Acompanhe nas redes sociais:

20 de Setembro de 2018

Outras Edições

Edição nº 829 / 2015

15/07/2015 - 14:48:00

MEIO AMBIENTE

Doação de pescado

Cerca de 450 quilos de pescados apreendidos de forma irregular nos municípios de Barão de Melgaço, Santo Antônio do Leverger e Poconé, no Mato Grosso, foram doados esta semana pela Delegacia Especializada do Meio Ambiente (Dema) de Cuiabá, conforme prevê a legislação ambiental. A ação beneficiou sete entidades filantrópicas e assistenciais que atendem pessoas carentes na capital mato-grossense. 

Espuma no Tietê

Os moradores de Pirapora do Bom Jesus, na região metropolitana de São Paulo, foram surpreendidos nos últimos dias com o volume de espuma que cobriu o Rio Tietê e tomou as ruas da cidade. Com mais de 3 metros de altura, a camada de espuma chegou até a porta de algumas casas. O fenômeno é frequente nesta época do ano, quando as chuvas diminuem e o problema da poluição no rio se agrava. A espuma é provocada pelos resíduos de detergente não biodegradável despejados no rio através dos esgotos e a proximidade a barragem da Usina Hidrelétrica do Rasgão e o movimento das águas no local. A espuma pode se espalhar por toda a cidade com a ação do vento a recomendação é ficar longe.

Tigres a “preço de banana”

 Atualmente, comprar um tigre na Cidade do México está ao alcance de qualquer um que tiver US$ 2 mil (pouco mais de R$ 6.400), isso por conta da criação de uma lei contra o uso de animais silvestres nos circos, o que levou a indústria a vendê-los. A norma, que entrou em vigor na quarta,8, foi promovida pelo Partido Verde Ecologista do México (Pvem) e apresenta uma deficiência porque não foi elaborada de forma a preservar os animais. Um tigre branco, que custava US$ 25 mil (mais de R$ 80 mil), está sendo vendido por US$ 2 mil a zoológicos particulares e colecionadores.

MRV planta mais de 59 mil árvores

A MRV Engenharia fechou o mês de maio com 59.786 mil árvores plantadas em todas as regionais onde está presente, 46% da meta prevista para o ano. Em 2015, a construtora estabeleceu a meta de plantio para 130 mil árvores. O expressivo número se dá devido ao compromisso firmado pela construtora com o objetivo de priorizar atividades e iniciativas que reduzam o impacto no meio ambiente.


Greepeace critica governo

O Greenpeace criticou na segunda-feira, 6, os termos do compromisso assumido pelo governo brasileiro no acordo com os Estados Unidos para acabar com o desmatamento ilegal de florestas e mitigar as causas das mudanças no clima. O documento informa que o Brasil pretende restaurar e reflorestar 12 milhões de hectares de florestas até 2030, mas isso é cerca de metade do exigido pelo atual Código Florestal para zerar nosso passivo ambiental. Para o Greenpeace, é vergonhoso que o nível do compromisso no país ainda seja tão baixo.

Ômega 3

O centro de pesquisa Rothamsted, no Reino Unido, desenvolveu em laboratório e em estufas plantas do tipo camelina modificadas capazes de produzir dois ácidos graxos benéficos para a saúde, normalmente obtidos no óleo de peixe. Os cientistas introduziram genes de algas marinhas, fonte natural de ácidos graxos, nas sementes das plantas. Depois dos primeiros resultados conclusivos em laboratório, a empresa comemorou ter conseguido repetir a experiência em condições ambientais reais. Os resultados gerais da pesquisa foram publicados na revista especializada Metabolic Engineering Communications.


Ondas de calor mais intensas

Durante os últimos 50 anos, as ondas de calor ficaram cada vez mais frequentes. A duração e a intensidade provavelmente aumentarão na maioria das zonas terrestres ao longo deste século. Depois do episódio na Índia, em que 700 pessoas morreram em consequência da onda de calor combinado com o mês de jejum muçulmano, o Ramadã, a Organização Meteorológica Mundial (OMM) e a Organização Mundial da Saúde (OMS) publicaram na terça,7, novas orientações para poder fazer frente aos riscos para a saúde com essas mais intensas ondas de calor: estar na sombra, beber muita água, lavar-se com mais assiduidade, e não se isolar.


Madeira ilegal

A operação “Amazônia Unida” da Polícia Judiciária Civil, Instituto de Defesa Agropecuária (Indea), Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema) e da Polícia Militar, deflagrada para combater o transporte ilegal de madeira, apreendeu na última semana de junho, vinte e oito caminhões carregados, cerca de 900m³ de madeiras variadas. A operação foi realizada no posto de fiscalização tributária, Benedito Cobrelino de Souza (Rio Correntes), na divisa dos Estados do Mato Grosso e Mato Grosso do Sul. As cargas vinham da região Norte de Mato Grosso, e dos Estados do Pará, Rondônia e Amazonas. Os responsáveis pelo transporte da carga foram autuados pelo crime e a madeira considerada irregular será doada a instituições com fins beneficentes, conforme previsto na lei de crimes ambientais. 

Comentários

Curta no Facebook

Siga no Twitter

Jornal Extra nas redes sociais:
2i9multiagencia