Acompanhe nas redes sociais:

14 de Novembro de 2018

Outras Edições

Edição nº 828 / 2015

09/07/2015 - 19:42:00

Queda do FPE nos próximos três meses é nova “pedalada” em Alagoas

Governo faz reserva para manter ‘mínimo do mínimo’; prefeituras apertam cintos; Fazenda arrecada mais

Odilon Rios Especial para o EXTRA

O ano do ajuste fiscal da era Joaquim Lévy, no Ministério da Fazenda, sob batuta da presidente Dilma Rousseff, enfrentará a sua mais dura prova em Alagoas nos próximos três meses, quando o Governo Renan Filho (PMDB) espera queda da receita do Fundo de Participação dos Estados e as cidades, a queda do Fundo de Participação dos Municípios (FPM).

Maceió, de Rui Palmeira (PSDB), por exemplo, acumula prejuízo de R$ 634 milhões com as desonerações de 2008 a 2014; Arapiraca, de Célia Rocha (PTB), economiza para pagar o 13º salário dos servidores públicos. E a Secretaria da Fazenda, de George Santoro, acumula vitórias e preocupações: as usinas de açúcar e álcool voltaram a pagar impostos, mas o desemprego em Alagoas pode chegar até a 50 mil pessoas - em especial na construção civil.

Veja a matéria completa no jornal EXTRA nas bancas!

Comentários

Curta no Facebook

Siga no Twitter

Jornal Extra nas redes sociais:
2i9multiagencia