quem diga que o filho do prefeito deveria ser um exemplo. Outro internauta de São Paulo disse que “esse sujeito é um verdadeiro boca aberta.” Alguns comentários nem podem ser publicados. Mas alguns saíram em defesa do agressor. “Renato é um coitado que chegou a seu limite e não afugentou, tendo que desabafar apenas com empurrão, e gerou essas conversas”.

nato era visto na cidade como pessoa pacata e ordeira. Mas a transformação do filho de Nildo do Jaime aconteceu para valer em janeiro deste ano,  quando assumiu a Secretaria de Administração e Finanças do município para o biênio 2015/2016. As peripécias do jovem foram tantas que, após esta última confusão, foi destituído do cargo. Mas a dança das cadeiras não derrubou apenas o caçula do prefeito. Outros secretários foram substituídos; dessa vez por pessoas de fora da cidade. “Colocaram forasteiros como se aqui não houvesse pessoas capacitadas e competentes para ocupar o cargo”, criticou um morador.

Renato não é o único da família que deve responder por seus atos irresponsáveis. Nildo do Jaime e um primo do agressor são investigados por enriquecimento ilícito. Apenas em 2013 foi constatado prejuízo aos cofres públicos no valor de R$ 525.383,47. No início deste ano, outro feito do prefeito chamou a atenção de quem acessou o Portal da Transparência e até virou motivo de piada e revolta da população paulo-jacintense. Ele gastou a bagatela de R$ 12 mil na compra de passaporte (lanche) para servidores da Secretaria de Obras do município. O detalhe é que a fornecedora do alimento é irmã do prefeito.

PLANTONISTAS

Pelo menos, a polêmica que foi gerada em relação ao sucateamento da Saúde municipal surtiu efeito. Após reivindicação da comunidade, o hospital (Maternidade Marina Lamenha) voltou a ter plantonistas. O quadro de aviso, exposto logo na entrada da unidade de saúde, traz os plantões médicos, mas nas segundas-feiras a lacuna continua.

“Depois de tanta luta e vê um jovem agonizando por falta de médico no final do ano passado, e vê uma senhora perder a vida por falta de médicos em nossa cidade, finalmente o hospital está ficando em ordem, mas não adoeça dia de segunda-feira”, ironizou um internauta.

Enquanto a população sofre com a falta de estrutura do que restou do hospital de Paulo Jacinto, após a  enchente de 2010, um verdadeiro “elefante branco” foi erguido na nova cidade que se formou na parte alta. As obras da nova unidade de saúde da cidade estão paralisadas, pois, por falta de pagamento, os funcionários abandonaram o serviço.

Vale ressaltar que o novo hospital começou a ser construído em 2012, e a obra foi orçada em mais de R$ 6 milhões, utilizando recursos do Ministério das Cidades. O prédio, amplo, conta com 80 salas e terá capacidade para atender os habitantes de Paulo Jacinto e das cidades vizinhas.

NO LIXO

Não é apenas o setor da Saúde que anda doente em Paulo Jacinto. O descaso na coleta de lixo no Povoado José Aurino de Barros, na Vila São Francisco, tem tirado o sono dos moradores do lugar. Em vídeo publicado em uma rede social, eles alertam sobre problemas que o lixo causa e fazem apelo às autoridades para que tomem as providencias cabíveis com a coleta do lixo periodicamente. 

Comentários

Curta no Facebook

Siga no Twitter

Jornal Extra nas redes sociais:
2i9multiagencia