Acompanhe nas redes sociais:

16 de Novembro de 2018

Outras Edições

Edição nº 831 / 2015

29/07/2015 - 10:41:00

S.O.S ALAGOAS

Cunha Pinto

Colarinho branco

O doleiro Alberto Youssef jogou “aquilo no ventilador” e os que abocanharam porções na roubalheira,  confiantes na impunidade, começam a sentir o peso da Justiça da ação policial. A expectativa é pela quebra do tabu de que bandido do colarinho branco não vai para a cadeia.

Quem acredita?

No início das investigações da Operação Lava Jato pela Polícia Federal foram divulgados que eram “caça-fantasmas”, uma alusão a políticos com mandatos em Brasília confiantes no “tudo posso”. Mas exageram no entendimento de a imunidade parlamentar não ter limites.

Lava Jato

A prisão de empreiteiros na Operação Lava Jato abre interrogação para as eleições municipais do próximo ano e tem a ver com posicionamentos das empresas no apoio a candidatos  em campanha. Principalmente no patrocínio de propaganda, viagens e carreatas.

 
Para lembrar

Do jornalista José Simão, deboche antigo, mas ainda valendo numa época oportuna: “A presidente do Sindicato das Prostitutas foi fazer um discurso em Brasília, mas não sabia como começar. Aí falaram para ela: ‘Começa como quiser’. E ela: “MEUS FILHOS...”  Está inserida numa estória do livro “Esculhambação geral da República.”


Eleições municipais

É natural dos maceioenses a indiferença para com as eleições municipais, já próximo ano, e com razão da decepção  pelo desempenho do Executivo e Legislativo nos estados e em Brasília. Mas, se o descontentamento será externado nas ruas e depois nas urnas, é esperar para ver.


Haja queixas

Na Ponta da Terra, proximidades da Igreja Nossa Senhora de Fátima, entram na rotina dejetos de esgotos escorrendo para o meio da rua. Moradores, incomodados, pedem  atenção dos órgãos competentes. Mas quem se preocupa?  Um dos estorvos é na Rua Santa Sofia.

 
Desaconselhável

“Livro não é aconselhável para empréstimo. Quem pede sinaliza interesse pela leitura, mas, na maioria das vezes, a devolução se torna difícil“. Frase foi solta em uma conversa entre leitores habituais. Uns, inclusive, se identificando como vítimas da confiança no empréstimo.

“Rafamé”

“Quem toca fogo em ônibus é bandido rafamé”.Comentário foi feito recentemente pelo  secretário da Segurança  Pública no Estado, Alfredo Gaspar de Mendonça. Na opinião pública, maioria é de aprovação à maneira como ele conduz as ações policiais na repressão ao crime.


Ponto de vista

“A polícia faz a sua parte, mas a legislação segue enxugando o crime no País”. Autor da frase foi o jornalista Datena, apresentador do Cidade Alerta, edição da quinta-feira da semana passada (16), na Band. Já de moradores, a pergunta é “até quando vai continuar?” Lastimam  acomodação  dos políticos  em Brasília.  


Inadimplência

Dados divulgados na área econômica sinalizam para este trimestre, prestes a findar,  uma inadimplência do consumidor em torno de 16,4%. Os dados divulgados reforçam a necessidade de precaução para os próximos cinco meses, mas não surpreenderá se for além de dezembro.


Momento difícil

Levantamento recente na área financeira confirma que o consumidor tem dificuldade maior que anos anteriores para pagar empréstimos. Outra averiguação teve a ver com uma pesquisa constando a confiança do  brasileiro na economia e exibindo os piores percentuais dos últimos tempos.  

Nova operação

Pode até ser “conversa mole” que aparece em setores da Segurança Pública insinuando novas operações policiais Estado afora e alvo de gente do “colarinho branco” metido em situações suspeitas de má conduta. Mas é só coincidência com a proximidade de 2016?


Desemprego

No Brasil, média de desempregados bate hoje em torno de 8,2 milhões e pela dificuldade de conseguir trabalho, muita gente tenta montar o próprio negócio para tocar a vida. Mas, mesmo com a iniciativa, o número de desempregados no país supera em 1,3 milhão o do  ano passado.


Novos laboratórios

A Braskem, líder mundial na produção de biopolímeros, vai construir mais dois laboratórios de análises químicas e testes de polímeros. Investimento previsto é de R$ 1,5 milhão, e o local, Centro de Tecnologia e Inovação, em Triunfo (RS). Previsão da inauguração é para outubro.


Atuação política

A Fundação Ulysses Guimarães (FUG), criado pelo PMDB para estudos políticos e econômicos, fez encontro na segunda-feira (20),  em Maceió, Na pauta, a discussão do plano de atuação política para 2016. De Ricardo Santa Rita, presidente da fundação no Estado:“Vamos inovar a prática política em Alagoas”. O senador Renan Calheiros esteve presente.

Plenário fechado

Em Brasília, o Senado e a Câmara Federal estão de recesso até o dia 30 próximo. Mas já em agosto, com trabalhos reativados dia 1º, pauta de votação estabelecida para o dia 21 inclui o projeto daLei de Responsabilidade das Estatais.

Comentários

Curta no Facebook

Siga no Twitter

Jornal Extra nas redes sociais:
2i9multiagencia