Acompanhe nas redes sociais:

14 de Novembro de 2018

Outras Edições

Edição nº 830 / 2015

22/07/2015 - 10:49:00

MEIO AMBIENTE

Aquecimento global e terrorismo

Um relatório intitulado “Alterações climáticas, uma avaliação dos riscos”, traz previsões de cientistas, analistas políticos, especialistas financeiros e militares, de um cenário sombrio para o futuro da humanidade caso ocorra este aumento de temperatura global. A falta de alimentos e reservas de água devido ao aquecimento global pode causar migração populacional, desorganizar os países e favorecer o terrorismo.  As alterações climáticas terão uma pressão desestabilizadora em vários países e regiões ao mesmo tempo, irá reduzir a capacidade de intervenção do governo e deixará territórios inteiros sem administração.


Câmeras subaquáticas 

Até 2018, o programa Global FinPrint deve proporcionar uma visão clara de onde as populações de tubarões são saudáveis e onde eles estão enfrentando dificuldades, e como os tubarões impactam a saúde dos recifes de coral, usando iscas presas a câmeras subaquáticas em 400 recifes em todo o mundo. Como predadores protagonistas nos oceanos, os tubarões têm um papel fundamental na cadeia alimentar, mas cerca de 100 milhões de tubarões são retirados dos oceanos a cada ano por suas barbatanas e pela carne. Os dados da pesquisa serão disponibilizados nos próximos anos através de uma plataforma de acesso aberto com informações sobre densidade de espécies, habitats e tendências de diversidade.

Resíduos nucleares 

Dezessete mil toneladas de lixo altamente radioativo  é o que o Japão tem em um armazém temporário de suas usinas nucleares. A Organização de Gestão de Resíduos Nucleares do país, conhecida como NUMO, tem a tarefa de tratar os resíduos. A organização convidou os distritos a se candidatarem como sede de armazenamento, mas diante do fechamento acelerado de alguns reatores depois de Fukushima, descartou a ideia de esperar um voluntário. Em vez disso, cientistas vão nomear as regiões adequadas. 


Pandas preguiçosos

De acordo com um estudo publicado na semana passada, os pandas gigantes são os novos preguiçosos do mundo animal, que descobriu que os ursos são tão vagarosos quanto as preguiças. Pesquisadores na China rastrearam cinco pandas em cativeiro e três mais selvagens para o estudo publicado na revista Science. Eles descobriram que os pandas são muito menos ativos do que os outros ursos, e poupam 38% a mais da energia diária que a média dos outros animais do mesmo tamanho.


Solar Impulse 2 
A equipe do avião Solar Impulse 2 anunciou na quarta-feira (15) que suspenderá até abril de 2016 a tentativa de dar a volta ao mundo, que começou em março, devido a um problema de superaquecimento das baterias que demorará meses para ser resolvido. A aeronave ficará no Havaí, onde chegou após um voo de cinco dias no qual bateu os recordes mundiais de distância e tempo para um avião alimentado por energia solar. A aeronave, alimentada com mais de 17 mil placas solares, pretende percorrer 35 mil quilômetros sem usar uma gota sequer de combus-tível, para conscientizar o mundo sobre o uso de energias limpas.

Vulcões submarinos  

Na segunda-feira (13), cientistas descobriram quatro vulcões extintos em frente à costa de Sydney, que permitirão compreender melhor a separação da Nova Zelândia da plataforma continental australiana há milhões de anos. Os quatro vulcões estão situados em alto mar a 250 km de Sydney, a maior cidade da Austrália. Os vulcões se encontram a 4.900 metros de profundidade. Um deles tem uma cratera de 1.500 metros de diâmetro e se eleva a 700 metros. Os vulcões foram descobertos pelo Investigator, um navio científico australiano, equipado com um sonar para cartografar o fundo do mar.


Redução em poluição

O projeto de fachadas que absorvem poluição é do escritório de arquitetura Elegant Embelishments, que fica em Berlim e já foi implantado em um hospital no México. O escritório agora estuda baratear a cobertura, que ainda custa cerca de 330 euros por metro quadrado. A fachada funciona como proteção contra a luz do sol e como fotocatalisador. A forma foi inspirada em corais marinhos e é revestida com dióxido de titânio, um pigmento que age como catalisador de reações químicas quando ativado pela luz do sol.


Botos-cinza

Ao menos 36 botos-cinza (Sotalia guianensis) foram encontrados mortos desde o início do ano na Baía de Sepetiba, uma média seis vezes maior do que a observada há dez anos. O Ministério Público Federal (MPF) no Rio de Janeiro expediu recomendação ao Instituto Nacional do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) e à Marinha para que intensifiquem a fiscalização contra a pesca predatória na região, tendo como alvo as embarcações traineiras clandestinas com redes mecânicas e de arrasto duplo.

Comentários

Curta no Facebook

Siga no Twitter

Jornal Extra nas redes sociais:
2i9multiagencia