Acompanhe nas redes sociais:

21 de Setembro de 2018

Outras Edições

Edição nº 825 / 2015

17/06/2015 - 11:11:00

Prefeitura de São Sebastião é denunciada por rombo na Previdência do município

Ex-vereador afirma que desfalque ultrapassa os R$ 13 milhões

João Mousinho [email protected]

As administrações do ex-prefeito de São Sebastião, José Pacheco (PP), e do atual prefeito, Charles Pacheco (PP), são alvo das denúncias do ex-vereador do município, Atila de Lima. Ele encaminhou uma série de documentos para o Ministério Público Estadual que comprovam desvios no sistema de previdência do município: Instituto de Previdência e Assistência dos Servidores do Município (IPAM).  Segundo os relatos encaminhados ao MP, o rombo já ultrapassa, devido às correções, mais de R$ 10 milhões. “Os descontos dos funcionários sempre foram realizados pela prefeitura desde a gestão de José Pacheco, assim como na administração de Charles Pacheco, mas nunca foram repassados para o IPAM”, contou Atila.

 O ex-vereador adiantou que a prática que ele classifica como “criminosa” foi apenas repetida e aperfeiçoada pelo atual prefeito Charles Pacheco. “José é tio de Charles; o modus operandi da dupla foi denunciado aos órgãos competentes. Acredito na Justiça e na resposta do MP a essa dupla que sempre se locupletou do erário”, desabafou.

 Atila revelou que em 2013 a Câmara de São Sebastião aprovou um Projeto de Lei que autorizava o parcelamento de débitos oriundos de contribuições previdenciárias devidas e não repassadas pelo município (patronal) em até 240 prestações mensais e de débitos de aposentados e pensionistas em 60 prestações.  “Mesmo com a Câmara avalizando as ilegalidades do executivo, o município não honrou uma só parcela firmada do acordo há dois anos”, salientou. 


Bastidores do poder 

Atila de Lima falou ainda da relação de poder no município e disse que quem realmente manda no município é o filho do ex-prefeito, Henrique Pacheco. “O prefeitoCharles Pacheco é uma mera marionete, ele não tem poder de decisão; ele foi escalado para concorrer nas eleições em 2012 porque o filho de José Pacheco como cabeça de chapa configuraria o terceiro mandato, o que não é permitido pela legislação eleitoral”. Ainda sobre a eleição, a dupla José Pacheco e Charles Pacheco é acusada de abuso de poder político e econômico, além de fraude eleitoral, o que gerou uma Ação de Investigação Judicial Eleitoral (Aije). 


Saúde sucateada 
Atila também não poupou críticas à estrutura da saúde no município de São Sebastião. Recentemente o ex-vereador flagrou uma ambulância com sua porta traseira fechada com um cabo de aço. “Além de um perigo para o paciente que é transportado no veículo, muitas vezes em alta velocidade, é uma imoralidade devido ao montante repassado pela União para a pasta da Saúde”. 

O opositor colocou que o último repasse do Fundo de Participação do Município (FPM) para São Sebastião foi de R$ 5 milhões no mês de maio. “Em gestões anteriores onde os recursos do município eram mais minguados, muitas coisas eram realizadas, até obras com recursos do FPM. Atualmente só o funcionalismo é pago. São Sebastião está entregue às baratas”, sentenciou Atila.  

Comentários

Curta no Facebook

Siga no Twitter

Jornal Extra nas redes sociais:
2i9multiagencia